Colunistas

William Douglas

William Douglas

Deus se preocupa com o meu sucesso?

Seg, 06/05/2013 por William Douglas

 

O único lugar onde sucesso vem antes de trabalho é no dicionário. Igualmente, não se alcança o sucesso sem um forte senso de responsabilidade e sem seguir os princípios básicos que definem o que é certo ou errado. E, para ir pouco mais longe, ninguém alcança sucesso correndo atrás dele com pressa desesperada. Pouco se fala sobre o que a Bíblia tem a ensinar sobre sucesso porque quem a ensina, em geral, é vítima de alguns paradigmas errados. Muitos acreditam que a Bíblia é apenas um livro sobre religião, desconhecendo que ela também é um livro sobre sucesso, administração, carreira e negócios.

O sucesso é muito mais do que dinheiro e mais complexo e profundo do que simplesmente possuir, ou não, um conjunto de bens. Existem alguns desvios, mitos e dúvidas que cercam a mentalidade dos que buscam sucesso, dinheiro e riqueza.

É preciso tomar cuidado com duas teologias erradas: a da prosperidade e a da miséria.

Até entre aqueles que seguem Jesus, o maior conselheiro sobre o assunto, persiste certa desorientação, como uma espécie de “bicho traiçoeiro” que vai minando a lucidez das pessoas, corroendo a percepção, fazendo-as oscilar entre os extremos, mas, afinal, quais são esses mitos?

1) Riqueza é pecado ou algo inadequado para religiosos.

2) Pobreza é castigo ou nobreza, confundindo-se “humildade” com “pobreza”.

Se você pensa dessa forma, preste atenção: essas ideias estão erradas e, possivelmente, é por pensar dessa forma que você está dificultando ou inviabilizando o seu sucesso, seja ele profissional ou financeiro.

Conhecemos pessoas ricas e pobres que são bondosas, ou de má índole; arrogantes, ou simples e humildes; honestas, ou falsas. As qualidades e os defeitos da raça humana podem ser encontrados em todos os níveis sociais; ignorância não vê conta bancária.

Interessante notar que pouco se fala sobre riqueza ou pobreza associados ao resultado de ações, ainda que de antepassados. Riqueza e pobreza decorrem das escolhas feitas por você ou por seus ascendentes, e das escolhas que você faz agora. Dessa forma, a ideia de que riqueza e pobreza seriam sinônimas de, respectivamente, felicidade e infelicidade, está muito equivocada e essa ideia incorreta vem da falta de conceitos definidos, do que seja trabalho, sucesso, dinheiro e miséria, por exemplo.

O objetivo aqui é levantar a questão: “No que a Bíblia pode ajudar em meu sucesso profissional?”.

Para responder a essa pergunta, cabe levantar outras, como: O que é sucesso para você? Sucesso é algo bom para você? Quais meios você está disposto a usar para conseguir sucesso? Quais seus critérios de escolha e suas ações para conquistá-lo?

Encontrar essas respostas já é um passo em direção ao sucesso. Independente de qual seja o seu conceito de sucesso, de uma coisa não se pode fugir: ele não será alcançado sem um considerável grau de esforço e alguma disposição de correr riscos. Mas, o que Deus pensa sobre o assunto? Ele se interessa pelo meu sucesso profissional? Você pode estar se perguntando. E a resposta é: sim, Deus está interessado em seu sucesso e existe uma obra com várias dicas e exemplos para conquistá-lo. Esse livro é a Bíblia.

Então, qualquer que seja o seu caso, vale a pena fazer o teste, confira os ensinamentos que Deus nos dá sobre sucesso, por meio de suas palavras na Bíblia. O prêmio será descobrir meios e instrumentos para vencer na vida, por mais competitivo que esteja o cenário atual.

O texto bíblico tem abordagens sobre o que um empresário, gerente ou trabalhador devem fazer para serem bem-sucedidos nos dias de hoje. A Bíblia tem muita coisa a ensinar sobre como ter sucesso, como ter dinheiro, como alcançar realização pessoal, profissional e financeira e são dicas que não se tratam de fé, mas de trabalho, de perseverança. Mesmo para pessoas que não partilham de qualquer convicção religiosa, conseguem perceber a mensagem de sucesso explicitada na Bíblia. O sucesso não é um requisito para a religião ou o que os cristãos chamam de “salvação”, mas nem por isso deixa de ser algo que pode ser obtido.

Se você é um cristão, ou mesmo um religioso de outro credo, certamente reconhece que há uma dimensão além do sucesso terreno, uma dimensão divina. Nesse caso, além do sucesso “terreno”, sabe que há outra dimensão que também pode ser acessada. E mais: acessada facilmente, caso você também queira seguir por esse caminho. Cada um pode – e deve – fazer sua avaliação, formar sua opinião e decidir qual orientação deseja seguir, e em que medida. Mas, saiba que se quiser ou precisar de orientação, esse best-seller de todos os tempos, a Bíblia, tem boas indicações para os caminhos a percorrer.

Jamais pense que é errado ser uma pessoa de sucesso, muito menos que é transgressão melhorar de vida. Não existimos para ficarmos frustrados no trabalho, limitados em nossos dons, endividados, sem dinheiro para viver, sem melhores perspectivas... A Bíblia diz que Deus prestigia o esforço e o bom uso dos talentos, portanto, vá em busca de seu sucesso. Nas próximas edições iremos abordar as leis e princípios bíblicos que contribuem para o sucesso profissional que agrada a Deus.

1 comentário

Adelar

Excelente texto, faz a gente refletir. Percebe-se que Deus nos deu talentos para serem usados para o nosso bem e de nossa sociedade.

Deixe seu comentário







Perfil

William Douglas é juiz federal titular da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), professor universitário, mestre em Direito, pós-graduado em Políticas Públicas e Governo; conferencista secular e evangélico, e colunista da revista “GeraçãoJC” (CPAD), assinando a coluna “Mercado de Trabalho”; autor do best-seller “Como passar em provas e concursos”, com mais de 175 mil exemplares vendidos, e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Foi um dos preletores do Encontro GeraçãoJC, ministrando sobre o tema “Sucesso Pessoal e Profissional através da Bíblia” (em DVD, pela CPAD).

COLUNISTAS