23/07/2010 16:54

As identidades de Jezabel de Apocalipse 2.20

Opiniões a respeito da identidade de Jezabel no Novo Testamento

Este artigo, publicado resumido e originalmente no Mensageiro da Paz (Número 1.5010, agosto de 2010), mas aqui ampliado, tem como objetivo discutir as várias identidades atribuídas a Jezabel de Apocalipse 2.20.

Vejamos as quatro principais opiniões a respeito.

Se trata da esposa do pastor local. Essa posição baseia-se em supostas evidências textuais críticas que aceitam como válidas o testemunho dos manuscritos A 046 1006 1854, e a tradição escritural atestada por Cipriano que apresenta o pronome genitivo sou (tua) antes do substantivo próprio Jezabel.

De acordo com esses manuscritos, o texto em vez de dizer ten gynaika Iedzabel (a mulher Jezabel), diria ten sou gynaika Iedzabel (a tua mulher Jezabel). O pronome sou, nesse caso, refere-se ao sujeito do versículo 12, o angelo tes ekklesias, isto é, o “anjo da congregação” de Pérgamo.

Provavelmente, a inserção do pronome nessa perícope deriva-se de um erro de ditografia ou então de uma percepção equivocada do escriba ao inserir propositalmente o pronome, em função de o mesmo aparecer repetidamente nos versículo 19 e 20. Se estivermos corretos nessa assertiva, os copistas dos manuscritos citados entenderam que houve, por parte dos escribas anteriores, um erro de haplografia. Este erro, muito bem documentado pela exegese noutras porções bíblicas, ocorre quando se escreve uma palavra, sílaba ou letra apenas uma vez, quando, na verdade, deveria ser escrita mais de uma. Isto posto, é provável que os escribas tentaram corrigir a cópia manuscrita disponível, entretanto, era necessário, talvez, uma outra cópia que atestasse o pronome sou, para que não se apoiasse apenas em sua interpretação ou percepção.

Todavia, caso esta posição esteja correta, embora as evidências manuscritas, textuais e a própria tradição atestem o contrário, significa que a Jezabel do referido texto é a esposa do pastor da igreja de Pérgamo.

Assim, essa teoria admite que o pastor da comunidade local aceitava os erros, heresias e impudicícias dessa mulher pelo fato de ela ser sua esposa, o que é discutível. Isto porque são feitos importantes elogios às virtudes teologais da igreja de Tiatira. A obra, a fé, o amor, a paciência e o serviço dessa comunidade cristã são mais excelentes do que o eram no passado (v.19). Observe, a igreja de Éfeso é criticada por “deixar o primeiro amor” (v.4), mas os exercícios teologais da igreja de Tiatira só aumentaram. Enquanto muitos, diz Matthew Henry, “tinham deixado o seu primeiro amor, e perdido o seu primeiro zelo, estes estavam se tornando mais sábios e melhores” (2008, p.968). A mesma comparação pode ser feita a respeito da igreja judaico-cristã de Hebreus que, em vez de crescer, estagnou-se (Hb 5.12,13). Dificilmente, caso a Jezabel do referido texto fosse esposa do “anjo da igreja”, teríamos um crescimento espiritual tão constante e elogiável.

Todavia, aqueles que identificam Jezabel como sendo a esposa do líder local baseiam-se não apenas no pronome, mas também na possibilidade de o nominativo acusativo gynaika ser traduzido como "esposa" em vez de "mulher", pois o vocábulo aparece em várias perícopes do Novo Testamento com o sentido de “mulher casada”, “esposa”. Porém, essa é uma tradução possível, mas não necessária.

 Assim, traduzem o texto ten sou gynaika Iedzabel como “a tua esposa Jezabel”. Segundo essa escola, ten sou gynaika Iedzabel era o texto original que foi corrompido e amainado por certos escribas inconformados com o tom ácido da perícope. Contudo, muitos textos do Antigo e Novo Testamentos são tão ácidos quanto esse, e, nem por isso, pesa sobre eles alguma acusação de corrupção textual.

