Colunistas

Pr. Elienai Cabral

Pr. Elienai Cabral

Prevenindo heresias (Parte II)

Seg, 30/04/2012 por Elienai Cabral

 

Nos últimos tempos a igreja tem sido ameaçada por perigos que contagiam os cristãos como uma virose que alcança muitas pessoas. Quando uma gripe virótica surge a cada ano, muitas pessoas de estrutura mais frágil são facilmente contagiadas, porque são vulneráveis àquela virose. No campo espiritual, no seio da igreja, muitos cristãos tornam-se suscetíveis ao “espírito do engano” por qualquer movimento espiritual que surja.

No campo espiritual, o perigo começa com o Diabo, que é o pai da mentira (Jo 8.44). A primeira seita herética começou no Éden, quando Satanás, como a antiga Serpente, tentou a Eva e torceu o sentido das palavras de Deus para levá-la, juntamente de seu marido Adão, ao desvio doutrinário. Ele aproveitou-se da simplicidade e pureza de mente do casal, que , sem malicia alguma, não percebeu que o poder daquela serpente era do maior inimigo de Deus e da sua obra. A serpente usou os desejos puros de Eva e sob disfarce, de forma sutil, enganou ao casal (Gn 3.1-15; 1Tm 2.14). Os métodos de Satanás continuam os mesmos. Ele explora a inocência dos incautos e lança em suas mentes dúvidas acerca de Deus e da sua Palavra, torcendo o sentido real das palavras de Deus e induzindo essas pessoas ao engano. Muitos filhos de Deus estão se tornando presas fáceis para o inimigo através de conceitos equivocados acerca das coisas espirituais.
 
COMO PREVENIR HERESIAS
 
1) Não dar crédito a todo espírito

João, o apóstolo amado, preocupava-se com a igreja nos “últimos tempos”. Na sua primeira epístola, escreveu para os cristãos alertando-os acerca dos “espíritos enganadores” que se intrometiam na vida íntima das igrejas plantadas pelos apóstolos e exortava-os , dizendo: “Não deis crédito a todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus” (1Jo 4.1). Quando João usa a palavra “espírito”, ele a usa no sentido qualitativo. Isto é, a palavra “espírito” refere-se a pessoas sem referência, sem que sejam conhecidos. Ele alertou os cristãos, e os chama de “filhinhos”, para que os mesmos não sejam levados pelo “espírito do erro”, que produz heresias e falsa doutrina. Todo ensino precisa ser comparado e examinado com a Palavra de Deus.

2) Recusar qualquer doutrina ou manifestação que não tenha respaldo bíblico

Lamentavelmente, os grupos modernos do pentecostalismo, conhecidos como neopentecostais, abraçam todas as novidades espirituais surgidas. Tentam justificar suas crendices enfatizando que o Espírito Santo é livre para fazer o que quiser, e acabam expondo-o ao sabor de crendices e heresias. O Espírito é livre, sim, mas sua atuação acontece mediante princípios que Ele mesmo estabeleceu nas Escrituras para as pessoas que o querem em suas vidas. O Espírito Santo não pode ser manipulado por ninguém e não age irracionalmente. Por isso, toda e qualquer manifestação espiritual tem que ter o respaldo bíblico. Caso contrário, constitui-se heresia que precisa ser rechaçada e excluída da experiência cristã.

0 comentários

Nenhum comentário para esse post.

Deixe seu comentário







Perfil

Elienai Cabral Pastor Elienai Cabral é conferencista, teólogo, membro da Casa de Letras Emílio Conde, comentarista de Lições Bíblicas da CPAD, membro do Conselho Administrativo da CPAD e autor dos livros “Comentário Bíblico de Efésios”, “Mordomia Cristã”, “A Defesa do Apostolado de Paulo – Estudo na Segunda Carta aos Coríntios”, “Comentário Bíblico de Romanos”, “A Síndrome do Canto do Galo”, “Josué – Um líder que fez diferença”, “Parábolas de Jesus” e “O Pregador Eficaz”, todos títulos da CPAD.

COLUNISTAS

ARQUIVO