Anterior

ANTERIOR

Mais de 6 mil igrejas são fechadas sem aviso prévio pelo governo da Ruanda

16/04/2018

Próximo

PRÓXIMA

Igrejas são fiscalizadas no Cazaquistão

16/04/2018

Universo Cristão

Deus usa a arqueologia bíblica para revelar a verdade aos céticos, diz pesquisador

Autoridade em arqueologia bíblica, o pesquisador Miguel Nicolaevsky acredita que a ciência tem cumprido um importante papel junto às Escrituras

Fonte: Guia-me | 16/04/2018 - 14:00
Deus usa a arqueologia bíblica para revelar a verdade aos céticos, diz pesquisador

Nos últimos anos, cada vez mais descobertas arqueológicas têm conseguido comprovar a veracidade dos relatos bíblicos contidos no Novo e Antigo Testamentos, revelando ainda mais detalhes sobre esses fatos históricos. Essas notícias têm sido celebradas por muitos cristãos como um conhecimento que pode ajudar a ilustrar os contextos desses relatos, mas segundo o pesquisador Miguel Nicolaevsky, Deus tem propósitos ainda maiores nisso tudo.

Considerado uma autoridade em Arqueologia Bíblica, História de Israel e Hebraico Bíblico, Miguel lançou o portal Cafe Torah, que aborda notícias diversas a respeito do Estado judeu e aponta a ciência - sobretudo a arqueologia em Israel - como um poderoso instrumento, mas que deve ser manejado com muita cautela.

"A Arqueologia em Israel é algo impressionante, ao mesmo tempo que ela lança luz nas Escrituras, ela pode também contradizer as Escrituras", afirmou. "Creio que o objetivo pelo qual o Senhor permitiu seu surgimento é para mostrar aos céticos que não basta dizerem que não creem, não basta mais negar, existem muito mais questões a serem analisadas e repensadas".

Miguel alertou que apesar das descobertas científicas servirem como um acréscimo para ajudar a ilustrar o contexto bíblico, ainda assim é preciso ter cautela, pois a ciência não consegue mostrar 100% das verdades bíblicas.

"Aos crentes a arqueologia muitas vezes traz alegria, mas também pode trazer tristeza e insegurança. Isso ocorre porque tenta-se explorar na vertical, sem uma análise de tempo real, tentando entender por escavações o que ocorreu há 1000, 2000 ou 3000 anos atrás. Este método pode nos dar uma ideia, mas nunca nos fará entender como um todo", explicou.

Tempo profético

O pesquisador destacou que mesmo a arqueologia bíblica não conseguindo fazer o desenho completo dos relatos contidos nas Escrituras, essas descobertas têm apontado para o cumprimento de profecias.

"Estamos vivendo exatamente aquilo que foi predito em Daniel 12:4, que diz: 'Tu, porém, Daniel, cerra as palavras e sela o livro, até o fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará", lembrou.

Miguel acrescentou que este tempo no qual profecias estão sendo cumpridas exige sabedoria por parte do povo de Deus e afirmou que, como pesquisador, já tem se empenhado em levar informações seguras para agregar o conhecimento necessário.

"Já estamos no tempo do fim, em que muitas coisas que estavam ocultas, agora estão sendo reveladas. Devemos ser sábios pois os dias são complicados, há muita gente pregando heresias e divulgando mentiras e lendas como se fossem verdade. Nosso papel é trazer para vocês informação segura, verificada e útil", assegurou.

"Como crentes devemos estar atentos a tudo isso, e como dizem as Escrituras Sagradas, em 1 Thessalonians 5:18–23: 'Em tudo dai graças; porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. Não extingais o Espírito; não desprezeis as profecias, mas ponde tudo à prova. Retende o que é bom; Abstende-vos de toda espécie de mal. E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo", destacou.