Anterior

ANTERIOR

Quase 550 igrejas evangélicas foram fechadas em um semestre, na China

22/09/2020

Universo Cristão

Satanista se entrega a Jesus após tentar interromper culto ao ar livre nos EUA

Segundo o relato de um pastor de Seattle, nos EUA, um dos satanistas que tentou atrapalhar a reunião de adoração entregou sua vida a Cristo

Fonte: Guiame - Foto: Instagram/Sean Feucht | 13/08/2020 - 12:15
Satanista se entrega a Jesus após tentar interromper culto ao ar livre nos EUA

Um dos satanistas que tentou interromper um culto ao ar livre na segunda-feira (10) em Seattle (EUA) entregou sua vida a Jesus, de acordo com o relato de um dos pastores da cidade.

O relato foi compartilhado nesta  quarta-feira (12) pelo líder de louvor da Bethel Church, Sean Feucht, que tem liderado um movimento de adoração em vias públicas nos EUA.

“Um satanista em Seattle nasceu de novo depois de vir para o evento. O pastor Nathan, de Seattle, acabou de confirmar para mim. Jesus ama os satanistas”, disse a mensagem de texto. Em resposta, Feucht celebrou: “Isso é tão incrível! Jesus!”

O print da conversa foi publicado pelo cantor nas redes sociais. “Eu acabei de receber essa mensagem de um pastor em Seattle. Os testemunhos continuam chegando”, ele contou.

“Não é sobre nossos nomes, nossas marcas, nossa música legal, mas é sobre isso… almas! Ele está se movendo pela América!”, acrescentou o cantor. “É hora de trocar seu medo pela fé! Jesus é muuuuito bom!”

Os cristãos estavam reunidos para um momento de adoração no Cal Anderson Park, enquanto manifestantes seguravam placas e gritavam em saudação a Satanás. 

Feucht disse que havia cerca de 30 seguranças em volta dele e da banda para conter os manifestantes, que tentaram interromper o culto e quebraram a bateria, os pedais da guitarra e o gerador.

Em um vídeo gravado por um dos manifestantes, é possível ver a multidão cantando e dançando, apesar das interrupções. “Quanto mais eu grito com eles, mais eles se divertem”, disse alguém na gravação. “Isso é ridículo”.

Feucht havia realizado outro culto em Portland no sábado (8), com milhares de fiéis presentes. Ele organizou protestos semelhantes na Califórnia para encorajar os cristãos a se envolverem mais na política e a lutar contra o “duplo padrão” visto nas restrições ao coronavírus, que limitam igrejas enquanto flexibilizam outros estabelecimentos.