Anterior

ANTERIOR

Principal defensora de Israel, embaixadora dos EUA na ONU deixará cargo

09/10/2018

Próximo

PRÓXIMA

Apelo de Asia Bibi é ouvido pela justiça paquistanesa

10/10/2018

Universo Cristão

Como mulheres são isoladas por sua fé em Cristo, no Oriente Médio

Relatório mostra principais consequências da perseguição para cristãs na região

Fonte: Portas Abertas - Imagem: Ilustrativa | 09/10/2018 - 17:00
Como mulheres são isoladas por sua fé em Cristo, no Oriente Médio

Após ouvir sobre um ato cruel de perseguição e violência há cerca de 10 anos, Helene Fisher, da Portas Abertas Internacional, começou a questionar o alcance e impacto de diferentes tipos de perseguição em homens e mulheres. Sua pesquisa resultou no relatório “Perseguição de Gênero: Análises e Implicações da Lista Mundial da Perseguição 2018”, publicado em março.

Um dos principais efeitos da perseguição religiosa específica contra mulheres é o isolamento. Em sua pesquisa ela constatou que mulheres que se convertem no Oriente Médio, Ásia Central e Norte da África sempre acabam em casamentos forçados com homens muçulmanos e sendo totalmente isoladas pelo confinamento doméstico. Além dessas táticas de perseguição, a análise da tendência global mostrou o uso regular de diversas formas de violência sexual.

Outra conclusão é que homens e mulheres experimentam perseguição de formas diferentes. Homens cristãos são, com mais frequência, sujeitos a pressões relacionadas ao trabalho, recrutamento militar ou de milícia e violência física não sexual. Mulheres cristãs são especificamente alvo por meio de casamentos forçados e várias formas de violência sexual.

Os perseguidores buscam isolar mulheres e meninas adolescentes da comunidade cristã. Com um casamento com homens não cristãos, elas não podem ter uma família cristã e se mudam para a família do marido, que passa a vigiá-las. O confinamento doméstico é outra forma de isolá-las. É outro exemplo que algo que acontece com as mulheres não é visto e relatado pela mídia.

“Todos sabemos sobre prisioneiros cristãos em celas da prisão estadual. Isso é visual, podemos fazer uma campanha para eles. Mas mulheres em confinamento doméstico? O que sabemos sobre isso? Elas estão na mesma situação, não têm liberdade e são com frequência maltratadas. Esse ‘aprisionamento’ apresenta os mesmos desafios para fé do que a cadeia, com a diferença que nós não podemos vê-las ou ajudá-las. Essas mulheres estão totalmente por conta própria. Elas são constantemente bombardeadas com conversas negativas sobre serem infiéis e inúteis. Eu não sei quantas dessas mulheres e garotas se mantém fiéis a Jesus nesta situação. Elas realmente precisam de nossas orações”, compartilha Helene.

Pedidos de oração

-    Ore pelas meninas e mulheres cristãs dessa região, que elas possam continuar firme em Cristo apesar da perseguição.

-    Peça que o Senhor as fortaleça a cada dia e as dê estratégias para compartilhar do seu amor.

-   Interceda para que cristãs não sejam mais submetidas a casamentos forçados com muçulmanos, nem a confinamentos domésticos.