Colunistas

Pr. Douglas Baptista

Pr. Douglas Baptista

Escola de samba desrespeita a fé cristã e sugere que Cristo foi derrotado pelo Diabo

Seg, 04/03/2019 por

 

A Escola de samba da torcida corintiana “Gaviões da Fiel”, desfilou neste domingo (03/03/19) pouco antes das 6 horas da manhã, no Sambódromo do Anhembi – São Paulo, com reedição do samba enredo "A Saliva do Santo e o Veneno da Serpente". Em 1994, a escola foi campeã com este samba enredo e desde então, a canção do "cigarrinho" vem sendo cantada por torcedores durante partidas do Corinthians.

 

Apesar dos organizadores afirmarem que o tema era sobre o tabaco, alguns dos principais carros alegóricos exibiam claras representações anticristãs, sincretismo religioso e apologia ao poder das trevas. Dentre as alegorias, o primeiro carro ostentava um demônio, uma serpente e um gavião. O terceiro carro exibia uma escultura gigante de Oxalá, com pretos velhos e Exus e um enorme São Jorge, padroeiro do clube e da escola de samba.

 

Nesta mesma linha, a escola fez várias apologias a entidades contrárias a fé cristã. Por exemplo, o segundo casal Mestre-Sala e Porta-Bandeira representavam os “espíritos” Zé Pelintra e Pomba-Gira comumente “incorporados” em terreiros de umbanda. Além disso, os Gaviões da Fiel formaram alas encenando marinheiros portando escudos grafados com a expressão “saravá” e crianças representando os exus e pomba-gira.

 

No desfile a escola também exibiu uma gigantesca escultura de “Santo Antão” que segundo a lenda era um árabe cristão. Antão teria recebido a visita de uma serpente, feito amizade com ela e a alimentado. Contudo, a serpente fiel a sua natureza maléfica acabou por picar seu anfitrião. Indignado e sentindo-se enganado e traído Antão chupou o veneno e o cuspiu na areia, de onde teria nascido o primeiro pé de tabaco.

 

O ponto polêmico do desfile foi à representação da ‘batalha do bem contra o mal’ onde um dos passistas encenando Cristo foi confrontado, humilhado, pisado e vencido por Satanás. Embora a cena seja nítida, durante o desfile comentaristas da rede Globo, amenizavam a afronta ao cristianismo e afirmavam que na verdade, o ator não interpretava Cristo, mas Santo Antão em referência a luta do homem vencido pela tentação.

 

O problema é que o argumento que minimiza a intolerância religiosa não se sustenta pela seguinte razão: a alegoria do “Santo Antão” exibe um homem careca, usando uma vestimenta longa e uma estola sacerdotal, uma figura bem diferente encenada pelo passista que enfrenta as hostes espirituais ostentando uma longa cabeleira, carregando uma coroa de espinhos na cabeça e vestindo um pedaço de pano amarrado ao quadril.

 

Tal questão foi esclarecida pelo próprio coreógrafo da escola, Edgar Junior, que afirmou logo após o desfile numa entrevista a Globo, que realmente a figura era de Jesus e que planejou esse embate, com a derrota do Cristo, para mexer com a fé cristã. “O foco era esse mesmo, era chocar. Essa comissão de frente foi incrível.... e alcançou nosso objetivo, que era mexer com essa polêmica entre Jesus e o diabo, com a fé de cada um”, declarou o coreógrafo.

 

A pergunta que não quer calar é a seguinte: afrontar publicamente a fé alheia não se trata de intolerância religiosa? O samba enredo faz clara alusão aos cultos não cristãos. Uma das estrofes diz: “acende a chama no terreiro de iá iá. É a força da magia que me arrepia... saravá, saravá”. A mensagem subliminar evidencia que invocar e servir espíritos são algo superior ao Evangelho de Cristo? Que os demônios prevalecem contra Deus e seus anjos?

 

Convém salientar, para os falto de entendimento, que a liberdade de fé, de crença e também de expressão são direitos constitucionais. E, portanto, não é esta a questão discutida nesta postagem. Discute-se a falta de respeito, a intolerância, o silêncio das autoridades e o conformismo dos líderes religiosos. Onde estão os progressistas e pós-positivistas do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional? O respeito cabe apenas para um dos lados?

 

 “não sejamos vencidos por Satanás; porque não ignoramos os seus ardís” (2Co 2.10-11).

 

Pense Nisso!

Douglas Roberto de Almeida Baptista

 


41 comentários

Ezio de Souza

Excelente exposição!

Jose Caetano Junior

Estou esperando os pastores se mobilizarem, e fazerem manifestações na rua por que iram colocar uma mordaça na igreja.

