Anterior

ANTERIOR

Cristãos são proibidos de realizar cultos em casa na Índia

17/11/2017

Universo Cristão

Arqueóloga comprova relato bíblico sobre vinha que foi `roubada´ por Jezabel

Segundo a arqueóloga Norma Franklin suas novas descobertas se encaixam com o relato bíblico sobre a vinha de Nabote, como citado em I Reis

Fonte: Guia-me / com informações do Christian Post | 17/07/2017 - 11:05
Arqueóloga comprova relato bíblico sobre vinha que foi  `roubada´ por Jezabel

Uma arqueóloga em Israel disse que encontrou a prova da história bíblica da vinha de Nabote, alvo de uma armação da então rainha Jezabel.

De acordo com o site Breaking Israel News, a Dra. Norma Franklin, uma das líderes por trás da Expedição Jezreel (Jizreel), confirmou que o Vale de Jezreel era realmente uma importante área produtora de vinhos nos tempos bíblicos - o que se alinha com a história da vinha de Nabote, citada Bíblia em I Reis 21.

No trecho, o rei Acabe pede a Nabote que ele lhe dê a vinha, pelo fato de se localizar vizinha ao seu palácio. Em troca, Nabote receberia uma vinha melhor, mas recusou a proposta do rei porque aquelas terras se tratavam de uma herança.

Para comprovar que a área citada no trecho bíblico a pesquisadora utilizou uma tecnologia a laser e analisou os dados do local. A precisão da tecnologia indicou vestígios de várias prensas de vinhos e azeitonas, incluindo mais de 100 poços em forma de garrafa, esculpidos no rochedo, o que Norma acredita que tenham sido usados para armazenar o vinho produzido na época.

Franklin assumiu que não é cristã, nem confessa qualquer outro tipo de fé, mas atestou que a Bíblia de fato pode ser usada para ajudar nessa pesquisa.

"Como arqueóloga, não posso dizer que definitivamente havia um homem específico chamado Nabote que tivesse uma vinha particular", disse ela ao 'Breaking Israel News'. "A história é muito antiga, mas do que eu encontrei, posso dizer que a história descrita na Bíblia provavelmente poderia tenha ocorrido aqui no Vale de Jezreel".

A arqueóloga sugeriu que a vinha tenha sido estabelecida em algum lugar antes de 300 aC, o que coincide com o época em que Nabote estaria cultivando sua vinha naquele local.

"A narrativa bíblica ocorre no fértil Vale de Jezreel, um centro agrícola onde se cultiva até hoje. De acordo com o capítulo 21 do Livro dos Reis, Nabote possuía uma vinha no declive oriental da colina de Jezreel, perto do palácio do rei Acabe", lembrou o site israelense.

"O rei cobiçou a terra, mas Nabote não queria vendêla, pois como era uma herança, a lei da Torá o proibia de vendê-la. A rainha Jezabel interveio e armou um tipo de julgamento para tomar a vinha a força, no qual Nabote foi obrigado a entregar suas terras para o rei", acrescentou.

Após tal "julgamento", homens mataram Nabote a mando de Jezabel.

Descobertas

O Vale de Jezreel tem sido o local de uma série de notáveis descobertas arqueológicas.

A 'Autoridade de Antiguidades Israelenses' anunciou em abril de 2014 que havia descoberto um caixão de cerâmica de 3,300 anos, contendo um esqueleto masculino e um escaravelho como parte de um túmulo da Era de Bronze.

O escaravelho foi afixado em um anel que teria levado o nome de Seti I, considerado um dos faraós mais poderosos do Egito durante a Dinastia XIX.

Seti I diz ser o pai de Ramsés II, que alguns estudiosos acreditam ser o Faraó na história bíblica de Êxodo, que expulsou os israelitas do Egito.