Anterior

ANTERIOR

Nenhuma proteção aos líderes cristãos no México

28/06/2017

Universo Cristão

Igrejas podem ser fechadas após ataques de budistas contra cristãos no Sri Lanka

Ataques foram atribuídos a uma organização nacional budista e a polícia está a procura do polêmico secretário geral do grupo, que atualmente está escondido

Fonte: Guiame/ Com informações do Christian Today | 14/06/2017 - 15:00
Igrejas podem ser fechadas após ataques de budistas contra cristãos no Sri Lanka

Violentos ataques contra os cristãos estão surgindo no Sri Lanka. Só neste ano foram registrados mais de 20 incidentes (referente aos últimos seis meses). Um aumento paralelo da violência local provocou um apelo da Aliança Evangélica Cristã do Sri Lanka para que o governo proteja grupos religiosos minoritários, de acordo com o World Watch Monitor.

Os ataques são atribuídos a uma organização nacional budista conhecida como “Bodu Bala Sena” (BBS) ou a "Força de poder budista". A polícia está procurando pelo polêmico secretário geral do grupo, Galagoda Aththe Gnanasara Thero, que atualmente está escondido.

Uma mensagem de vídeo divulgada pelo grupo no último domingo (11) negou que eles estavam por trás dos ataques mas, ao mesmo tempo, culparam o governo por permitir que o extremismo muçulmano floresça. "Dentro de uma década ou duas, o budismo estará sob séria ameaça no Sri Lanka", disse o porta-voz Dilanthe Withanage.

Ameaça

Apesar de aparentemente humildes, um tom de ameaça surge no vídeo. “Se quisermos recorrer a meios extremistas, violência ou terrorismo, temos o poder e a força para fazer isso. Mas nunca vamos recorrer a essas coisas”, alegou.

O aumento da violência está sendo registrado em menos de uma década, depois do pequeno país insular ter se livrado de uma sangrenta guerra civil de 25 anos que deixou entre 70 mil e 80 mil pessoas mortas. O país é em grande parte budista e muitos acreditam que "ser sirlaniano é ser budista", mas há várias religiões minoritárias, incluindo o cristianismo que configura como 7% da população.

Novas leis

Temendo novos ataques, a Aliança Evangélica Cristã diz que as igrejas podem fechar suas portas. Além do perigo da violência, também há uma pressão da lei do governo, que exige o registo de novos locais de culto. Eles acreditam que a legislação está sendo usada para controlar os cristãos e fechar as igrejas, de acordo com o World Watch Monitor.

O país é o 45º na Lista de perseguição mundial do ministério Portas Abertas 2017, que classifica os 50 países onde os cristãos são mais pressionados por causa de sua fé.