Anterior

ANTERIOR

Fluxo de imigrantes cubanos para os EUA sofre grande redução após fim de política de asilo

28/04/2017

Giro pelo Mundo

Carta-bomba mandada ao FMI em Paris tinha remetente grego, diz ministro

Ministro da Ordem Pública grego divulgou informação recebida das autoridades francesas

Fonte: G1 | 16/03/2017 - 15:50
Carta-bomba mandada ao FMI em Paris tinha remetente grego, diz ministro

A carta-bomba que explodiu no escritório do Fundo Monetário Internacional (FMI) nesta quinta-feira (16) em Paris tinha endereço de remetente grego, segundo o ministro de Ordem Pública da Grécia, citado pela agência Reuters. "As autoridades francesas acabaram de nos informar que ela foi enviada da Grécia", disse o ministro Nikos Toskas ao canal Ant1 Television.

Num outo caso ocorrido na quarta-feira, autoridades alemãs interceptaram um pacote com explosivos endereçado ao ministro das Finanças Wolfgang Schäuble. Um grupo militante grego reivindicou a responsabilidade por essa tentativa de ataque na Alemanha.

Ataque em Paris

Uma pessoa ficou ferida após a explosão da carta-bomba no escritório do FMI. De acordo com a polícia, uma secretária sofreu queimaduras na explosão. Após o incidente, várias pessoas foram retiradas do edifício por medida de proteção.

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, condenou o ataque no escritório do organismo e destacou que foi um "covarde ato de violência", enquanto o presidente francês, François Hollande, classificou a explosão como um "atentado".