Anterior

ANTERIOR

Fé é o mais importante para mudar de vida, diz pesquisa

09/04/2019

Próximo

PRÓXIMA

Perseguição violenta aumentou na Síria no último ano

09/04/2019

Universo Cristão

Cristã norte-coreana deixa testemunho de fé e milagres

Através de cristãos como Hea-Woo, que não retrocedem diante da perseguição, a igreja da Coreia do Norte prevalece

Fonte: Portas Abertas | 09/04/2019 - 13:30
Cristã norte-coreana deixa testemunho de fé e milagres

Entre os dias 21 de março e 8 de abril,o Brasil recebeu a visita da cristã perseguida da Coreia do Norte, Hea-Woo. Esta foi sua segunda vez no Brasil, onde já esteve em 2015. Ela passou por Niterói e região metropolitana do Rio de Janeiro/RJ, pela capital e interior de São Paulo, Brasília e Goiânia. No total, visitou 23 igrejas, alcançando um público de cerca de 7.600 pessoas. Mais uma vez, Hea-Woo pôde compartilhar com a igreja brasileira a realidade da vida na Coreia do Norte. Ela contou que em 1996, 3 milhões de pessoas morreram de fome em seu país, mas que atualmente a situação é pior, pois apenas 1% da população vive regaladamente – e esse 1% se encontra na capital, Pyongyang. A cristã afirma que nem mesmo generais, pessoas de altas patentes do exército, vivem em abundância.

Quanto aos cristãos, ela diz que “o grande sonho dos cristãos norte-coreanos é um dia poder adorar ao Senhor livremente”. Eles não podem guardar uma Bíblia em casa, por isso enterram a Bíblia perto de uma árvore e fazem uma marca na árvore para lembrar onde a enterraram. Como o ensinamento que o governo passa é que os cristãos são as piores pessoas, “como lobos em peles de ovelha”, os cristãos sempre são denunciados por qualquer um que descubra sua fé. Por isso, mesmo entre cônjuges não há confiança e os pais escondem a fé dos próprios filhos. Foi o que aconteceu com ela. Somente quando já adulta e vivendo fora da Coreia do Norte foi que descobriu que tanto ela quanto o marido eram cristãos de terceira geração, pois “não podíamos contar um ao outro as experiências dos nossos pais’, diz.

Na morte e na vida

Mesmo sobre a fé do marido ela só descobriu depois que ele morreu. Devido à fome, em 1996 seu marido fugiu para a China, onde encontrou uma igreja, foi batizado e discipulado por um pastor norte-coreano. Quando o pastor viajou e o deixou encarregado da igreja, um dos membros denunciou seu marido, que foi deportado para a Coreia do Norte. Ele foi preso e torturado, mas mesmo rastejando compartilhava o evangelho com os outros prisioneiros. Um companheiro de cela denunciou que ele falava de Jesus. Ele teve a chance de negar Jesus para se salvar, mas não o fez e, em setembro de 1997, morreu na prisão. Como Hea-Woo diz, “ele foi como um grão de trigo que morreu e até hoje dá muito fruto”.

Depois que entendeu que Jesus era o Deus de sua mãe e de seu marido, Hea-Woo também se entregou a ele e, por isso, foi presa duas vezes, passando por mais de dez diferentes prisões na Coreia do Norte. Ela conta que as prisões da Coreia do Norte são terríveis e os prisioneiros são revistados de forma desumana, mesmo estando nus, para ver se estão escondendo algo. Certa vez, foi torturada por três dias seguidos, pois prisioneiras haviam denunciado que ela lhes falava de Jesus. Ela perdeu a audição e, pensando que não mais aguentaria, clamou ao Senhor: “Dá-me tua força, não permita que eu me acovarde e negue teu nome” e a resposta foi: “Pense nos sofrimentos de Cristo”. Ela conta: “Então me arrependi e pedi perdão a Deus. Vi o sacrifício e morte do Senhor Jesus. A partir daí, não senti mais dor”.

DIP 2019
O Domingo da Igreja Perseguida é uma oportunidade de se envolver mais com os cristãos perseguidos da Coreia do Norte, conhecendo sua realidade e apoiando-os em oração e doação. Cadastre-se para realizar o DIP na sua igreja no dia 16 de junho e participe do maior evento de oração em favor da Igreja Perseguida.

Pedidos de oração

- Interceda constantemente a Deus pela vida de Hea-Woo, que já tem 74 anos e mora sozinha na Coreia do Sul. Clame para que ela seja sempre fortalecida pela presença do Espírito Santo e que Deus abençoe seus filhos e netos.
- Ore pelos cristãos perseguidos da Coreia do Norte, que têm que viver a fé em absoluto sigilo. Que sejam guardados por Deus e firmados em seu amor a cada dia.
- Clame pelo governo e pela vida do presidente Kim Jong-un, para que se rendam a Deus.