Colunistas

William Douglas

William Douglas

O sol nasce para todos

Seg, 30/09/2013 por William Douglas

 

Algumas pessoas costumam entender pouco sobre como acontece a intervenção de Deus no trabalho. Uns acham que há uma intervenção excessiva de Deus, outros que ela é inexpressiva. Creio que Deus nem vai atuar demais nem vai atuar de menos, mas na medida exata para que os nossos esforços funcionem. Há uma cota que fica por sua conta e uma que fica por conta de Deus. É como se fosse uma parceria. Isso funciona para quem tem fé.

Mas, será que há algum ponto comum para todos – ímpios e crentes? Será que todos se sujeitam a uma mesma regra? Sim. A Bíblia informa uma série de leis espirituais (não no sentido religioso, mas em oposição às leis físicas, como a gravidade, e tão inexoráveis quanto elas). Essas leis informam como as coisas funcionam. É uma relação de causa e efeito, plantio e colheita. Sobre o tema, a Bíblia diz: “Tudo sucede igualmente a todos: o mesmo sucede ao justo e ao perverso; ao bom, ao puro e ao impuro; tanto ao que sacrifica como ao que não sacrifica; ao bom, como ao pecador; ao que jura, como ao que teme o juramento” (Ec 9.2). Jesus também falou sobre essa lei “espiritual” (Mt 7.24-27). Note que a chuva, os rios, e os ventos vêm para todos, mas algumas pessoas possuem bases e estruturas sólidas, outras não.

Esses ensinamentos de Salomão e Jesus alertam que as intempéries, as crises, as calamidades, as oportunidades, as mudanças de cenário, tudo atinge a todos. Contudo, alguns estarão com bases emocionais, intelectuais, financeiras e relacionais para suportar as “tempestades” do mercado; e outros, não. Sem prejuízo de prometer ajuda sobrenatural para quem crer nisso, o Livro dos Livros e sua figura mais proeminente preparam todos para a realidade da vida: o sol nasce para todos, e a chuva cai para todos.

O sucesso e a felicidade não decorrem das circunstâncias, mas de como lidamos com as circunstâncias. Não decorre do que fazem conosco, mas o que fazemos com o que fazem conosco. Conhecemos pessoas que ficam reclamando da vida, ou de Deus, ou do sistema, ou de quem quer que seja o “culpado” ou o “vilão” da vez. E há pessoas que não se deixam abater, colocam toda sua fé em Deus, arregaçam as mangas e “vão à luta”!

Existem dezenas de parábolas em que Jesus mencionava servos que trabalhavam, eram prudentes, cuidavam do seu planejamento. Também falou sobre servos negligentes, insensatos, nada produtivos. Por que será que Ele deu tantos exemplos? Será que não foi uma forma de ensinar como fazer a coisa do jeito certo?

Tenho certeza de que Deus pode agir e mudar qualquer realidade, mas você tem a sua parte a fazer que não será feita por Ele.

Milagres acontecem quando você crê em milagres e os pede. Mas o que quero alertar aqui é: não pense que só porque você é crente e sabe orar que tudo vai acontecer na sua vida de forma milagrosa, sem nenhum esforço. Não fique parado esperando os milagres acontecerem para você progredir na vida. Não seja preguiçoso ou omisso, deixando a responsabilidade de as coisas acontecerem por conta do Altíssimo. Faça a sua parte! Vá à luta! Porque se o ímpio trabalhar bem, for estudioso, honesto, qualificado, ele vai prosperar (materialmente), mesmo que não acredite em Deus. E se você que acredita em Deus trabalhar bem, for estudioso, honesto, qualificado, você também vai prosperar, entretanto, o sol que nasce para todos terá um brilho todo especial em sua vida.

0 comentários

Nenhum comentário para esse post.

Deixe seu comentário







Perfil

William Douglas é juiz federal titular da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), professor universitário, mestre em Direito, pós-graduado em Políticas Públicas e Governo; conferencista secular e evangélico, e colunista da revista “GeraçãoJC” (CPAD), assinando a coluna “Mercado de Trabalho”; autor do best-seller “Como passar em provas e concursos”, com mais de 175 mil exemplares vendidos, e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Foi um dos preletores do Encontro GeraçãoJC, ministrando sobre o tema “Sucesso Pessoal e Profissional através da Bíblia” (em DVD, pela CPAD).

COLUNISTAS

ARQUIVO