Anterior

ANTERIOR

Bancada da Bíblia trava dura batalha para barrar aborto no Congresso

07/12/2017

Próximo

PRÓXIMA

Catedral copta egípcia atacada em abril é reaberta

07/12/2017

Universo Cristão

Netanyahu convida outras nações para reconhecerem Jerusalém como capital de Israel

Filipinas e República Checa são as primeiras a acompanhar os Estados Unidos

Fonte: Gospel Prime | 07/12/2017 - 15:50
Netanyahu convida outras nações para reconhecerem Jerusalém como capital de Israel

Minutos após o presidente Donald Trump anunciar o reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel e a futura mudança de sua embaixada de Tel Aviv, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu divulgou um vídeo oficial, onde convida outras nações para reconhecerem Jerusalém como capital de Israel.

Ele garantiu que não haverá “nenhuma mudança no status dos lugares sagrados”, um dos principais pontos de tensão com os palestinos nos últimos dias. O discurso pode ser lido na íntegra abaixo.

Segundo o jornal The Times of Israel, o presidente das Filipinas Rodrigo Duterte já enviou uma mensagem ao governo de Israel, comunicando que deseja mudar a embaixada do seu país para a capital Jerusalém. Ainda segundo o periódico, outros países estão em negociação para fazer o mesmo nas próximas semanas.

Poucas horas depois do anúncios dos Estados Unidos, a República Checa anunciou oficialmente que reconhece Jerusalém como capital de Israel e que mudará sua embaixada assim que os preparativos necessários estejam prontos.


Integra do discurso de Netanyahu:

Este é um dia histórico.
Jerusalém é a capital do povo judeu há 3.000 anos.
Tem sido a capital de Israel há quase 70 anos.
Foi aqui que nossos templos se ergueram, nossos reis governaram, nossos profetas pregaram.
Jerusalém tem sido o foco de nossas esperanças, nossos sonhos, nossas orações por três milênios.
De todos os cantos da terra, nosso povo desejava retornar a Jerusalém, tocar suas pedras douradas, caminhar pelas ruas sagradas.
Portanto, é raro poder falar de marcos novos e genuínos na gloriosa história desta cidade.
No entanto, o pronunciamento de hoje do presidente Trump é uma dessas ocasiões.
Estamos profundamente gratos ao presidente por sua decisão corajosa e justa de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e preparar a abertura da embaixada dos EUA aqui.
Esta decisão reflete o compromisso do presidente com uma verdade antiga, mas duradoura, de cumprir suas promessas e promover a paz.
A decisão do presidente é um passo importante para a paz, pois não há paz que não inclua Jerusalém como a capital do Estado de Israel.
Apelo a todos os países que buscam a paz para se juntarem aos Estados Unidos e reconhecerem Jerusalém como a capital de Israel e a mudar suas embaixadas para cá.
Compartilho o compromisso do presidente Trump com o avanço da paz entre Israel e todos os nossos vizinhos, incluindo os palestinos.
Este foi o nosso objetivo desde o primeiro dia de Israel.
Continuaremos trabalhando com o presidente e sua equipe para tornar realidade esse sonho de paz.
Eu também quero deixar claro: não haverá nenhuma mudança no status dos lugares sagrados.
Israel sempre assegurará a liberdade de culto para judeus, cristãos e muçulmanos.
Presidente Trump, obrigado pela decisão histórica de hoje de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.
O povo judeu e o Estado judeu lhe serão eternamente gratos.