Anterior

ANTERIOR

Pastor vê filho que morreu no parto ressuscitar após orações: `Conheço o poder de Deus´

21/11/2018

Universo Cristão

Tribos africanas leram Bíblia pela primeira vez com ajuda de ex-escravo

Samuel Crowther teve um passado marcado pela escravidão, mas se tornou o primeiro bispo africano da Igreja Anglicana

Fonte: Guia-me / com informações do Face2Face Africa - Foto1: Black History Month - Foto2:Viktor Nwokedi | 13/09/2018 - 10:35
Tribos africanas leram Bíblia pela primeira vez com ajuda de ex-escravo

A primeira vez que os iorubás — segundo maior grupo étnico da Nigéria — tiveram acesso à Bíblia Sagrada foi através dos esforços do primeiro bispo anglicano, que teve o passado marcado pela escravidão.

Samuel Ajayi Crowther nasceu na Nigéria, no atual estado de Oyo, em 1809. Aos 12 anos de idade, sua aldeia foi invadida por muçulmanos Fulani que capturavam escravos e ele foi vendido para comerciantes portugueses, junto com sua família.

Quando Ajayi estava a bordo de um navio negreiro, a embarcação foi tomada pela Marinha Real Britânica. Ele foi levado para Freetown, capital de Serra Leoa, e passou a ser cuidado pela Sociedade Missionária da Igreja Anglicana, onde aprendeu inglês.

Ajayi acabou se convertendo ao cristianismo e foi batizado em 11 de dezembro de 1825, assumindo o nome Samuel Crowther. Em 1826, ele foi levado para a Inglaterra para participar da Igreja de Santa Maria. No ano seguinte, ele retornou a Freetown para estudar na universidade Fourah Bay College, onde aprendeu temne, grego e latim.

Mais tarde, Crowther se casou com Hassana, que também se converteu ao cristianismo e adotou o nome Asano. Em 1841, Crowther passou a viajar como missionário durante uma expedição ao Níger e voltou para a Inglaterra, onde foi ordenado pelo bispo de Londres.

A Expedição ao Níger de 1841 foi realizada por grupos missionários e ativistas britânicos. O objetivo era acabar com a escravidão, pregar o Evangelho e fomentar o comércio.

Em 1843, Crowther desenvolveu um projeto missionário em Abeokuta, no atual estado nigeriano de Ogun. Durante esse tempo, ele traduziu a Bíblia em iorubá, desenvolveu um dicionário iorubá, publicou um livro de gramática, escreveu o Livro Anglicano de Orações em iorubá e produziu um livro de vocabulário abrangendo os provérbios.

Depois de 25 anos separado de sua mãe, Crowther a reencontrou em 1848. Ela foi batizada e renomeada como Hannah. Anteriormente, ela era uma sacerdotisa chamada Madame Ibisomi-T'Elerin-masa.

Em 1864, Crowther foi ordenado como o primeiro bispo africano da Igreja Anglicana. Mais tarde, ele recebeu um Doutorado em Divindade pela Universidade de Oxford.

Crowther sofreu um derrame e faleceu em 31 de dezembro de 1891 foi enterrado no cemitério de Ajele, em Lagos. Em 1976, seu corpo foi transferido para a Catedral da Igreja de Cristo em Lagos.