Anterior

ANTERIOR

Trump assina lei para ajudar minorias religiosas no Iraque e Síria

13/12/2018

Universo Cristão

Domingo da Igreja Perseguida já tem data marcada

Tema será sobre a Coreia do Norte, país onde a adoração aos líderes não deixa espaço para nenhuma outra religião

Fonte: Portas Abertas | 11/10/2018 - 14:00
Domingo da Igreja Perseguida já tem data marcada

A Coreia do Norte representa hoje o que há de mais extremo no que diz respeito à perseguição religiosa. Por 16 anos consecutivos é o país número um na Lista Mundial da Perseguição. O cristianismo é visto como uma religião estrangeira perigosa, que tem que ser combatida. Ou seja, não há lugar para os cristãos no país de Kim Jong-un, e eles têm que viver a vida cristã em segredo absoluto. Ser reconhecido como cristão é colocar a própria vida em jogo.

Os cidadãos norte-coreanos têm que usar broches com os rostos dos líderes e tê-los também estampados no muro de suas casas. Todos têm que memorizar mais de 100 páginas de materiais de ensinamentos ideológicos, que incluem documentos, poemas e canções que exaltam a moral e a majestade da família Kim, no poder há 70 anos.

Relatórios da ONU mostram que milhões de norte-coreanos enfrentam insegurança alimentar crônica, além de altos índices de desnutrição. Há cerca de 300 mil cristãos no país, ou seja, 1,2% da população. Tudo indica que a igreja doméstica no país está crescendo – de forma lenta, mas estável.

É para apoiar essa igreja que estamos mobilizando os cristãos brasileiros a se engajar no Domingo da Igreja Perseguida 2019, que acontecerá no dia 16 de junho. Mais do que nunca, nossos irmãos precisam saber que não estão sozinhos e que mesmo isolados do resto do mundo, não há barreiras que separem o corpo de Cristo – somos um só. Junto como nossos irmãos norte-coreanos, vamos ser desafiados a ser fiéis até a morte. Assista ao vídeo de lançamento abaixo e inscreva sua igreja no DIP 2019.