Colunistas

Pr. Douglas Baptista

Pr. Douglas Baptista

Paulo, a ressurreição e a doação de órgãos

Qua, 09/05/2018 por

A posição do Apóstolo Paulo quanto à ressurreição dos mortos é absolutamente firme, ele chega a declarar que sem ressureição não há esperança: “E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé” (1Co 15. 13.14).

Portanto, temos convicção que “ressuscitaremos para participar da sorte do Cristo na parusia; a ressurreição dEle é penhor e prelúdio da nossa” [1]. A ressurreição é imprescindível afim de que os que morreram em Cristo possam participar com os que estiverem vivos da grande festa do retorno de Cristo “a encontrar o Senhor nos ares (1Ts 4.17).

Paulo ensina que aqueles já partiram dormem em Cristo (1Co 15.16-18). A morte não é aniquilamento: “É apenas um sono para eles. É um descanso, um descanso imperturbado... Eles serão ressuscitados da morte, e despertados do seu sono, porque ‘Deus os tornará a trazer com Ele’ (1Ts 4.14b)... é um grande antídoto contra o medo da morte e a tristeza excessiva pela morte de nossos amigos cristãos” [2]. A doutrina da ressurreição é uma esperança cristã, pois “cremos que Jesus morreu e ressuscitou” (1Ts 4.14a) sendo Ele (o cristo) as primícias dos que dormem (1Co 15.20).

Desde quando era fariseu, mesmo antes de sua conversão em Damasco, Paulo já acreditava na ressureição dos mortos (At 23.6-8). Por isso, “Não foi necessário nenhuma mudança significativa desse discurso teológico, uma vez que o apóstolo compreendera que Jesus venceu a morte e removeu seu aguilhão” [3].

Porém, para além desta certeza gloriosa, alguns cristãos ainda não compreendem como os corpos ressurgirão. Por conseguinte, afirmam alguns que “a doação de órgãos é incompatível com a doutrina da ressurreição dos mortos” [4]. Refutando esta ideia, Paulo ensina que o “corpo natural, ressuscitará corpo espiritual” (1Co 15.44), ou seja, não precisaremos de órgãos humanos, pois “a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus” (1Co 15.50).

Pense Nisso!

Douglas Roberto de Almeida Baptista

 

Notas Bibliográficas

[1] CERFAUX, Lucien. O Cristão na Teologia de Paulo. São Paulo: Editora Teológica, 2003. p. 187.

[2] HENRY, Matthew. Novo Testamento: Atos a Apocalipse. Rio de Janeiro: CPAD, 2008. p. 663.

[3] ARRINGTON, F. L. Comentário Bíblico Pentecostal: Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2003. p. 1395.

[4] BAPTISTA, Douglas R. A. Valores Cristãos: Enfrentando as questões morais de nosso tempo. Rio de Janeiro: CPAD, 2018. p. 86

20 comentários

NEIRIVAN DOS SANTOS BRITO

Maravilha. Neirivan Brito

ANTONIO CARLOS SILVA ROSA

Muito elucidativo o artigo do pastor Douglas! É certo que não devemos esperar a Cristo somente nesta vida, pois há um porvir glorioso para aqueles que perseverarem até o fim. Que Deus continue o abençoando pastor na propagação do Evangelho genuíno e autêntico.

Priscila Chagas Verçosa

Paz do Senhor! Que texto esclarecedor! Glória a Deus, pois a sua Palavra é verdadeira e fiel. Vamos ser ressuscitados em CORPOS GLORIOSOS, transformados, incorruptíveis. Então, o ato de doar órgãos não vai dificultar ou impedir a ressurreição. Doar órgãos é a mais absoluta prova de amor! O apóstolo Paulo deixou claro a sua posição quanto à ressurreição e quanto à forma que se dará. Resta-nos estar preparados para a primeira ressurreição e estar com Cristo nas bodas do corde

Gilberto dos Santos

Concordo com Natanael! Pois, fica difícil imaginar que meu Deus e senhor não irá ressuscitar algum dos seus por falta de algum órgão! Pois, na minha igreja tem um membro que perdeu as pernas quando salvou 2 crianças de um incêndio e outra pessoa que doou órgão! E além do mais! todos os órgãos, assim como o corpo ira apodrecer!