Particularmente não concordo com essa tradução e com a interpretação da perícope atestada por essa escola. Devemos aceitar o texto em sua forma corrente e verbal e, segundo, o cânon da exegese, a leitura mais breve ou o texto mais curto deve ser preferido ao mais longo. É possível que o escriba acrescente alguma glosa, mas excluir alguma palavra do texto, ainda que possível, é mais difícil. Logo, não se trata de nenhum erro intencional do escriba, muito pelo contrário. A inserção do pronome (sou) e a tradução de gynaika Iedzabel, como tua esposa Jezabel, extrapola toda naturalidade do texto.

Uma mulher profetisa da comunidade de Tiatira. Outra hipótese difundida é que se trata de uma profetisa da comunidade de Tiatira. Trata-se de uma mulher cristã carismática, de nome Jezabel. Segundo essa corrente, essa falsa profetisa induzia alguns crentes da comunidade de Tiatira à prostituição, à participação nas festividades pagãs, e à idolatria. Deve-se, portanto, de acordo com essa hipótese, entender literalmente as palavras dos versículos 21 e 22. Essa mulher não apenas induzia seus seguidores a participarem das licenciosidades das festas pagãs, como ela própria, seduzia-os para o seu próprio leito (v.22).

Permita-me, o leitor, a uma rápida digressão para explicar uma ideia muito interessante nesse trecho. Uma característica muito especial do versículo 22 é a expressão “a porei numa cama” – uma sinédoque para referir-se à enfermidade, doença [a porei enferma numa cama]. Todavia tal expressão é uma finíssima figura de linguagem usada pelo rapsodo, que traz uma imagem conceitual digna de um grande estilista da língua grega.

O termo “leito”, “cama”, é um eufemismo para “relações sexuais” em diversas passagens bíblicas, cito, à guisa de exemplo, apenas Hebreus 13.4. Veja a correspondência entre “cama” e “prostituição” no versículo 22 com “matrimônio” e “leito sem mácula” em Hebreus 13.4. A prostituição macula, mancha, enfermiça a relação sexual fora do casamento. Isto posto, a frase “Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação” (v.22) é um jogo de conceitos semióticos que relacionam a impudicícia da prostituição ao leito-enfermiço, assim como em Hebreus ao leito-santo.

O leito, o lugar do coito lascivo, no qual os adúlteros se consomem, tornar-se-á, na linguagem do literato, o lugar da condenação (leito-coito/leito-enfermiço). A mulher Jezabel seria condenada a ficar enfermiça no mesmo local de suas prostituições; enquanto a condenação de seus amantes seria  “grande tribulação”.

Bem, digressões à parte, admitir que se trata de uma mulher literal, cujo nome era Jezabel, é uma opinião melhor do que a anterior. Agora, aceitar que a mulher do pastor deitava-se com diversos homens é uma posição extremamente radical, uma vez que ele, o anjo da igreja, “tolerava” os pecados de Jezabel. Até mesmo, na hipótese presente, é difícil entender como o pastor tolerava uma prostituta, falando em termos culturais heleno-latino, como profetisa e dava a ela uma posição privilegiada na comunidade cristã. Parece que essa é uma das mais contundentes fraquezas dessa corrente.

Trata-se de Jezabel do Antigo Testamento rediviva. Não precisamos nem comentar esse falso conceito.

Se trata de referência simbólica aos falsos ensinos pagãos que adentravam na igreja. Essa corrente entende e aceita que a Jezabel do referido versículo é uma figura ou símbolo da religiosidade pagã e dos falsos ensinos das religiões de mistério que invadiram a igreja através dos falsos mestres. Lembremos que Israel, a Igreja, e a falsa igreja de Apocalipse são representadas nas Escrituras pela figura da mulher. Em nossa obra, Igreja: Identidade & Símbolo (CPAD), apresento o símbolo joanino referente à mulher samaritana (Jo 4) e à senhora eleita (2Jo 1) como respectivas metáforas de religiosidade pagã e cristã. Portanto, há nas Sagradas Letras elementos simbólicos suficientes para se atestar tal relação, ainda mais nos escritos joanimos. Assim, o nome Jezabel seria um pseudônimo para referir-se às práticas e misticismos pagãos das religiões de mistérios que, a semelhança do paganismo jezabelita introduzido no culto a Javé no Antigo Testamento, estavam adentrando na comunidade cristã de Tiatita. Assim, teríamos na igreja de Pérgamo, os balaamitas e nicolaítas e, na igreja de Tiatira, os jezabelitas.

