Anterior

ANTERIOR

Juízes precisam de limites, diz presidente do STJ sobre lei de abusos

15/08/2019

Próximo

PRÓXIMA

Passageiros são feitos reféns durante sequestro a ônibus na Ponte Rio-Niterói

20/08/2019

Giro pelo Brasil

MP denuncia filhos da deputada Flordelis por homicídio triplamente qualificado

Polícia Civil não descarta o envolvimento no crime da própria viúva ou de outros filhos do casal

Fonte: O Dia / Foto: Cléber Mendes | 16/08/2019 - 09:45
MP denuncia filhos da deputada Flordelis por homicídio triplamente qualificado

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), através através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), denunciou por homicídio triplamente qualificado dois filhos da pastora e deputada federal Flordelis pela morte do também pastor Anderson do Carmo, que era seu marido. Se a Justiça aceitar a denúncia contra Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cezar dos Santos de Souza, eles passam a ser réus no processo criminal.

O crime aconteceu em 16 de junho, na casa da família, em Pendotiba, Niterói, e, de acordo com as investigações, a motivação não foi individual de Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cézar dos Santos de Souza, filhos do casal que já foram indiciados. Os dois foram transferidos na manhã desta quinta-feira da carceragem da DH, em Niterói, para o presídio de Benfica, onde irão continuar cumprindo o mandado de prisão preventiva.

“Temos a indicação de que há outros envolvidos no crime. A motivação não é individual do Lucas e do Flavio, ela é global. Tem uma motivação final, que é quem tinha interesse também no crime além deles dois. Se a ação criminosa tivesse se encerrado no Lucas e no Flavio, o inquérito já teria sido encerrado, e ele foi continuado. Houve encerramento do primeiro inquérito por razões procedimentais, de prazos de encerramento. A motivação seria por motivações financeiras, em razão da administração dos bens familiares”, explicou a delegada Bárbara Lomba, diretora da especializada.

Procurada por O DIA, a defesa de Flordelis informou que a deputada federal recebeu a notícia com naturalidade, pois já era esperado. "Agora, vamos analisar o relatório do inquérito e os termos da denúncia", disse o advogado da parlamentar Fabiano Migueis, sobre a Polícia Civil não descartar a participação de Flordelis na morte do pastor.