Anterior

ANTERIOR

Juízes precisam de limites, diz presidente do STJ sobre lei de abusos

15/08/2019

Giro pelo Brasil

Morre catador atingido por disparo de militares no Rio

Luciano foi baleado ao tentar ajudar família que foi alvo de 80 tiros do Exército, em Guadalupe- RJ

Redação CPADNews/ Com informações do G1 e Uol | 18/04/2019 - 09:40
Morre catador atingido por disparo de militares no Rio

Morreu na madrugada desta quinta-feira (18), o catador de materiais recicláveis Luciano Macedo, baleado pelo Exército, ao tentar socorrer família do músico Evaldo Santos Rosa, fuzilado com 80 tiros por militares, em Guadalupe, zona norte do Rio de Janeiro.

Luciano estava internado no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, na região onde foram feitos os disparos. O catador passou por uma cirurgia no tórax na tarde desta quarta-feira (17), por causa de complicações no pulmão. A Justiça ainda ordenou que Luciano fosse transferido para o Hospital Moacyr Carmo, em Duque de Caxias, no entanto, a Secretaria Estadual de Saúde informou que a transferência não seria possível devido ao estado de saúde da vítima, que era considerado gravíssimo.