Anterior

ANTERIOR

Mais um cristão é preso por blasfêmia no Paquistão

17/11/2017

Universo Cristão

Mesmo com risco de ser morto, evangelista entrega Bíblias de casa em casa

Na Arábia Saudita é proibido evangelizar muçulmanos, mas Baqur não desiste de sua missão

Fonte: Guia-me / com informações do Acontecer Cristiano | 13/09/2017 - 15:00
Mesmo com risco de ser morto, evangelista entrega Bíblias de casa em casa

Este cristão sabe que a Palavra de Deus é vida. Por isso, ele sai à noite e deixa uma Bíblia em todas as portas das casa por onde passa, embora possa ser preso e até morto por fazer isso. Distribuir Bíblias nas casas é uma missão perigosa na Arábia Saudita, região onde é estritamente proibido evangelizar os muçulmanos.

Mas, Baqur, (nome alterado por motivos de segurança), procura distribuir as Bíblias em segredo para que muitos possam conhecer Cristo. Ele quer que as pessoas comecem a ler as Escrituras. Há algum tempo ele foi a uma cidade onde nunca havia estado antes e no escuro da noite, silenciosamente, deixou uma Bíblia na porta de cada casa. Ele também costuma orar pelo morador do recinto enquanto se afasta do lugar.

Meses depois ele retornou à cidade e só então as pessoas entenderam que não havia sido um morador local que tinha deixado as Bíblias, mas um estrangeiro. Ele foi questionado se era muçulmano e Baqur respondeu que ele é cristão e é aí que as coisas ficam interessantes.

Abordado pelos moradores, um homem se junta à conversa e começa a fazer perguntas sobre uma Bíblia que ele encontrou na porta de sua casa. Baqur pediu para aquele homem trazer a Bíblia para ele ver. O homem correu em casa para pegar a Bíblia e retornou rapidamente. É nesse momento que Baqur realiza seu primeiro estudo sobre o Evangelho. Sua estratégia funcionou.

Baqur agradeceu a Deus, ao ver os líderes muçulmanos daquela cidade lendo as Escrituras e entregando suas vidas a Cristo. "Somente ao ler o Evangelho, os muçulmanos encontram Jesus", disse ele.

Nos últimos anos, ele batizou alguns desses líderes, todos em segredo. Na Arábia Saudita, esses novos convertidos não podem se juntar a uma igreja existente, pois até mesmo seus parentes não podem sabem que eles seguem a Cristo. Caso saibam, podem denunciar o novo cristão. Baqur os ajudou a formar pequenos grupos para receber aulas de discipulado e crescerem em número e na vida espiritual.