E você leitor, qual a sua opinião?


 

21 comentário
Facebook Compartilhe

COMENTÁRIOS

  • De: Davison da Silva Alves

    Comentario: De forma objetiva acreditamos , a partir dos comentarios pelo Sr e de outro; se não me engano, Pr Claudinor de Andrade em Lições de EBD. Que o mais provavel é que seja a ultima posição! Deus abençoe mais por esclarecimento ilustre Teólogo!
  • De: Pastor Valmor

    Comentario: Cada caso é um caso. Lemos no texto de Apocalipse que Jesus deu um tempo para ela arrepender-se, (21 e dei-lhe tempo para que se arrependesse; e ela não quer arrepender-se da sua prostituição.) isso não houve no caso da outra Jezabel. Portanto é bem claro que não é comparativo. Também não é a mulher do pastor, pois no caso quem iria para o leito de dor seria ele, por deixar a esposa praticar esses absurdos. sem mais.
  • De: ALEXANDRO DA SILVA RAMOS

    Comentario: EU CREIO,que essa jezabel,Jesus so usou desse nome para mostrar ao povo,que esta mulher,estava fazendo as mesmas coisas,que a jezabel do antigo testamento fazia,foi a maneira que Jesus encontrou para abrir os olhos das pessoas.
  • De: Flavia Costa

    Comentario: Precisamos ficar atento as escrituras e pedir a revelação do Espírito Santo, temos que ter a interpretação segundo o que realmente o Senhor quer nos revelar.E não de teorias e suposições baseados em entendimento humano, a palavra é bem clara "A letra mata mas o Espírito vivifica".Precisamos andar segundo o Espírito e não segundo á carne, e descernir o que é espiritual.A igreja na terra somos nós e precisamos ter convicçõese estar edificada sobre a rocha Jesus Cristo.
  • De: MARCIO DE MEDEIROS

    Comentario: amados existem igrejas hoje em dia igual a pergamo,tiatira e outras,precisando de uma reforma vinda de cristo jesus. muitas igrejas estao vivendo uma xerox do mundo,do seu paganismo e dos modismos religiosos por ele oferecido!. vamos orar por essas igrejas,estao cheias de pessoas e vazias da palavra de Deus e da sa doutrina,MORTAS NO SENTIDO ESPIRITUAL,E SENDO INFLUENCIADA E NAO INFLUENCIANDO.SHALOM. MARCIO DE MEDEIROS-PROF. DO SEMINARIO FILADELFIA
  • De: Sandra Torres

    Comentario: Eu concordo plenamente,com Gerson Xavier.E digo mais;aquele que sabe fazer o correto e o não faz peca, a polêmica,é um instrumento finíssimo e sutil que satanás tem usado para desvirtuar a mente do ouvinte ou leitor; da verdadeira mensagem das escrituras sagradas,a Bíblia é a mensagem de Deus para a Humanidade e Não um guia para formação de pensadores,a Bíblia responde a si mesma.O seu artigo levantou muita polêmica em uma aula da EBD,perdeu ^se tempo e ninguém saiu edificado ou s
  • De: rosenildo

    Comentario: muito bom comentario gostei
  • De: pr orlando severiano da s

    Comentario: o comentario,meu pr esdras,foi otimo. mas,gostaria de ter mais detalhes sobre tua opiniao a respeito do assunto. obrigado.
  • De: marcio andre

    Comentario: desde de principio vemos na biblia que mulheres tem que se submisa ou homem,que o diabo enganou a eva, que a mulher o vaso mas fraco.faço um pedido aos homens de Deus que venha deixar de ser Acabe e venha ser Elias.
  • De: João José da Silva

    Comentario: Sabemos que esta Jesabel de Tiatira, ainda era pior do que a Jesabel do Rei Acabe. Mas o que eu gostaria de saber; é o seu nome verdadeiro.
  • De: Joao Rodrigues Filho- teo

    Comentario: apaz a todos os leitores, creio que esta jezabel tenha relaçao com os dias atuais, e pessoas com influencia de familiares lider de igrejas que perdem o cajado e este é lançado as maos de pessoas ( profetizas )que destroi o rebanho e o lider nao toma providencias cabiveis, tenho experiencias proprias congregei em uma igreja quem mandava era a mulher do pastor dava ordem a obreiros e ate decidia reunioes com os obreiros; o fim foi triste ela adoeceu,ele tambem, Deus removel seu castiçal estar
  • De: hilda celestino

