Anterior

ANTERIOR

Mãe vive milagre após médico dizer que bebê nasceria morto: `Me senti chamada a orar´

19/10/2020

Universo Cristão

Comunidade exige exumação de corpo de cristão no Laos

Líderes da aldeia têm medo que espírito do adolescente vague pela região e dê azar aos moradores

Fonte: Portas Abertas | 21/09/2020 - 17:00
Comunidade exige exumação de corpo de cristão no Laos

Em 1981, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu a data de hoje como o Dia Internacional da Paz, como maneira de estimular as negociações para cessar as guerras e a violência em todo mundo. Porém, para os cristãos perseguidos essa data é uma utopia, já que eles não conseguem viver a fé livremente sem enfrentar todo tipo de hostilidade como rejeição, agressão, prisão e até morte.

No Laos, uma família cristã perdeu um garoto de 15 anos. Mas por seguirem a Jesus, ninguém compareceu ao velório e nem receberam cuidados dos vizinhos como lanches e ajuda financeira, conforme o costume local. Além disso, o chefe da aldeia proibiu que o corpo do adolescente fosse enterrado no cemitério local. Então, os pais tiveram que sepultar o filho no lote onde viviam. Mas por medo do espírito do menino vagar no território e resultar em azar, os líderes locais exigiram que o corpo dele fosse levado para outro lugar.

A família cristã está sendo auxiliada pelos líderes cristãos da igreja que frequenta, para que entre em acordo com os chefes locais e possa viver o luto em paz. Porém, o Laos é um país onde há um forte sincretismo religioso, pois junto com as crenças budistas coexistem o culto aos antepassados e fenômenos da natureza. Dessa forma, a população do país vive sob o medo de ser punida pelos deuses que cultua.

Pedidos de oração

- No Dia Internacional da Paz, ore para que a humanidade encontre a Cristo e realmente tenha a verdadeira paz, que excede todo entendimento.

- Interceda pela família cristã que perdeu o ente querido. Que seja consolada e testemunha do amor de Deus para toda a comunidade.

- Clame pelos governantes locais para que tenham compromisso com a justiça e o bem-estar de todos, independentemente da religião que professarem.