Anterior

ANTERIOR

Paquistão completa 71 anos de independência

14/08/2018

Universo Cristão

Cristãos da Arábia Saudita vivem sua fé secretamente

Abrindo a Copa da Rússia contra os anfitriões, a Arábia Saudita é um dos países onde os cristãos são mais perseguidos

Fonte: Portas Abertas | 14/06/2018 - 08:35
Cristãos da Arábia Saudita vivem sua fé secretamente

A Arábia Saudita só participou da Copa do Mundo quatro vezes: em 1994, 1998, 2002 e 2006. Os últimos 10 anos foram difíceis para a seleção saudita, que não se classificou para as Copas de 2010 e 2014, além de não passar da fase de grupos da Copas da Ásia em 2011 e 2015. Mas depois de doze anos, esta será a quinta participação dos sauditas na Copa do Mundo.

A Arábia Saudita, no momento, passa por mudanças sociais consideráveis. Por exemplo, somente neste mês de junho o país começou a expedir carteiras de habilitação para mulheres. Dez sauditas que já tinham permissão para dirigir em outros países receberam habilitação e poderão pegar o volante a partir de 24 de junho. A Arábia Saudita era o único país do mundo que ainda proibia mulheres de conduzir automóveis.

É também um país onde não há liberdade religiosa e ocupa a 12ª colocação na Lista Mundial da Perseguição 2018. Ou seja, um muçulmano não pode se converter ao cristianismo. Se ele fizer isso corre o risco de ser expulso da família, preso, agredido e até mesmo morto. Os cristãos sauditas têm que viver a fé em segredo. É o caso de Nawal*, uma jovem mãe de dois filhos, casada com um muçulmano, cuja família não sabe sobre sua fé.

Na verdade, só da última vez que falamos com ela, descobrimos que teve um segundo filho no começo do ano. Houve algumas complicações e o bebê precisou de alguns cuidados. Nesse momento, ela entrou em contato com outros cristãos para pedir oração. Agora o bebê está melhor; ainda há algumas preocupações, mas não precisa mais de medicação. O mundo ao redor pensa que Nawal é muçulmana, pois ela não pode falar de sua fé com ninguém. Sem contato com outros cristãos e sem acesso a ensino bíblico, sua fé está mais vulnerável. Mas o fato de ela pedir oração é um sinal de que ainda confia e depende do Senhor. Podemos apoiá-la de uma só forma agora, respondendo aos seus pedidos de oração.

*Nome alterado por segurança.