Anterior

ANTERIOR

Irã vive o crescimento mais rápido da igreja clandestina, dizem cristãos

17/10/2018

Universo Cristão

Menino de 4 anos baleado em São Gonçalo continua internado em estado gravíssimo

Criança teve uma parada cardíaca durante a noite, mas foi reanimada. João Pedro estava com os pais na Favela da Linha, quando suspeitos de tráfico da região fizeram disparos contra um veículo

Fonte: O Dia | 08/02/2018 - 11:40
Menino de 4 anos baleado em São Gonçalo continua internado em estado gravíssimo

Um menino de 4 anos baleado em São Gonçalo continua internado em estado gravíssimo no CTI pediátrico do Hospital Estadual Alberto Torres. Por volta das 19h30 desta quarta-feira, João Pedro Soares da Costa ia à igreja com o pai, a mãe e os dois irmãos, de 1 e 7 anos, na Avenida Dakar, no bairro Rio D'Ouro, quando um carro preto entrou na via com os vidros fechados e a luz interna apagada. Bandidos que estavam na rua 'se assustaram' e atiraram contra o veículo. Uma das balas atingiu a criança nas costas.

De acordo com o hospital, o disparo atravessou o fígado e o diafragma direito. Durante a noite, ele teve uma parada cardíaca, mas foi reanimado. 

Os pais do menino, que também moram na comunidade, não foram atingidos e levaram João Pedro para o Hospital Estadual Alberto Torres. João Pedro é a terceira criança baleada em 2018.

O pai do menino, Rodolfo da Costa Pereira, de 34 anos, contou que a família costuma ir à Igreja Metodista todas quartas-feiras e domingos, neste mesmo horário.

"Estamos perdendo espaço para a criminalidade. Íamos para o caminho de Deus para pedir paz quando isso aconteceu. Infelizmente, a violência só cresce no Rio e ninguém faz nada. Hoje é o meu filho que está nessa situação. Precisamos que alguém faça alguma coisa. Assim como outros pais, hoje estou aqui por conta da violência que atingiu o meu filho”, lamentou.

Duas crianças mortas no mesmo dia

Um dia depois da data em que deveria ser iniciado o Plano Integrado de Segurança Rio 2018, duas crianças foram mortas por tiros em diferentes bairros da cidade. Emily Sofia, de apenas 3 anos, seguia de carro com os pais, quando bandidos, na madrugada de terça, atiraram no veículo da família em Anchieta, na Zona Norte. A cerca de 20 quilômetros dali, por volta das 15h, Jeremias Moraes, de 13 anos, foi atingido por uma bala durante tiroteio entre policiais e bandidos na favela Nova Holanda, no Complexo da Maré.