Anterior

ANTERIOR

Militares ocupam presidência e vice-presidência no Mali

22/09/2020

Universo Cristão

DIP 2020: é tempo de orar pelos cristãos ex-muçulmanos

Veja como aconteceu o movimento de oração nacional pela Igreja Perseguida mesmo em isolamento social

Fonte: Portas Abertas | 14/09/2020 - 08:40
DIP 2020: é tempo de orar pelos cristãos ex-muçulmanos

No último domingo (13), em casa ou na igreja, mais de 1 milhão de cristãos brasileiros oraram pelos irmãos e irmãs ex-muçulmanos no mundo, ao participar do Domingo da Igreja Perseguida (DIP) 2020. Dos 50 países da Lista Mundial da Perseguição 2020, 41 têm a opressão islâmica como uma fonte de perseguição. Isso indica que os cristãos que vivem nessas regiões sabem que seguir a Jesus significa serem rejeitados e agredidos pela família, excluídos da comunidade, ignorados e perseguidos pelos governantes.

Durante o DIP 2020, 10.332 igrejas desenvolveram atividades especiais para que os cristãos locais conseguissem imergir um pouco na dura realidade da Igreja Perseguida. Em alguns locais, onde ainda há isolamento social, as reuniões aconteceram virtualmente. Na Igreja Batista de Vila Jóquei, em São Vicente (SP), os encontros foram virtuais e a igreja toda pôde participar, inclusive as crianças. “É uma experiência incrível, poder envolver os pequenos com a Igreja Perseguida, tem sido muito gratificante. Até mesmo meus filhos de 8 e 4 anos ajudaram com o cenário da gravação dos vídeos. Isso me motivou a pensar em envolver a igreja e eles em uma campanha de cartões”, testemunha Rafael Santos.

Já em outras cidades, os cultos foram presenciais, mas seguem as diretrizes de saúde para não propagar o coronavírus. “É um desafio vencer alguns embaraços, como as medidas para evitarmos a propagação de COVID-19. Precisamos ter flexibilidade para adaptar os encontros e não termos aglomeração”, explica a parceira e organizadora do DIP em Goiânia (GO), Quezia de Alcântara. “A realidade vivenciada pelos cristãos ex-muçulmanos é desconhecida para nós, brasileiros. Então, termos o DIP é essencial para divulgarmos a situação difícil e as vitórias daqueles que fielmente seguem firmes na fé em Cristo”, complementa.

DIP 2020 on-line e presencial

Existem ainda igrejas que realizaram o DIP 2020 tanto virtual, como presencialmente. Na Igreja Presbiteriana da Vila Constantino, em Patrocínio (MG), os membros tiveram acesso às informações da Igreja Perseguida das duas formas. Segundo a organizadora Edilene Araújo, o importante é conscientizar e envolver mais pessoas na causa. “Mais uma vez me senti uma com eles! Deus me mostra a cada dia que esse é meu ministério, meu chamado. Orar, contribuir e buscar envolver mais pessoas no fortalecimento das irmãos e irmãs perseguidos por amor a Jesus”, completa.

Na Igreja Peniel em Resende (RJ), os cristãos também puderam participar do culto na igreja ou em casa. O organizador Cláudio Messor afirma que o DIP já tem um lugar especial na agenda da comunidade e serve para despertar muitos cristãos que estavam vivendo uma fé sem compromisso. “Os irmãos ficaram tocados pelo vídeo que passamos em que um cristão ex-muçulmano fala com alegria da nova fé dele, mesmo que tenha sido agredido e perseguido. Apesar de tanta dificuldade, esses irmãos conseguem ser gratos e confiantes no Senhor. Isso serve de estímulo para a nossa fé também”, finaliza o irmão.