Colunistas

Pr. José Wellington

Pr. José Wellington

O maior presente de Deus ao mundo: Jesus

Qui, 03/01/2013 por José Wellington

 

Todos nós ainda estamos absortos por esse ambiente de alegria em que as pessoas andam sorrindo nas ruas durante o período do Natal e da virada de ano. O crente tem muito mais motivos para alegrar-se, porque, antes de tudo, ele já recebeu o maior tesouro que alguém poderia receber: o Senhor Jesus em sua vida.

O profeta Isaías vaticinou 700 anos antes o nascimento do Mestre e como seria a Sua vinda a este mundo, mas eu desejo compartilhar com o prezado leitor especificamente a mensagem extraída do capítulo 9 e versículo 6 do livro desse profeta: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o seu principado estava sobre seus ombros, e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz”.

Essa dádiva do céu para a humanidade, sem sombra de dúvida, foi o maior tesouro de Deus! A Bíblia afirma que o Senhor nos concedeu o Seu único Filho para tomar a forma humana e como homem Ele trouxe para a humanidade a maravilhosa mensagem de perdão, reconciliação com Deus e salvação eterna. Seu nascimento foi em um ambiente simples, quando, naquela época, os religiosos e, quem sabe, também aqueles que acompanhavam a vida religiosa do povo estimavam que o nascimento do Salvador do mundo acontecesse em um palácio como o de Herodes, mas Deus resolveu que Seu Filho nascesse da maneira mais simples possível. Se não havia conforto para Maria e José, até porque este não podia oferecer os recursos que a sua esposa merecia, por outro lado a Palavra de Deus afirma que os anjos do céu se manifestaram, confirmando o nascimento do verdadeiro Salvador.

As Sagradas Escrituras dão conta de que surgiu um coral de anjos cantando, para que todos observassem a glória de Deus sendo revelada, confirmando a chegada do Filho de Deus. A profecia de Isaías cumpriu-se literalmente, porque Jesus é verdadeiramente Maravilhoso. Até hoje, o Seu glorioso trabalho nos empolga. As pessoas que puderam acompanhá-lo durante Seu ministério terreno, como os 12 apóstolos e os muitos discípulos que o seguiram, viram, em muitos momentos, que Jesus, como homem, se revelou como o Deus maravilhoso, realizando milagres, ressuscitando mortos, curando os cegos e concedendo vida para aqueles que se encontravam oprimidos pelo pecado. Por essa razão, o Seu nome é Maravilhoso!

Mas, o Senhor também é Conselheiro, pois Ele veio trazer, com a Sua Palavra, uma nova esperança, um conforto espiritual que o mundo de pecado arranca de nós, mas a Palavra de Deus, que é esse Compêndio do Céu para o consolo do coração, restaura. A Palavra de Deus registra os conselhos preciosos dAquele que é realmente o Conselheiro.

A Bíblia diz ainda que Jesus é Deus Forte, isso porque Ele deu a Sua vida, mas não como um derrotado. Conforme o próprio Messias disse: “Eu dou a minha vida porque Eu a quero dar. Eu tenho poder para dá-la, e tornar a tomá-la”. Sim, o Senhor morreu para cumprir uma determinação do Pai, ou seja, era um plano de Deus que Ele desse a Sua vida para resgatar a nossa da condenação eterna. Mas, ao terceiro dia, após a obra consumada, Jesus Cristo ressuscitou maravilhoso e forte. E para que os Seus soubessem desse evento, Ele apareceu muitas vezes entre Seus discípulos realizando milagres e, depois, a uma multidão de 500 pessoas. Ele ascendeu aos céus e esse foi o ato mais lindo que o povo daquela época pôde constatar. E como prometeu, Ele, o Pai da eternidade e Príncipe da Paz, retornará um dia para arrebatar a Sua amada Igreja. Aleluia!
 
Jesus é o nosso maior tesouro!

2 comentários

Alexandre Pereira

Deus é maravilhoso. Sou grato a ele por Cristo. Tambem agradeço pela vida do pastor José Welington

Maria de Lourdes Ferreira

Conserteza o Senhor é nosso maior tesouro.Ele é o meu bens mais precioso. Amém.

Deixe seu comentário







Perfil

José Wellington Presidente do Conselho Administrativo da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD), Presidente da Igreja Evangélica AD em São Paulo, Min. do Belém e Presidente Convenção Fraternal e Interestadual das Assembleias de Deus do Ministério do Belém no Estado de São Paulo (Confradesp).

COLUNISTAS

ARQUIVO