Natanael

Pensar que ao morrer nossos órgãos tenham que estar todos juntos para poder ser ressuscitado, é limitar o poder de Deus, e desfazer-se de seus atributos exclusivos, é esquecer que Ele criou tudo pelo poder de sua palavra, e que só Ele tem poder de trazer a existência o que ainda não havia. Use sua Fé! Hebreus 11:1

Ailton Silva Junior

Esse artigo é bom pra esclarecer acerca da doação de órgãos, também tinha dúvida enquanto a isso! Esse artigo também serve de alerta para nos cristãos,ficarmos atento para a volta de nosso Senhor Jesus, aqueles que decidem se entregar e obedecer a Jesus Cristo,ressuscitaram em um corpo incorruptível sem mancha sem defeito,um corpo glorificado. Em nome do nosso Sonher Jesus Cristo nós vamos ressuscitar em um corpo transformado e glorioso.

josafá Maia

Ser cristão é parecer-se com Cristo, e parecer-se com Cristo é imitá-lo (1 Jo 2.6), e imitá-lo é ser capaz de doar-se como Ele se doou por nós. As cartas de Paulo estão eivadas de exemplos de doação e de despreendimento. Declarar-se não doador de órgão sobre o pretexto de manter o corpo intacto para que ele suba aos céus sem defeitos, é invocar os costumes de povos antigos, que criam em falsos deuses, que enteravam consigo os seus tesouros e criados para que em outra vida pudesse

Alan Neander

Nas epístolas Paulinas existem vários ensinos, num total de 13 livros escritos por Paulo.Sendo que, as cartas, estão direcionadas à uma pessoa.E as epístolas, à um grupo de cristãos.Fragmentos da reflexão mencionadas no texto acima de 1cor.e1Ts, são conotadas como epístolas missionárias, exceto o fragmento de Atos que foi escrita por Lucas. O escritor aos Hebreus relata que há somente uma vida e logo após o Juízo(Hb9:27). O corpo será glorificado; a doação é licita.Quem crê em

Rogerio

O maravilhoso acerca da ressurreição dos mortos é que teremos um corpo glorificado, ou seja, um corpo sem as imperfeições físicas ou espirituais desta terra. Defender que a doação de órgãos é incompatível com a ressurreição é demonstrar falta de conhecimento bíblico, pois o novo corpo não terá as necessidades que o terreno tem. No caso de morte encefálica de um crente deve-se aguardar a morte física para depois realizar a doação porque Deus pode reverter qq situação.

SIMONE VIANA SANTOS

Quando morremos o corpo vai para sepultura, a alma e o espírito vão instantaneamente estar com o Senhor Jesus, para aguardar a ressurreição do corpo quando estarão unidos com o Senhor na eternidade. O Senhor nos ensina justamente o desprendimento para com a vida (e corpo), quando Ele próprio doou a vida para nós salvar. A vida não se limita apenas a este corpo, e a doação de órgãos é um ato de amor para que também seja salvo a vida do nosso semelhante.

MARCO AURELIO MARTINS NEV

Ótimo e esclarecedor artigo sobre doação de órgãos. Nos trás luz ao entendimento e me faz recordar Tiago 4.17: "Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado.". Mais uma vez podemos ver que o povo erra por não conhecer as escrituras e nem o poder de Deus. Obrigado pelo esclarecimento pastor.

ORLANDO LIMA SANTOS

Parabéns pastor! Como é de conhecimento de todos, na ressurreição teremos nossos corpos transformados de corpo corruptível para corpo incorruptível, portanto o maior e incontestável gesto de amor e doação imensurável em favor do ser humano é o exemplo de Cristo que de forma voluntária entregou sua vida por todos nós, pecadores.

Lucimeire Lopes Gonçalve

Certa feita, durante um sermão o pregador disse que no arrebatamento haveria orgãos atravessando o espaço em busca de seus donos. Esta explanação demonstra que a afirmação do pregador não tem cabimento, pois não precisaremos de orgãos num corpo incorruptível, glorificado, que não se cansa, não senri tristesza e nem dor ( Rm 8.11). De acordo com a Declaração de Fé da AD, a ressureição de Jesus é a garantia de que seremos ressucitados ( l Ts 4.14 ).

