Anterior

ANTERIOR

Atriz cristã vai à prisão e perdoa assassino da mãe: “Todos merecem uma segunda chance”

22/07/2019

Universo Cristão

Ciclone Fani força cristãos refugiados a voltar para suas terras

Cristãos indianos refugiados são afetados pelo ciclone Fani, e cogitam voltar à sua terra natal onde há grande oposição religiosa

Fonte: Portas Abertas | 08/05/2019 - 14:00
Ciclone Fani força cristãos refugiados a voltar para suas terras

De acordo com a imprensa internacional, mais de 40 pessoas no estado de Odisha, na Índia, morreram em decorrência da passagem do ciclone Fani, no último dia 04. A maior parte da devastação foi vista nas cidades de Puri e Bhubaneshwar. Milhares de árvores foram arrancadas e centenas de casas foram destruídas. Casas nas comunidades mais pobres da Índia foram completamente demolidas pelos ventos.

Nesse ambiente estão muitos cristãos. “Há alguns anos, milhares de cristãos migraram para a cidade de Bhubaneshwar após uma crescente onda de violência em Kandhamal, também no estado de Odisha. Eles se instalaram nas áreas de comunidades pobres sobrevivendo de trabalhos diários mínimos”, informa um parceiro da Portas Abertas local.

“Galpões temporários, onde estavam residindo até então, foram desenraizados pelo ciclone. Também não há água e eletricidade em Bhubaneshwar agora, e os cristãos estão sendo forçados a voltar para suas aldeias. Esses cristãos não conseguem ter uma fonte adequada de renda em suas aldeias e enfrentam oposição do povo local por sua fé. Este é um momento de grande desafio para eles. Eles precisam de orações”, afirma o parceiro.

Cerca de sete igrejas foram destruídas pelo ciclone. Milhares de casas estão danificadas. Puri está em pior estado em comparação com Bhubaneshwar, e há mais pessoas feridas e mortas. “Os hospitais em Puri e Bhubaneshwar estão em condições precárias e, na ausência de eletricidade, estão trabalhando com geradores. A situação é tão extrema que legumes chegam a custar 10 vezes mais que antes. É muito difícil para um homem pobre sobreviver”, relata o parceiro da Portas Abertas.

Ele continua: "A distribuição de ajuda do governo está acontecendo, mas não é suficiente. Árvores caídas nas ruas não foram retiradas. Temos que esperar mais de uma hora em uma fila para pegar um balde de água potável. Muitos de nós não podem se dar ao luxo de voltar às aldeias, uma vez que o preço do transporte subiu 10 vezes”.


Pedidos de oração

- Peça a Deus que fortaleça os cristãos que se encontram indecisos diante da escolha de voltar para suas terras ou reconstruir a cidade em que vivem.

- Clame a Deus por todo o povo da Índia e Bangladesh atingidos pelo Ciclone Fani.

- Interceda pelo governo da Índia e por todos os voluntários de apoio humanitário que estão no local auxiliando os afetados pelo