Colunistas

Pr. Douglas Baptista

Pr. Douglas Baptista

É sexta-feira, mas o domingo vem aí!

Sex, 02/04/2021 por

 

 

Hoje é sexta-feira! Mas não um sexta-feira qualquer. Ela é denominada de sexta-feira da paixão, e, ainda, de Sexta-Feira Santa. Nela recordamos o sacrifício de Cristo no calvário. O Filho de Deus morreu na cruz em nosso lugar: “Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus” (2Co 5.21).

Meditando nessa verdade lembrei-me do título de um livro “É sexta-feira, mas o domingo vem aí!”. Significa que a sexta-feira de choro, morte e sepultura foi substituída pelo domingo de regozijo, restauração e túmulo vazio. O poder da morte não pode reter o Cristo. Ele ressuscitou, vivo está e intercede por nós (Rm 8.34)

Na verdade, essa frase é também o título de um sermão reproduzido na obra em questão. Desse modo, peço licença aos leitores para transcrever abaixo algumas verdades proferidas nessa edificante homília.

‘Era sexta-feira; era sexta-feira e meu Jesus estava morto naquele lenho. Mas isso foi na sexta-feira, mas o domingo vem aí!’

‘Era sexta-feira e Maria chorava de dar pena. Os discípulos corriam por todos os lados, como ovelhas sem pastor, mas isso foi na sexta-feira, mas o domingo vem aí!’

‘Era sexta-feira. Os cínicos estavam olhando para o mundo e dizendo: ‘Será tudo como sempre foi. Não se pode mudar nada neste mundo; não se pode mudar nada. Mas aqueles cínicos não sabiam que era apenas sexta-feira. O domingo vem aí!

‘Era sexta-feira! E na sexta-feira dominavam aquelas forças que oprimem os pobres e os fazem sofrer. Mas isso foi na sexta-feira! O domingo vem aí!

‘Era sexta-feira, e na sexta-feira Pilatos achou que havia lavado as mãos de uma porção de encrencas. Os fariseus estavam-se pavoneando por ali, rindo e dando cotoveladas uns nos outros. Acharam que haviam voltado a controlar as coisas, mas não sabiam que era apenas sexta-feira! O domingo vem aí!’

Essa belíssima mensagem precisa ser reproduzida e apregoada no mundo todo. Em meio a pandemia do COVID-19 milhares de pessoas estão de luto e choram de profundo pesar, outros estão apavorados e se tornaram reféns do medo, muitos estão lutando contra os sintomas da doença, pessoas estão desempregadas e até lhes falta o pão, e arbitrariedades e desmandos são cometidos contra o povo...

Por isso, devemos contar a todos que a sexta-feira vai passar e o domingo vem aí. O coronavírus será superado porque o domingo vem aí. A crise econômica será vencida porque o domingo vem aí. O mal não vai triunfar porque o domingo vem aí. Precisamos confiar e esperar em Deus porque o domingo vem aí. A sexta-feira da paixão era necessária, mas a ressurreição também fazia parte do plano divino e permanece em vigor (1Co 6.14).

Nesse contexto, lhe convido a bradarmos juntos: É sexta-feira, mas o domingo vem aí!

 

Desejo-lhe uma abençoa e Feliz Páscoa! Cristo Vive!

 

Douglas Roberto de Almeida Baptista

Pense Nisso!

 

Referência bibliográfica

CAMPOLO, Anthony. É Sexta-Feira, mas o Domingo vem aí! São Paulo: Vida, 1994, p. 79-80.

 

 

 

 

6 comentários

Ana Claudia SS

Louvado Seja Deus! O mal não pôde vencer Aquele que é o dono da vida! Glória a Deus porque o domingo vem aí!

Ana Claudia SS

Louvado Seja Deus! O mal não pôde vencer Aquele que é o dono da vida! Glória a Deus porque o domingo vem aí! 🙌🏼

Raissa Paulino

Mensagem abençoada! Que Deus possa continuar abençoando nosso querido Pastor Douglas. Que Deus possa renascer em nossas vidas todos os dias! “Por que Ele vive, posso crer no amanhã”. Glória a Deus.

Liana

Que bênção! Pensar que "o domingo vem aí" é um alento pro coração nesse tempo tão difícil.

José Orlando da Conceiç

Glória a Deus! O domingo vem aí! E por isso temos fé e esperança, pois estamos firmados na Rocha, Jesus Cristo!

Antônio José de Sousa D

Excelente e apropriado texto pastor Douglas, parabéns, Deus abençoe a todos nós., o domingo vem aí, mas hoje ainda é sexta-feira.

Deixe seu comentário







Perfil

Douglas Baptista é pastor, líder da Assembleia de Deus de Missão do Distrito Federal, doutor em Teologia Sistemática, mestre em Teologia do Novo Testamento, pós-graduado em Docência do Ensino Superior e Bibliologia, e licenciado em Educação Religiosa e Filosofia; presidente da Sociedade Brasileira de Teologia Cristã Evangélica, do Conselho de Educação e Cultura da CGADB e da Ordem dos Capelães Evangélicos do Brasil; e segundo-vice-presidente da Convenção dos Ministros Evangélicos das ADs de Brasília e Goiás, além de diretor geral do Instituto Brasileiro de Teologia e Ciências Humanas.

COLUNISTAS