Anterior

ANTERIOR

Jornais dos EUA se unem contra Trump por ataques à imprensa

16/08/2018

Giro pelo Mundo

Venezuelanos vão às ruas contra eleições presidenciais `viciadas´

Centenas protestaram contra as eleições de domingo (20)

Fonte: R7/ Com Reuters | 16/05/2018 - 16:50
Venezuelanos vão às ruas contra eleições presidenciais `viciadas´

Nesta quarta-feira (16), centenas de venezuelanos marcharam em direção à Organização dos Estados Americanos em Caracas para protestar contra o que consideram "eleições viciadas".

Os manifestantes denunciam o caráter anti-democrático das eleições presidenciais venezuelanas e dizem que a reeleição do presidente Nicolás Maduro já está decidida de antemão.

Duas das principais lideranças da oposição na Venezuela foram impedidas de participar das eleições. Além disso, pela terceira vez desde 2017, a oposição pretende boicotar as urnas, sob a justificativa de que as eleições seriam manipuladas.

Reeleição de Maduro

Com quase 90% da população em situação de pobreza, o atual presidente Nicolás Maduro pretende se reeleger no domingo (20). A expectativa é de vitória sobre o rival Henri Falcon, que rompeu com a oposição para concorrer à presidência. Para Falcon, esta seria a única maneira de derrotar Maduro.

"Aqueles que promovem a abstenção não estão oferecendo nenhuma alternativa, querem uma intervenção militar estrangeira, mas somos nós, os venezuelanos, que temos que resolver nossos problemas" disse em entrevista à Reuters.

Falcon à frente em pesquisas

Embora as pesquisas não sejam inteiramente confiáveis devido às abstenções, algumas delas mostram Falcon à frente de Maduro. No entanto, Maduro se beneficia do maquinário eleitoral do Partido Socialista, do poder de voto de doações estaduais de alimentos e de um conselho eleitoral controlado pelos legalistas.

Os Estados Unidos, a União Européia e vários países da América Latina já considerara as condições de votação do domingo como “injustas”.  O presidente dos EUA Donald Trump está considerando adicionar sanções de petróleo às medidas já tomadas.