Anterior

ANTERIOR

Família é alcançada pelo evangelho no Chifre da África

10/12/2018

Universo Cristão

Histórias de cristãos perseguidos inspiram a Igreja a orar

Reunião de Donald Trump com Kim Jong-Un marcada para amanhã é uma oportunidade de orar pela Igreja Perseguida da Coreia do Norte

Fonte: Portas Abertas | 11/06/2018 - 13:20
Histórias de cristãos perseguidos inspiram a Igreja a orar

A Portas Abertas estima que haja cerca de 300 mil cristãos na Coreia do Norte, que têm que esconder a fé e se encontrar em sigilo absoluto. Eles não têm liberdade de religião e vivem sob constante ameaça. Até mesmo ter uma Bíblia em casa é ilegal. E mais de 50 mil desses cristãos estão presos em campos de trabalhos forçados ou são banidos a áreas remotas por causa de sua fé.

Um colaborador da Portas Abertas conversou com duas irmãs que escaparam da Coreia do Norte quando uma tinha 17 e a outra, 20 anos. O pai delas ficou preso em um campo de trabalhos forçados e um dia os guardas o mataram porque estava compartilhando sua fé com outros prisioneiros. Elas cruzaram o rio para a China de mãos dadas.

A mãe delas também ficou presa em um desses campos, mas foi liberta e conseguiu fugir da Coreia do Norte, reunindo-se às filhas. “Quando conversamos com ela sobre suas experiências no campo de trabalhos forçados, ficou claro que o que ela testemunhou foi traumático demais para discutir em detalhes”, afirma o colaborador. Hoje as três vivem na Coreia do Sul e são gratas por sua liberdade. Mas ainda têm o coração pesado por um membro da família que está na Coreia do Norte e elas não têm como contatá-lo.

Com o encontro dos presidentes norte-coreano, Kim Jong-Un, e americano, Donald Trump a Coreia do Norte estará na mídia. Conforme vê as notícias, ore pela Igreja Perseguida do país número um na Lista Mundial da Perseguição. Lembre-se de suas histórias, suas batalhas e sua fé e assim seja inspirado a orar por eles diariamente.