Anterior

ANTERIOR

Netanyahu convida outras nações para reconhecerem Jerusalém como capital de Israel

07/12/2017

Próximo

PRÓXIMA

Mesmo com perdas recorrentes, menina fica firme na fé

08/12/2017

Universo Cristão

Catedral copta egípcia atacada em abril é reaberta

Igreja foi reformada, mas as marcas de sangue nos pilares foram deixadas

Fonte: Portas Abertas | 07/12/2017 - 17:00
Catedral copta egípcia atacada em abril é reaberta

Uma catedral copta na cidade de Tanta, ao norte do Cairo, foi reformada e reaberta oito meses depois de passar por um atentado suicida no domingo de ramos. Vinte e oito pessoas foram mortas e 74 ficaram feridas no ataque. No mesmo dia, uma outra catedral, em Alexandria, também foi atingida por homens-bombas que tinham como alvo os coptas que celebravam o Domingo de Ramos. O número total de mortos nos dois ataques foi de 46, e mais de 100 feridos.

“Todos estão maravilhados ao ver a igreja ressurgir das cinzas”, diz o bispo local. A igreja passou por uma reforma, mas os pilares manchados de sangue foram deixados como uma lembrança do que aconteceu. Por décadas, a construção e reforma de igrejas no Egito têm sido obstruídas pela burocracia. O resultado é que muitos templos estão desgastados pelo tempo. Outra consequência é a falta de lugares apropriados para os cristãos se reunirem para adorar.

Há um ano, o Egito aprovou uma lei para ajudar as igrejas a adquirir licença de funcionamento. Cerca de 4 mil igrejas já entraram com pedido de autorização e agora estão aguardando as inspeções finais e relatórios de segurança estrutural. No entanto, um representante da mídia da igreja evangélica do Egito, Nabil Naguib, alertou: “Com 3800 igrejas aguardando para ser legalizadas, é bem provável que seja um longo processo”. Dentre essas igrejas, cerca de mil são protestantes.