Anterior

ANTERIOR

Reforma da Previdência: 163 deputados a favor, 142 contra e 208 sem posição clara

25/03/2019

Universo Cristão

Pastor é falsamente acusado de abuso sexual em Bangladesh

Elahi Mondol foi preso por suposto envolvimento em caso ocorrido em 2015 e pelo qual já havia sido inocentado no passado

Fonte: Portas Abertas | 14/03/2019 - 14:30
Pastor é falsamente acusado de abuso sexual em Bangladesh

No último dia 4 de março, a polícia chegou de madrugada à casa do pastor Elahi Mondol, de 62 anos, e o prendeu por um suposto caso de abuso sexual cometido em 2015 no vilarejo de Gobindopur, no distrito de Jinaidaho, em Bangladesh. O pastor Elahi está pedindo para ser liberado sob fiança e a audiência está prevista para acontecer hoje.

Na acusação original, Ripon Mondol acusava um outro homem, Rafiqul Islam, de cometer adultério com sua esposa. Mas um amigo de Rafiqul, chamado Jamir, forçou Ripon (sob ameaças) a acrescentar o pastor Elahi entre os acusados. No entanto, o pastor, que é vizinho do homem que fez a acusação, não tem nenhuma ligação com o caso e estava participando de um treinamento pastoral na capital Daca quando o incidente ocorreu. A pergunta é: então, por que Jamir (o amigo do acusado) resolveu envolver o pastor Elahi no caso? A resposta é que ele é o imã (líder islâmico) local, que persegue o pastor Elahi há anos.

Jamir chegou a destruir a igreja doméstica de Elahi uma vez, mas ela foi reconstruída. Ele também tentou por várias vezes impedir os membros de participar das reuniões na igreja, mas sem sucesso. Agora está tentando mandar o pastor Elahi para a prisão, com o objetivo de intimidar os outros cristãos e passar a mensagem de que se eles não voltarem à antiga fé, enfrentarão as mesmas consequências.

Em 2015, por decisão do vilarejo, o pastor Elahi foi declarado inocente e liberado, baseado no testemunho de Ripon e sua esposa. Agora, quatro anos depois, ele foi preso; muitos acreditam que isso aconteceu porque Jamir deu propina à polícia. A polícia local e os líderes do vilarejo estão pedindo uma enorme quantia de dinheiro para pôr um fim no caso. Mas a família do pastor e a igreja não têm esse dinheiro, até mesmo porque já gastaram contratando um advogado para ele. O pastor Elahi precisa de nossas orações e apoio, bem como todos os cristãos de Bangladesh, país que ocupa a 48ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019.

Pedidos de oração

- Ore pelo pastor Elahi e sua família, que estão se sentindo frustrados. Peça que Deus os conforte e fortaleça.
- Interceda pelos outros cristãos da região, para que estejam preparados espiritual e emocionalmente para enfrentar perseguição.
- Peça a Deus que providencie os recursos necessários que a família precisa para lutar por justiça.