Anterior

ANTERIOR

Quase 550 igrejas evangélicas foram fechadas em um semestre, na China

22/09/2020

Universo Cristão

Igreja faz quase 1.000 batismos em praia da Califórnia e relata `avivamento´

A Calvary Chapel Church realizou o batismo ao ar livre de quase 1.000 pessoas em apenas um dia

Fonte: Guiame / com informações CBN News / Foto: Reprodução/Calvary Chapel Church | 14/09/2020 - 15:00
Igreja faz quase 1.000 batismos em praia da Califórnia e relata `avivamento´

Uma igreja dos Estados Unidos está celebrando o número recorde de batismos ocorridos no último sábado (12). A Calvary Chapel Church realizou o batismo ao ar livre de quase 1.000 pessoas em uma praia de Newport Beach, na região litorânea na Califórnia.

Gina Gleason, uma das líderes da Calvary Chapel, disse à CBN News que “a Califórnia pode estar passando por um avivamento espiritual”. Ela explicou que em média 300 pessoas se preparam para o batismo, mas o número do sábado foi três vezes maior.

“É um número notável e significativo”, destaca Gleason.

A praia onde foram reunidos, em Corona del Mar, foi tomada pela alegria de crianças, jovens e adultos que fizeram uma aliança pública com Deus.

Em meio às restrições provocadas pela pandemia de Covid-19, muitos têm se reunido para adorar e orar em locais abertos no sul da Califórnia. O movimento tem gerado muitos batismos e conversões.

De acordo com a publicação da CBN News, muitos acreditam que há um avivamento acontecendo nas praias de Huntington Beach desde 3 de julho.

O músico e líder de adoração da Bethel Church, Sean Feucht, compartilhou um vídeo de pessoas se reunindo em Pismo Beach para um tempo de adoração.

“Milhares se reuniram na praia para adorar a Jesus e uau, Deus apareceu e deixou a gente impressionado!”, escreveu. “Apesar das ameaças, a Igreja se reuniu com uma unidade sem precedentes! Dezenas foram salvos e muitos foram batizados! Deus está vindo para a Califórnia!”

Feucht disse ao CBN News que há um grande mover de Deus acontecendo na Costa Oeste da Califórnia. “Há uma igreja corajosa que se levanta na Califórnia que se recusa a ser silenciada”, disse ele, mencionando as restrições impostas pelo governo.