Anterior

ANTERIOR

Bolsa Família deixa de atender 350 mil famílias

21/08/2017

Giro pelo Brasil

Vigilância Sanitária faz operação para recolher amostras de carnes e derivados em supermercados do Rio

Estabelecimentos visitados nesta segunda-feira (20) ficam na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio

Fonte: G1 | 20/03/2017 - 14:30
Vigilância Sanitária faz operação para recolher amostras de carnes e derivados em supermercados do Rio

gilância Sanitária Municipal realiza, na manhã desta segunda-feira (20), o terceiro dia de operações para recolher amostras de carnes, aves e derivados em supermercados do Rio. Nesta segunda, os estabelecimentos visitados ficam na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

De acordo com a Vigilância Sanitária, o objetivo da ação é fazer testagem nos produtos fornecidos pelas empresas de frigoríficos envolvidos na investigação da Operação Carne Fraca, deflagradas na última semana pela Polícia Federal, que investiga adulteração e venda de carne vencida.

Um dos clientes que esteve no supermercado na manhã desta segunda disse estar evitando comprar carnes nesse momento, até que a fiscalização seja feita nos supermercados.

"Estou deixando de comprar, esperando passar essa fiscalização pra verificar certinho. A situação ficou um pouco grave demais. Aqui no Brasil as coisas não são levadas a sério", disse Roberto Abreu que disse estar acostumado a comprar carne toda semana.

Durante a vistoria da Vigilância Sanitária Municipal em um supermercado, os fiscais constataram que o refrigerador onde algumas carnes ficam expostas estava quebrado e sem parte da porta, o que deixou a temperatura inadequada para a conservação dos produtos.

"Por causa dessa operação [Carne Fraca], nós intensificamos a nossa rotina de análise de produtos carne. Vamos avaliar desde rótulo - se o rótulo está adequado -, qualidade do produto, temperatura. Vamos avaliar também a parte de microbiologia, se há presença de bactérias nocivas, presença de corpos estranhos, como papelão, osso, e além disso se foi colocado conservante nas carnes", explicou Marcia Rolim, subsecretaria de Vigilância Sanitária Municipal.

A Vigilância chegou a interditar um refrigerador inteiro. De acordo com os fiscais, o mercado será autuado por falta de higiene e falta de manutenção da refrigeração. "Aceitamos até 7 graus. O correto é até 4, mas até 7 você consegue manter a carne conservada", explicou Marcia Rolim.

Na manhã de domingo (19), os fiscais recolheram amostras de embutidos em supermercados na Ilha do Governador e na Zona Sul da cidade. Já no sábado (18) as equipes recolheram amostras de carnes em estabelecimentos da Zona Sul.

O Laboratório de Controle de Produtos da Prefeitura do Rio está realizando análises microbiológicas (que verifica a contaminação por microorganismos, como a salmonela), de rotulagem (verificação da composição do produto), microscopia (para detectar corpos estranhos no alimento e se há indícios de fraude), análise sensorial (verificar cor, textura e odor) e análise físico-químico (deterioração e alteração na cor). O resultado deve sair em até 7 dias.