    Comentario: acho que a jezabel de apoc. não tem nada a ver com a esposa de acabe do velho testamento.é uma mulher real, com atos abomináveis reais na presença de Deus, por acaso nós não vivemos essas situações nos nossos dias? qtas missionárias, pastoras, obreiras, que não se submetem ao esposo nem cuidam de suas casas com desculpas de que estão fazendo a vontade de Deus.Qts profetas que se acham maiores que seus espósos e eles não podem interferir em suas vidas espírituais? ou não está a
  • De: GERSON XAVIER

    Comentario: BOM MEU CARO ESDRAS COM TODA GARANTIA ESSA JESABEL É SIM UMA SIMBOLOGIA A GRANDE PROSTITUTA (BABILONIA) QUE PROSTITUIO TODA A TERRA. POR QUE JESABEL A ESPOSA DO REI ACABE ERA SACERDOTISA DE SIMIREMIS(deusa.lua) QUE ERA ESPOSA DE NINROD(deus sol ou baal) OS FUNDADORES DE BABILONIA DA ONDE SURGIU TODOS OS MISTERIOS E OCULTISMO QUE TEM PROSTITUIDO A VERDAEIRA ADORAÇAO AU VERDADEIRO YHWH(DEUS). SR. ESDRAS O SENHOR DEVERIA IFORMA MELHOR SEUS LEITORES DE SUA COLUNA ,MAIS VERDADES E NADA OMISS?
  • De: Rafael Vasconcelos

    Comentario: Saudações em Cristo, A visão bíblica mais coerente na minha opinião seria a última interpretação.Embora as demais possam ter um teor de verdade.
  • De: Luciano Bérgamo

    Comentario: Acredito que a última opção seja a mais coerente. Entretanto tenho observado que membros de igrejas têm apontado para mulheres que servem a Deus verdadeiramente como sendo o ?Espírito de Jezabel? de forma taxativa. Geralmente as pessoas que fazem isso se posicionam como guardiãs da igreja ou são membros movidos pela inveja de ver o dom de Deus na vida de outra pessoa.
  • De: Leandro Vieira Cirilo

    Comentario: Pr Esdras, gostaria de aproveitar este comentario para lhe pedir dicas de titulos literários voltados a pedagogia e outros autores relacionados ao ensino. Desde já agradeço
  • De: Leandro Vieira Cirilo

    Comentario: Pr Esdras, quero parabeniza-lo pela otima palestra que o sr através da inspiração do Espirito Santo deu esse final de semana e nossa igreja em Uberlandia. Que Elohim continue te abençoando...
  • De: Antonio Ferreira

    Comentario: Particularmente acho que a ultima explicação é mais coerente com o contexto e outras passagens bíblicas.
  • De: Esdras Bentho

    Comentario: Obrigado pelo comentários meus irmãos!!!!
  • De: ANTONIO ADSON

    Comentario: AMADO PASTOR,EMBORA NÃO CONHEÇA BEM QUEM SERÁ A JEZABEL DE TIATIRA,FORTEMENTE SE MOSTRA A SITUAÇÃO TRAZIDA POR ELA Á ESTA IGREJA, POIS OS MEMBROS ATÉ MESMO O PASTOR ESTAVA DOENTE, O PERIGO ACONTECE QUANDO TOLERAMOS O PECADO NA CONGREGAÇÃO, DESRESPEITAMOS OS PRINCIPIOS BÍBLICOS COMO MULHERES LIDERANDO ACIMA DA AUTORIDADE PASTORAL,VISTO QUE TRANSPARECE A ATITUDE DO PASTOR TER DEIXADO OS MEMBROS A MERCÊ DA SEDUÇÃO DESTA.
  • De: MARCOS. Delmiro Gouveia A

    Comentario: Paz. Otimo este comentário, seria bom se todos ao abordarem um assunto, que fosse como esse, esclarecido proporcionando ao leitor melhor clareza!

COMENTE





COLUNISTAS

Fechar RECEBA INFORMATIVO
teste