Lucimeire Lopes Gonçalve

Não precisaremos de orgãos humanos pois , esse corpo corruptível irá ressucitar num corpo incorruptível, corpo glorificado, que não se cansa, não sente tristeza e nem dor ( Rm 8.11). De acordo com a nossa Declaração de Fé, a ressureição de Jesus é a garantia de que seremos ressucitados( I Ts 4.14)

Erivelton Canedo

Excelente texto, realmente a doação de órgãos não nos impede da ressurreição e vai totalmente ao encontro com o amor pregado nos evangelhos. Assim, podemos doar sangue, doar e receber órgãos. Tudo isso é uma manifestação do amor de Cristo, que doou a si mesmo em nosso favor!

Carlos Júnior

A Paulo foi relevado detalhes acerca da volta de Cristo (o arrebatamento dos vivos precedido da ressurreição dos mortos). A falta de informações precisas acerca do corpo ressurreto tem dado margem a especulações e, no tocante à doação de órgãos, a uma postura de preconceito. Nosso Senhor ressuscitou com as marcas da crucificação (nas mãos e no lado) para representar o Cordeiro morto, como sacrifício eterno por nossos pecados.Mas, na ressurreição não há lugar para imperfeiçõe

Rodolfo Céspedes

É muito importante o que a Palavra nos revela através deste artigo escrito pelo Pr Douglas, uma vez que vem a confirmar que o nosso corpo físico só tem valor para esta vida, ou seja enquanto vivemos neste mundo temos que cuidar e preservar o templo do Espírito Santo, porém com a morte física não necessitaremos mais dele. Assim sendo, doar os órgão humanos para alguém que esteja necessitando é mais um ato de amor ou de no mínimo compaixão com o outro ser humano.

CARLA WILGES

Desde Gênesis fica claro que viemos do pó e ao pó retornaremos, mas o espírito que pertence ao Senhor, retornará a Ele, assim entendo que o corpo físico é um casulo para receber o Espírito e a Alma, e quando chegar o momento de morrer, o corpo físico será descartado, voltará ao pó. O que é do mundo fica no mundo, ou seja, o corpo físico, e o espírito, que é do Senhor, voltará a Ele. Então a doação é um ato de amor onde o que seria descartado se torna esperança de nova vida

EMANUEL OLIVEIRA

O corpo que vai ressuscitar será o corpo que foi sepultado,porém transformado em corpo espiritual. Se assim não fosse, não teria sentido falar-se em ressurreição. Ressuscitar é trazer à vida aquilo que morreu.Diz o apóstolo Paulo: “a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo em corrupção, ressuscitará em incorrupção.Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará com vigor. Semeia-se corpo animal, ressuscitará corpo espiritual(1 Co 15.4

EMANUEL OLIVEIRA

Parabéns Pr Douglas!Na ressurreição, não haverá qualquer problema quanto a ter ou não um determinado órgão. Há pessoas mutiladas, sem pernas e sem braços, sem olhos, mas que, ao ressuscitarem, terão corpo espiritual perfeito. “o Senhor Jesus Cristo,que transformará o nosso corpo abatido para ser conforme o seu corpo glorioso.”(Fp 3.20, 21). O corpo será “corpo glorioso” e “corpo espiritual” (1Co15.42,43), que não precisará de órgãos físicos.

Deixe seu comentário







Perfil

Douglas Baptista é pastor, líder da Assembleia de Deus de Missão do Distrito Federal, doutor em Teologia Sistemática, mestre em Teologia do Novo Testamento, pós-graduado em Docência do Ensino Superior e Bibliologia, e licenciado em Educação Religiosa e Filosofia; presidente da Sociedade Brasileira de Teologia Cristã Evangélica, do Conselho de Educação e Cultura da CGADB e da Ordem dos Capelães Evangélicos do Brasil; e segundo-vice-presidente da Convenção dos Ministros Evangélicos das ADs de Brasília e Goiás, além de diretor geral do Instituto Brasileiro de Teologia e Ciências Humanas.

COLUNISTAS