Anterior

ANTERIOR

Homem esfaqueia a ex, invade igreja e atira contra três fieis em Paracatu

22/05/2019

Universo Cristão

Após a saída do Estado Islâmico do Iraque, diversas famílias cristãs voltaram para suas vilas

Após 3 anos refugiados em Erbil, famílias encontraram suas casas queimadas pelo EI

Fonte: Portas Abertas | 16/04/2019 - 09:50
Após a saída do Estado Islâmico do Iraque, diversas famílias cristãs voltaram para suas vilas

Noeh caminha orgulhoso pelas ruas de Karamles. O adolescente de 13 anos cumprimenta seus amigos, parentes e vizinhos com um sorriso no rosto. Ele diz: “Eu sou feliz aqui. Amo minha Karamles”. A vida de Noeh está voltando ao normal. Ele vive com a família em sua própria casa e está de volta à escola. Durante a aula de Educação Física, ele corre e joga futebol com os amigos, conversando e rindo com eles. Noeh está na 8ª série.

Em casa, a mãe olha para o filho adolescente e ri. Almas, mãe de Noeh, fala sobre a rotina diária do filho: “Ele é um garoto muito ativo. Acorda às 6h para ir à igreja com o pai, que é diácono. Então volta para tomar café da manhã em casa e depois vai para a escola. Faz a lição de casa quando volta para casa. Durante a noite, ele participa do programa de jovens da igreja e, em outras noites, vai jogar futebol com os amigos”. Noeh, como qualquer outro garoto de sua idade, é apaixonado por assistir os jogos de seu time favorito no Youtube. Ele diz: “O Barcelona é o meu time preferido dentre todos”.

Em agosto de 2014, quando o Estado Islâmico (EI) invadiu a Planície do Nínive, a família de Noeh foi deslocada para Erbil, como outros milhares de cristãos de vilas e cidades da região. Eles ficaram lá por três anos. Apenas em agosto de 2017 puderam voltar para sua vila. A família do adolescente encontrou a casa completamente queimada pelo EI. Noeh e a família só retornaram para sua casa em 2018. “O comitê da igreja reconstruiu nossa casa queimada. Nós somos muito gratos a vocês – com seu apoio pudemos voltar para nossa casa”, disse Haithem, pai de Noeh.

Participe da reconstrução do Iraque

Seu apoio ajudou muitas famílias desabrigadas com comida, roupas, tendas e outras atividades enquanto estiveram deslocados. Após a retirada do Estado Islâmico, um retorno para as vilas foi possível. Nós restauramos 40 casas pertencentes a famílias cristãs em Karamles. Isso foi feito por meio do comitê de uma igreja local. Outros doadores ajudaram a bancar a restauração de outras casas na vila. Um total de 329 famílias voltaram para Karamles no final de 2018. Em toda a Planície do Nínive, foram restauradas 1274 casas (até o final de 2018). No total, mais de 8.300 famílias cristãs puderam voltar para a Planície do Nínive. Ao doar para esse projeto, você possibilita a reconstrução de outras casas e igrejas no Iraque.