Colunistas

Pr. José Wellington

Pr. José Wellington

Socorro em meio às tempestades

Qua, 15/01/2014 por José Wellington

 

Convido o prezado leitor a meditar comigo em uma passagem do Evangelho de Mateus, capítulo 7, versículos 24 a 27. No referido texto, vemos o Senhor Jesus mencionar duas construções: uma edificada sobre areia e a outra, sobre a rocha. Sobre ambas veio a tempestade, sopraram os ventos, correram os rios e foi grande a queda da casa edificada sobre a areia. O mesmo veio sobre a casa edificada sobre a rocha, que, devido ao seu sólido fundamento, permaneceu de pé.

Observei essa narrativa e pensei nas tempestades de nossa vida. Quantas vezes o Senhor permite que o vento forte venha de fora para dentro. Pode ser um ataque à igreja ou ao ministério pastoral, e o líder precavido busca impedir que ele produza algum efeito negativo na igreja do Senhor. Outro fenômeno é o correr dos rios: eles não correm por cima, mas por baixo dos nossos pés, e essas tempestades são mais fortes.

Louvo a Deus porque a nossa casa não foi edificada sobre a areia!

Lembro-me de que certo filósofo já falecido teceu, certa vez, um infeliz comentário sobre a impossibilidade de um grupo social se manter em evidência por mais de 50 anos. Se ele estivesse vivo, eu o desafiaria com o caso da Assembleia de Deus. A nossa denominação não é apenas um grupo social ou uma igreja, mas um movimento do Espírito Santo. Enquanto tivermos como lema em nossas vidas sermos servos de Deus e nunca orgulhosos, enquanto continuarmos servos, o Senhor vai continuar a nos orientar e vamos produzir para a glória do Altíssimo. As tempestades até aconteceram ao longo dos 100 anos da Assembleia de Deus no Brasil, e possivelmente outras irão acontecer, mas estamos firmados em Cristo. Rendo graças a Deus porque sirvo a Jesus durante algumas décadas.

Eu recebi o Senhor como Salvador em 1942 e já vi muitas tempestades, já vi rios correrem por baixo dos pés de muita gente boa e vi muitos naufragarem, mas eu louvo o Senhor porque a Igreja continua firme como uma árvore plantada junto aos ribeiros e as raízes em contato com a água.

Talvez o prezado leitor esteja atravessando alguma tempestade e o coração esteja sangrando, ou talvez seja algum obreiro em dificuldades. Não se esqueça que os olhos do Senhor estão voltados para a sua vida, e você não está sozinho nesta peleja!

9 comentários

João Lopes

Gostei da mensagem muito edificante pra nossas almas.

ezequias ferreira

gostei muito de ler o que o Pastor Presidente escrevel se poder mandar pelo fec serei muito grato sou de sao paulo do setor 11 sao mateus Pastor setoriao pastor Adir muito obrigado

Cláudio Pinheiro

Essa Palavra é muito boa Querido Pastor. Nesse momento estou vivendo esse momento e confesso que se não fora a misericórdia do nosso Deus e está nessa rocha, certamente seria levado pela correnteza que muitas vezes é tão rasteira que nem notamos a sua chegada mas vai ganhando força e como uma correnteza traiçoeira tenta nos arrancar do lugar criando um erosão entre o nosso pé e a Rocha tentando nos descolar da Rocha. Graças a Deus que a cada ida ao culto eu sofro uma reparação do qu

Abimael de Oliveira Silva

Amado Pastor José Wellington, que palavras inspiradoras e abençoada. Deus Abençoe!

Eliaby Oliveira

Amém,palavra abençoada,feliz é aquele que está firmado na Rocha que é Cristo.

Eduardo leal

Pastor sou pela graça de Deus um obreiro, e com passar de alguns anos senti que a minha casa que estava edificada na rocha ela deu um trinco e sabia que tinha trincado , mas não consertava, ao ponto de quase desabar; Deus teve que trabalhar na minha vida foi difícil mas tudo contribuem para salvação e proposito de Deus ( Graças A Deus ) Hoje estou com a casa restaurada por Deus ; quero fazer a vontade de Deus e sempre atento com a minha casa.

Gustavo

Ótima mensagem pr. josé , essa mensagem falou muito tambem comigo , só Deus sabe que tenho passado, essas mensagens que animam e nos dá vigor para continuar a jornada.

ana clea nascimento galv

fiquei muito feliz em ler esta mensagem, passei por varias situações, dificies, mas o senhor foi e sempre será o nosso amparo.. o esposo saiu de casa,empresa falida, a familia qu me abondonou,sem dinheiro pra nada, mas o senhor sempre falando usando profetas, não temas Eu estou cntigo diz o senhor, eu acreditei, confiei nas promessas.. agora na noite de natal o esposo voltou, os negocios melhorando,a familia se chegando.. e eu glorifico, e exalto aquele que é dgno de honra e gloria..

SIDNEI DA MOTTA E SILVA

EU CREIO PASTOR POIS NESTE MOMENTO ESTOU PASSANDO POR UMA GRANDE TEMPESTADE , MAS JESUS ESTA COMIGO NESTA PELEJA E A VITORIA ESTA PROXIMA .

Deixe seu comentário







Perfil

José Wellington é presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), presidente da Convenção Fraternal e Interestadual das Assembleias de Deus do Ministério do Belém no Estado de São Paulo (Confradesp), membro da diretoria do Comitê Mundial das Assembleias de Deus e do Comitê Mundial Pentecostal, e autor do livro “Como ter um ministério bem-sucedido”, título da CPAD.

COLUNISTAS