RAQUEL ANDRADE SARAIVA

Parabéns Pastor Douglas pelo exceente comentário a respeito do assunto.Não podemos tolerá uma situação dessa na sociedade atual . Em Gálatas 6.7 fala a respeito que não podemos brincar com Deus : 7 Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá.

widerly Borges

De fato esse mundo caminha para a perdição. Parabéns pastor por não se manter omisso, de fato é lamentável que em um cenário em que muitos dizem pertencer a um mundo "contemporâneo" muitas pessoas têm praticado a inversão de valores (do direito para a ignorância e o deboche). Devemos nos manter alertas e avessos a toda essa pecaminosidade!

Widerly da Silva Borges

De fato esse mundo caminha para a perdição. Parabéns pastor por não se manter omisso, de fato é lamentável que em um cenário em que muitos dizem pertencer a um mundo "contemporâneo" muitas pessoas têm praticado a inversão de valores (do direito para a ignorância e o deboche). Devemos nos manter alertas e avessos a toda essa pecaminosidade!

Márcia Muniz

Muita verdade.

Rick Reis

Nobre pastor Douglas Baptista, por favor, PROCESSE na justiça esses intolerantes que praticaram um crime contra nós( art. 208,CP).

Daniele Cristina

Muito triste!!

Daniele Cristina

É triste saber que uma afronta dessas foi permitida!!

Everaldo

Paz do Senhor pastor. Vimos uma clara afronta aos cristãos e a igreja de Cristo, pois Deus através do seu Filho Jesus Cristo já venceu o inimigo, e expôs o demônio ao vitupério, Cristo já venceu e passou a missão para a sua igreja defender seu evangelho ou sua palavra, mas sabemos que nossa luta só acabará com a volta de Cristo para buscar a sua igreja. Por isso permaneçamos firmes e constantes! Parabéns pastor por se pronunciar em defesa da Fé, em tempo hábil quando muitos se c

Conceição Dias

Parabéns pastor Douglas pelo excelente artigo.

ANTONIO JOSE DE SOUSA DIA

Parabéns pastor Douglas por mais esse belo artigo, porque se fosse o contrário estariam nos chamando de extremistas, radicais, homofóbicos, etc. Onde estão as demais autoridades cristãs? Precisamos estarmos unido em oração pois estamos em Batalha espiritual e muito que se dizem cristãos ainda estão dormindo...

ANTONIO JOSE DE SOUSA DIA

Parabéns pastor Douglas por mais esse belo artigo, porque se fosse o contrário estariam nos chamando de extremistas, radicais, homofóbicos, etc. Onde estão as demais autoridades cristãs? Precisamos estarmos unido em oração pois estamos em Batalha espiritual e muito que se dizem cristãos ainda estão dormindo .

SOUSA DIAS

Parabéns pastor Douglas por mais esse belo artigo, porque se fosse o contrário estariam nos chamando de extremistas, radicais, homofóbicos, etc. Onde estão as demais autoridades cristãs? Precisamos estarmos unido em oração pois estamos em Batalha espiritual e muito que se dizem cristãos ainda estão dormindo.

Raissa

Que absurdo! Uma afronta ao nosso Deus! Que o Senhor continue abençoando o Pastor Douglas, que é uma voz que sempre está defendendo os valores cristãos.

Daniele Amorim Fernandes

Verdade Pastor! Tudo o que ocorreu foi uma afronta a nossa fé!

Samarah

Muito Bom esse texto, explanou a peça da escola de Samba, precisamos defender a nossa fé que foi afrontada! Parabéns Pastor Douglas.

samarah

Muito bom o artigo!

samarah

Muito bom o artigo!

samarah

Muito bom o artigo!

samarah

Verdade Pastor

Daniele Amorim Fernandes

Esta escola fez uma afronta ao próprio Deus e está nítido a afronta a nossa fé e a cobertura espiritual por traz. Nós como cristãos temos o dever de defender nossa fé, parabéns Pastor!

samarah

um absurdo e desrespeito para com nossa fé cristã

samarah

um absurdo e falta de respeito para com nossa fé

Remanescente Cristão

O escárnio, em constante crescimento e exercendo um papel cada vez mais radical e extremista, que observamos em nossa atual geração, sempre em embate perpétuo com a fé cristã, é algo que inevitavelmente constroi em nossa face um semblante de tristeza, pois se a humanidade verdadeiramente entendesse o que cada um de nó, pequeninos ja convecidos pelo Espírito, entendemos, não dariam crédito algum ao mal, e a 'encenação festiva' relizada teria uma imensa reviravolta. A luz resplandece

Priscila

É realmente uma falta de respeito com a nossa fé.

Priscila

É realmente uma falta de respeito com a nossa fé.

