Anterior

ANTERIOR

Reino Unido abrirá três novas clínicas estatais para transição de gênero neste ano

28/09/2020

Universo Cristão

Enfermeiros compartilham o amor de Deus com pacientes infectados por coronavírus

Profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao coronavírus têm fortalecido sua fé em Deus durante tempos de crise

Fonte: Guiame/ Com informações do Evangelical Digital - Foto: Samaritan\'s Purse | 24/03/2020 - 14:45
Enfermeiros compartilham o amor de Deus com pacientes infectados por coronavírus

Já são 300 mil casos de coronavírus em quase todos os países do mundo até esta segunda-feira (23), de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A pandemia tem afetado não só pessoas comuns, como também profissionais de saúde que estão na linha de frente.

Enfermeiros que atuam na Espanha, um dos países com mais casos de coronavírus, incentivam os cristãos a apoiarem as pessoas que estão atingidas pela doença e expressar o amor de Deus.

Cristina, que é enfermeira de um hospital que trata idosos e pacientes em cuidados paliativos, fala sobre a necessidade de “depender de Deus, especialmente quando tudo está desmoronando à nossa volta”. 

Ela está convencida de que estes são dias para lembrar as promessas de Deus, como o Salmo 46:1, que diz: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia”.

“Temos a oportunidade de conversar com as pessoas sobre o Senhor, sempre com amor e humildade”, Cristina disse ao site Evangelical Focus. “Ao ver nossa vulnerabilidade humana, muitas pessoas se aproximam de Deus para que O conheçam”.

A enfermeira Elisabet, que trabalha em um hospital em Madri, diz que tem compartilhado uma “carga emocional” com colegas de profissão e pacientes que sentem-se sozinhos. Ela ainda incentiva jovens cristãos a desligarem os celulares e abrirem a Bíblia durante a quarentena.

“Quando isso acabar (ou enquanto durar), a Igreja deve procurar novas maneiras de compartilhar o Evangelho”, afirma Elisabet. “Numa tempo em que a fragilidade da vida é muito real, é possível um avivamento, por que não?”

Deus está no controle 

Em meio à crise, a doutora Mónica, que atua no município espanhol de Mataró, lembra-se do livro de Daniel, que conta a história da fornalha de fogo. 

“Embora eu ame meu trabalho e tome todas as precauções, estou muito consciente da minha vulnerabilidade. Eu sei que o único que pode me manter segura para que eu possa continuar cuidando dos meus pacientes é Deus”, afirma. 

Javier, farmacêutico na cidade de Granada, tem se lembrado das palavras de Jesus sobre “fome, epidemias e terremotos nos últimos dias”. No entanto, ele enfatiza que “não devemos ter medo, mas devemos ficar perto Dele”.

No centro de saúde de Alicante, onde Carol trabalha na recepção, a atmosfera passou a ser de tensão. Em momentos como esses, ela diz que “os cristãos podem ser uma luz e uma fonte de ajuda, depositando nossa confiança em Deus”.

Europa e mundo

Em Bruxelas, na Bélgica, a enfermeira pediátrica Anna conta que seus colegas estão fazendo horas extras e há escassez de recursos, mas é uma bênção poder servir em seu local de trabalho. “Apesar das dificuldades, me sinto protegida sob as asas de Deus”, afirma.

No Reino Unido, Noemi, recepcionista em um lar para idosos no sul da Inglaterra, acredita que “a crise é uma oportunidade de compartilhar a esperança que temos em nossa fé, de uma maneira simples”.

Na América Latina, a milhares de quilômetros do epicentro de Covid-19, os países estão se preparando. Vicente, um médico que trabalha em La Paz, na Bolívia, acredita que as medidas de isolamento tomadas pelo governo, fechando igrejas e outras atividades, pode ser como “um deserto que testará a fé de muitos”. “Esperamos que muitos fortaleçam sua fé e conhecimento de Deus”, afirma.