CPADNews

Iraniano se tornou cristão após ter visão de Jesus: “A presença de Deus veio como fogo”

Shapoor Ahmadi contou seu testemunho de entrega a Jesus, após crescer nas tradições islâmicas

Iraniano se tornou cristão após ter visão de Jesus: “A presença de Deus veio como fogo”

Criado em uma família muçulmana devota no Irã, Shapoor Ahmadi dedicou sua infância e adolescência estudando o Alcorão e as leis islâmicas. Até que, anos mais tarde, quando se refugiou na Inglaterra, Jesus se revelou a ele em uma visão e mudou sua vida por completo.

Em entrevista ao Portal Guiame, Shapoor conta o quanto era comprometido com o Islã. “Eu gastava de 1 a 2 horas por dia para memorizar o Alcorão; orava cinco vezes ao dia e jejuava por 40 dias no Ramadã”, diz.

Anos mais tarde, o iraniano conseguiu refúgio na Inglaterra, onde teve o primeiro contato com uma igreja. “Eles vinham todas as semanas para o albergue de refugiados e nos ajudavam na prática, dando aulas de inglês, ajudando a buscar endereços na cidade ou nos recebendo”, conta.

Por muito tempo, Shapoor recusou os convites para ir à igreja, até que, no Natal de 2007, resolveu fazer parte de uma celebração promovida pelos mesmos cristãos que visitavam o albergue. “Não queria ir à igreja, só queria estar perto das pessoas da comunidade”, explica.

Chegando lá, Shapoor viu algo inesperado: as pessoas estavam com as mãos para o alto, em um momento de adoração. “No primeiro louvor, estava rindo do cristianismo. No segundo louvor, eu dizia que aquilo não me tocava. No terceiro louvor, eu vi a frase ‘Jesus é o Príncipe da Paz’. De repente, o Espírito Santo me mostrou toda a minha vida, como uma memória”, relata. 

“Eu tinha uma religião, mas não tinha paz dentro de mim”, lembra. “E naquela época, eu disse: ‘Deus, em toda a minha vida, eu não tive paz. Você me daria essa paz?’ De repente, o Espírito Santo veio sobre mim de uma forma muito forte. Senti água caindo na minha cabeça. Eu era como um banho, como uma chuva. Primeiro, pensei que outras pessoas estavam jogando água em mim, então olhei em volta e vi todos adorando”, continua. 

“Então fui desafiado e fechei os olhos e disse: ‘Deus, se é você, me mostre de novo’. Desta vez, a presença de Deus veio sobre mim como fogo. Comecei a sentir o calor de Deus, senti paz, comecei a chorar e caí de joelhos. Eu estava abraçando a Deus. ‘Deus, se você não me deixar, vou servi-Lo todos os meus dias’”.

Na saída da igreja, Shapoor recebeu uma Bíblia e ouviu uma voz, que soprou “Mateus 6:33”. Confuso, por não saber o significado deste nome e destes números, ele pediu ajuda a um cristão, que abriu a Bíblia neste versículo, que diz: “Busquem em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas”.

“Fiquei chocado”, observa Shapoor, que passou a colher os frutos da experiência com Jesus a partir daquele momento. 

“Naquela noite fui para casa e tive o melhor sono de todos os tempos. Antes disso, durante seis meses, estava deprimido, bebia muito, tinha medo do futuro, medo do governo iraniano, de tudo. Então, eu não conseguia dormir. De manhã acordei, era uma nova pessoa. Eu estava feliz, toda a depressão se foi, Jesus me curou. Parei de fumar e beber por um milagre, em uma noite, a partir daquele encontro com o Espírito Santo. Por causa da graça de Deus, não porque eu queria. Porque Deus quis”, destaca.

Nos próximos sete meses, Shapoor estudou a Bíblia cuidadosamente e foi convencido de sua verdade ao comparar as Escrituras com o Alcorão. “Quanto mais eu lia a Bíblia, mais me sentia apaixonado por Jesus”, afirma.

O iraniano estava prestes a entregar sua vida a Jesus, mas queria uma confirmação de Deus — já que sua decisão faria com que ele perdesse tudo, inclusive sua família. Na mesma noite, ele teve um sonho no qual ele se via em um caixão.

“Eu vi meu cadáver. Então ouvi uma voz: ‘Você estava morto, agora está vivo’. A porta se abriu e surgiu uma cruz cheia de luz e fogo. Jesus soprou em meus pulmões e comecei a respirar, e a vida veio sobre mim. Então a cruz me empurrou para fora daquele caixão e eu disse: ‘Agora eu sei que Jesus Cristo é Senhor e Salvador’. Então, pela manhã, eu entreguei minha vida a Jesus e me arrependi dos meus pecados”, conta.

 

Fonte: Guiame - Foto: Guiame