Natali Chagas

É uma lástima essas blasfêmias acontecerem em nosso país. A falta de respeito notória desse grupo de samba só nos faz perceber tamanha hipocrisia, pois quando são contestados logo alegam sofrer intolerância religiosa, porém fazem desfiles desrespeitando a fé das outras pessoas. Nós, cristãos, devemos buscar mais a presença do Senhor e orar para Deus ter misericórdia do nosso país nessa época do ano. Que Deus nos abençoe.

Priscila Chagas

Um absurdo sem tamanho e ainda somos (os cristãos ) chamados de intolerantes! O que vemos, na verdade, é uma perseguição clara a tudo que representa o cristianismo. O mundo jaz no maligno. Estamos vivendo os últimos dias da igreja na Terra. Tempos difíceis virão. No entanto, não devemos nos calar diante de tanta falta de respeito! Parabéns pelo artigo, pastor Douglas!

Priscila Chagas

Um absurdo sem tamanho e ainda somos (os cristãos ) chamados de intolerantes! O que vemos, na verdade, é uma perseguição clara a tudo que representa o cristianismo. O mundo jaz no maligno. Estamos vivendo os últimos dias da igreja na Terra. Tempos difíceis virão. No entanto, não devemos nos calar diante de tanta falta de respeito! Parabéns pelo artigo, pastor Douglas!

Pumma

Isso mesmo .

Laís Chagas

Esse é um sinal de que estamos no fim dos tempos! Como diz em 2 Pedro 3:3 : ''Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências". Só não vê quem não quer!

Lucas Santiago

Nos dias hoje são defendidas as causa mais alheis possiveis mas quando se trata de Cristo deboches, piadas, entre outras maneiras desrespeitosas as quais são tratadas como "brincadeira". Nos como cristões devemos nos poscionar e mostrar que Cristo, nosso salvador que morreu por nós na cruz, não é so mais um tema que a midia deve usar para se divertir e entreter as pessoas. "Pois o perverso se gloria da cobiça de sua alma, o avarento maldiz o Senhor e blafesma contra ele" (Sl 10.3)

Lucas Santiago

Nos dias hoje são defendidas as causa mais alheis possiveis mas quando se trata de Cristo deboches, piadas, entre outras maneiras desrespeitosas as quais são tratadas como "brincadeira". Nos como cristões devemos nos poscionar e mostrar que Cristo, nosso salvador que morreu por nós na cruz, não é so mais um tema que a midia deve usar para se divertir e entreter as pessoas. "Pois o perverso se gloria da cobiça de sua alma, o avarento maldiz o Senhor e blafesma contra ele" (Sl 10.3)

Ana Claudia Souza Santos

Concordo, pastor! Acho interessante como a mídia tem prazer em dissecar e explorar alguns assuntos enquanto outras questões fingem nem ver. Não que ainda houvesse duvidas, mas essa situação é uma demonstração clara de que só é visibilizado o que lhes convém. Deixam claro, afinal, que o respeito não se deve a todos.

dassa

Que absurdo😢

HARISSON

Deus abençoe o senhor pastor, mais e mais.

Matheus Saraiva

Isso demontra a influencia sob a qual a classe artistica no Brasil está arraigada. E infelizmente isso é transmitido como pluralidade de ideias, quando na verdade é uma afronta ao evangelho.

Matheus Saraiva

Isso demontra a influencia sob a qual a classe artistica no Brasil está arraigada. E infelizmente isso é transmitido como pluralidade de ideias, quando na verdade é uma afronta ao evangelho.

Liana

Atualmente muito se fala em tolerância religiosa, mas quando é com os Cristãos, se fazem de cegos. É um absurdo que as pessoas defendam manifestações como estas como "liberdade de expressão", onde nossa fé foi claramente atacada.

Abrahão Nascimento

É isso mesmo pastor, parabéns!! Essa é uma questão em que devemos realmente refletir. É preocupante que demonstrações claras como essa, de intolerância, sejam naturalizadas em nossa sociedade.

Deixe seu comentário







Perfil

Douglas Baptista é pastor, líder da Assembleia de Deus de Missão do Distrito Federal, doutor em Teologia Sistemática, mestre em Teologia do Novo Testamento, pós-graduado em Docência do Ensino Superior e Bibliologia, e licenciado em Educação Religiosa e Filosofia; presidente da Sociedade Brasileira de Teologia Cristã Evangélica, do Conselho de Educação e Cultura da CGADB e da Ordem dos Capelães Evangélicos do Brasil; e segundo-vice-presidente da Convenção dos Ministros Evangélicos das ADs de Brasília e Goiás, além de diretor geral do Instituto Brasileiro de Teologia e Ciências Humanas.

COLUNISTAS