Anterior

ANTERIOR

Malásia estabelecerá força-tarefa para investigar caso do pastor Koh

23/05/2019

Universo Cristão

Jovens cristãos recebem auxílio em novo negócio

Líderes de igrejas na Etiópia disseram que eles nunca sabem como ajudar os cristãos sob seus cuidados com esses desafios

Fonte: Portas Abertas | 11/03/2019 - 17:00
Jovens cristãos recebem auxílio em novo negócio

Imagine por um minuto sua vida sem a ajuda de seus amados: ninguém para compartilhar suas alegrias e dificuldades. Imagine ir para o mercado local e pessoas lá dizerem que você não pode comprar as coisas que precisa para fazer o jantar porque você é cristão. Imagina o governo local começando uma fazenda comunitária, mas te avisam que você não é bem-vindo e não pode se beneficiar porque você é um cristão. Pode parecer difícil imaginar tal cenário na maioria das nossas posições, mas essa é a realidade diária de muitos cristãos ao redor do mundo, assim como na zona rural da Etiópia. Mas graças ao seu apoio, cristãos perseguidos não se sentem mais totalmente abandonados.

Abeba (pseudônimo), uma graduada de 20 anos, vive no sudeste da Etiópia, local dominado por muçulmanos. “Eu nasci em uma família muçulmana, mas aceitei a Cristo quando tinha apenas 15 anos. Eu recebi a Jesus quando entendi que ele derramou seu sangue por mim. Eu sou a única cristã na minha família, mas eu sou feliz nele!”, a jovem disse animada, pontuando suas frases com um “graças a Deus”. Depois de sua conversão, o pai de Abeba a avisou muitas vezes para voltar ao islamismo. Mas ela não podia negar a Cristo. Quando as ameaças de seu pai se tornaram sérias demais para serem ignoradas, ela fugiu e procurou refúgio com um parente que tolerava sua fé. Ela ainda vive com essa família. Tem sido difícil gerar os recursos necessários para sobreviver.

O desafio de Abeba é a realidade de milhares de outros cristãos que vivem nas áreas rurais onde muçulmanos são maioria. Eles com frequência são perseguidos e tem acesso negado aos recursos comunitários. Convertidos do islamismo para o cristianismo, em particular, são punidos sendo levados ao limite da sociedade e até mesmo tendo seus direitos familiares negados. Em sociedade interdependentes, como essas, onde a maioria das coisas, como fazendas, são feitas coletivamente, tal marginalização resulta em severas dificuldades econômicas.

Líderes de igrejas na Etiópia disseram a Portas Abertas que eles nunca sabem como ajudar os cristãos sob seus cuidados com esses desafios. É por isso que se tem trabalhado muito para treinar líderes de igrejas de maneira abrangente, ou integrada, com estratégias para aliviar a pobreza entre os cristãos perseguidos sob seus cuidados, fornecer habilidades necessárias para comandar pequenos negócios e fazer outras oportunidades de geração de renda, como sistemas de poupança da vila.

Novas oportunidades

Consciente de Abeba e das dificuldades de outros jovens, a Portas Abertas oferece a eles uma mão amiga. Depois de treinar pastores em principíos ministeriais abrangentes, treinamos Abeba e outros 14 jovens para gerenciar finanças e usar seus negócios para influenciar sua comunidade com o evangelho. Com sua renda, o grupo de Abeba começou um tipo de cafeteria, servindo bebidas para os vários eventos que acontecem na igreja. “Nós ficamos tão felizes quando essa chance apareceu. Quando começamos, muitos de nós nem tinham emprego. Alguns gastavam seu tempo de forma inapropriada. Mas agora, graças a Deus, todos nós trabalhamos juntos”, diz Abeba, que é uma das líderes do grupo explica.

“Que Deus abençoe cada um que colaborou para isso. Eu peço a Deus que os ajude a servi-lo até seu último fôlego. E como eles nos viram, que Deus os abençoe mais e mais. Que suas famílias sejam abençoadas. Que seu serviço seja abençoado”, declarou a jovem.

Pedidos de oração

- Agradeça ao Senhor pelo impacto que essa ajuda teve nas vidas desses jovens cristãos.
- Ore por sua interação com não cristãos, que eles apontem para Cristo com fé e coragem.
- Peça que o Senhor continue construindo sua igreja na Etiópia.