Anterior

ANTERIOR

Cristãos não podem ser contra Israel, defende teólogo

28/06/2017

Universo Cristão

Templo de igreja evangélica é transformado em centro islâmico nos EUA

Pastores têm alertado sobre como a `passividade dos cristãos´ com relação às verdades bíblicas está abrindo cada vez mais espaço para o islamismo no Ocidente

Fonte: Guiame / com informações The Christian Post | 19/05/2017 - 15:15
Templo de igreja evangélica é transformado em centro islâmico nos EUA

Uma antiga igreja pentecostal da zona rural da Carolina do Norte foi transformada em um centro islâmico no último sábado. Um líder Episcopal e pastores de outras denominações participaram de uma cerimônia, na qual foram lidos trechos da Bíblia e do Alcorão.

Segundo informou o jornal 'Raleigh News & Observer' na sexta-feira da semana passada, o Centro Islâmico de Smithfield não é o primeiro do condado de Johnston, mas atualmente é o único na área, após a outra mesquita da regiãoi ter sido fechada. O novo Centro Islâmico agora está alojado no mesmo templo onde funcionava a Igreja Pentecostal Smithfield.

Segundo o líder Episcopal Jim Melynk, ele viu este acontecimento como uma "declaração importante de respeito à fé uns dos outros", citando as "origens comuns e semelhanças entre as duas declarações de fé" (cristã e islâmica).

"Eu vejo isso como uma importante declaração da comunidade, que levarmos a fé uns dos outros a sério. Quero reconhecer o quanto é importante construirmos pontes na comunidade, quando nós estamos vivendo em uma época que cheia de ansiedade e desconfiança no mundo ao nosso redor. É importante quando podemos encontrar um terreno comum e compartilhar nossa comunidade", acrescentou Melynk.

Ali Muhammad, um muçulmano local, que nasceu na Venezuela e cujos pais são de Jerusalém, ajudou a organizar o culto e disse que acredita que é a vontade de Deus que isto esteja acontecendo.

"Parte disso é destino, é a vontade de Deus que estejamos aqui e estamos indo bem", disse ele.

A outra mesquita no condado de Johnston estava localizada na região de Selma, nas proximidades - onde vive uma população de cerca de 6.000 pessoas -, mas acabou sendo fechada, após uma série de arrombamentos e o imã afastou-se para abrir uma mesquita em outro lugar. A comunidade muçulmana de Smithfield antes tinha apenas algumas pessoas e hoje tem cerca de 60 famílias.

O líder Episcopal Melynk disse que ele queria que o público a reconhecesse a cerimônia e que ele não tinha reservas em participar dela

"O Cristianismo passa por desafios, entrar em lugares difíceis. Eu vejo isso como uma coisa muito positiva, e se alguém está ferido ou ofendido por isto, eu os desafio a ler os evangelhos um pouco mais de perto", disse ele.

Contextualização

O processo de islamização do Ocidente tem sido apontado por muitos cristãos e conservadores como algo alarmante, que deve ser visto com muita preocupação.

Na Europa, este processo já está bem evidente e avançado, conforme o Instituto Gatestone em uma pesquisa recente. Segundo dados coletados pela organização, somente no Reino Unido Cerca de 500 igrejas foram fechadas e 423 mesquitas foram construídas.

Apologistas e outros estudiosos cristãos apontam a passividade dos cristãos como importante fator que tem impulsionado este processo.

Segundo o pastor Michael Youssef, da Igreja dos Apóstolos em Atlanta (EUA), uma das principais causas do sucesso da ideologia islâmica em se espalhar por todo o mundo é o fato de que cristãos têm abandonado os ensinamentos inerrantes do Evangelho.

"A ideologia islâmica floresce sempre que há um vazio, se existe um espaço vazio de cristianismo, o Islã o enche", afirmou o evangelista. "Historicamente, a partir do primeiro século... que é o primeiro século islâmico, o sétimo século para nós, todo o caminho até hoje, se você estudar a história - seja a Igreja no norte da África ou a Igreja no império bizantino, que se tornou a Turquia nos dias de hoje - é a mesma história".

"Os cristãos dão as costas à verdade bíblica, dão as costas à verdade do Evangelho e começam a pensar: 'Bem, pode haver outros caminhos para Deus. Deus é tão grande e tão vasto... como Ele pode se limitar a um só caminho?", acrescentou Youssef.