Colunistas

Pr. José Wellington

Pr. José Wellington

Os exemplos de Jabez e Jeosafá

Sex, 12/09/2014 por José Wellington

Há pessoas que não têm um projeto de vida. Exemplo: Hoje quer ser um médico, amanhã engenheiro, depois dentista, e borracheiro. Grande parte dos nossos filhos adolescentes é indecisa. “Quem não sabe para onde vai, não chega a lugar algum.”

Uma senhora concebeu uma criança que, no seu ventre lhe trouxe muitas dores. Quando a criança nasceu ela lhe deu o nome de Jabez, que significa “dor”. Ninguém tinha um nome igual ao seu. Ele usou o seu nome para se “tornar mais ilustre que seus irmãos” (1Cr 4.10). “Porque Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Se me abençoares muitíssimo, e meus termos ampliares, a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja aflito!... E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido.” Não sei o que ele pediu a mais ao Senhor, pois há reticências. Porém, Deus lhe deu o que pediu.

Esse é um grande exemplo para as pessoas que se sentem frustradas, dominadas por complexo de inferioridade. “Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas” (Ef  2.10). Deus fez cada um de nós um ser especial com um plano especial. Use a fé, confie!

Pare de reclamar, murmurar, chorar e questionar Deus!

Certa vez, um mensageiro trouxe uma notícia ao rei Jeosafá, dizendo: “Os amonitas e os moabitas se somaram aos de Seir formando um grande exército, e vêm para lutar contra o teu exército”. Jeosafá orou a Deus, contou toda história da posse da terra, e conclui dizendo: “Porque em nós não há força perante esta grande multidão que vem contra nós, e não sabemos nós o que faremos; porem os nossos olhos estão em Ti” (2Cr 20.12). Deus então usa um profeta por nome Jaaziel com uma mensagem: “Assim o Senhor vos diz: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, senão de Deus” (2Cr 20.15). “Nesta peleja não tereis que pelejar; parai, estai em pé, e vede a salvação do Senhor para convosco, Ó Judá e Jerusalém” (2Cr 20.17).

Jeosafá prepara os cantores, coloca-os à frente do povo, e quando o exército inimigo se aproxima, ele chama o maestro e manda cantar um hino só com uma pequena estrofe: “Louvai o Senhor, porque a sua benignidade dura para sempre” (2Cr 20.21). Este foi o hino da vitória!

Não conheço quem são seus inimigos, se grandes ou pequenos, mas o Senhor garante a vitória.

4 comentários

irineu capra junior

VOCE QUER OUVIR A VOZ DE DEUS ? LEIA BÍBLIA. QUER OUVIR AUDIVELMENTE ? LEIA EM VOZ ALTA !!!

DEbora

Muito bom!!! Falou muito comigo.Obrigada Deus.

Sérgio Luís

A paz do Senhor. Nos dias que vivemos onde somos cobrados pela sociedade secular a sermos bem-sucedidos, vencedores, etc. Infelizmente mesmo nas nossas congregações é assim. Somos ensinados que quando passamos por alguma dificuldade, não temos fé, estamos em pecado ou Deus está nos castigando. É a teologia do quanto pior melhor.

ROSELANE LAGE DA COSTA RODRIGUES

Admiro muito os comentários deste grande homem de Deus !!

Deixe seu comentário







Perfil

José Wellington é presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), presidente da Convenção Fraternal e Interestadual das Assembleias de Deus do Ministério do Belém no Estado de São Paulo (Confradesp), membro da diretoria do Comitê Mundial das Assembleias de Deus e do Comitê Mundial Pentecostal, e autor do livro “Como ter um ministério bem-sucedido”, título da CPAD.

COLUNISTAS