Colunistas

Pr. Douglas Baptista

Pr. Douglas Baptista

O uso correto dos dons espirituais

Seg, 16/04/2018 por

A Igreja Assembleia de Deus pauta sua liturgia nos textos paulinos. O apóstolo orienta os crentes a procurar “com zelo os melhores dons” (1Coríntios 12.31), e na concepção paulina os melhores dons são aqueles que mais edificam a Igreja (1Coríntios 14.5).

Assim, na liturgia assembleiana, aquele que tem o dom de “variedades de línguas” é exortado a orar para que possa interpretar (1Coríntios 14.13). Se não houver intérprete, deve ficar calado (1Coríntios 14.28), pois o que fala língua estranha sem interpretação não edifica a Igreja (1Coríntios 14.3) [1].

Ainda seguindo a orientação de Paulo, é preciso manter a ordem no falar línguas em voz alta durante o culto. Isso deve ser feito por dois ou no máximo três fiéis (1Coríntios 14.27-28). As orientacões também fazem referência ao uso do dom de profecia. O apóstolo considera como profecia a “fala aos homens para edificação, exortação e consolação” (1Coríntios 14.3). Por isso a preocupação com o uso desse dom: falem dois ou três profetas, e os outros julguem” (1Coríntios14.29).

A orientação é ouvir com atenção e atentar para ver se a profecia procede ou não de Deus. Em 1 Coríntios (1Coríntios 14.30) , o apóstolo permite que um profeta interrompa o outro, porquanto todos podem profetizar uns depois dos outros, pois os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas  (1Coríntios 14.32). Aqueles que não possuem esse autocontrole são considerados meninos de entendimento (1Coríntios 14.20).

Assim, de acordo com os escritos da Nova Aliança, a Assembleia de Deus considera que os dons espirituais estão disponíveis à Igreja e que o dom da profecia também é contemporânero, mas deve estar sujeito ao ensino autorizado das Escrituras, pois na Igreja primitiva não eram as profecias que mostravam a direção à Igreja, e sim o ensino contínuo da Palavra de Deus (1Timóteo 4.11; 6.2; 1Coríntios 4.17; 2Tessalonicenses 2.15).

Pense Nisso!

Douglas Roberto de Almeida Baptista

 

Fonte: BAPTISTA, Douglas Roberto de Almeida. História das Assembleias de Deus: o grande movimento pentecostal do Brasil. Curitiba: Intersaberes, 2017. p. 254, 255.

 _________________

[1] A Assembleia de Deus no Brasil tem uma interpretação que difere o “falar línguas estranhas” como evidência inicial do batismo no Espírito Santo do dom espiritual “variedades de línguas”. Este último dom obedece à orientação paulina e requer interpretação para a edificação da Igreja, porém o “falar línguas estranhas” como batismo ou renovação no Espírito Santo é compreendido como o agir de Deus que visa à edificação pessoal do crente, e nesse caso não se requer interpretação nem mesmo repreensão (HORTON, Stanley. Teologia Sistemática Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 1996, p. 476).

28 comentários

Thiago Oliveira

A igreja Brasileira tem causado muito escândalo pq tem lhe faltado sabedoria. As pessoas usam os dons para se promover e não para edificação do corpo de Cristo. " Agora, pois, permanece a fé, a esperança e o amor, estes três; mas o maior destes é o amor (1Co 13:13).

Ana Claudia Silva dos San

Os dons servem para edificação da igreja, sendo assim devem ser usados com responsabilidade, discernimento tendo por base a Palavra de Deus.Infelizmente muitos tem deturpado a palavra ao invés de usarem para edificar o fazem para benefício próprio,com profecias cheias de partidarismo/bajulações colocando em descrédito a Igreja,ainda tem aqueles que no afã de se exibirem terminam por causar desordem no culto.Mas aqueles que tem sabedoria e fazem jus aos dons concedidos os usem com discer

Rogerio

Que os dons espirituais são contemporâneos não há dúvidas e vejo que de muita importância em uma igreja, pois eles edificam, exortam e consolam. Infelizmente temos visto muita meninice ou falta temor quanto ao seu uso correto, mas não podemos ignorar que ainda temos homens de Deus que tem buscado o Senhor e que tem usado os dons espirituais com reverência e respeito a Deus e quando isto acontece temos uma igreja robustecida e madura espiritualmente.

Denise Rodrigues de Amori

Mais uma vez um excelente artigo. Muito esclarecedor quanto ao uso dos Dons Espirituais, pois hoje em dia infelizmente, vemos muita meninice em muitas igrejas. Onde pessoas acham que para se espiritual, é necessário muito barulho e que o espiritual tem que ter dons. Enquanto a palavra do Senhor nos diz que devemos crescer no conhecimento da palavra, pois essa sim é que liberta. Os dons são necessários para edificação, mas deve haver ordem para não escandalizar os não crentes que visi

MARCO AURELIO MARTINS NEV

O correto uso dos dons precisa ser implantado nas igrejas. O que tem acontecido é a mercantilização dos dons espirituais. Temos visto hoje na maioria das igrejas um grande estímulo ao ponto de "forçar a barra" para o falar em línguas, e o mais grave, todos de uma vez. A respeito do dom de línguas tenho uma dúvida: o batizado com Espírito Santo obrigatoriamente deve falar em línguas ou nem todos têm esse dom?

Priscila Chagas Verçosa

Os Dons Espirituais são muito valorizados em nossa igreja, especialmente o Falar em Línguas (variedade) e a Profecia. Por conta disso, vemos em muitos cultos uma verdadeira desordem e cacofonia, onde ninguém é edificado e não há sentido algum para quem não conhece. Isso acontece por não observarem as Escrituras. A Igreja do Senhor não pode se deixar levar pela emoção e abandonar, ou desprezar, as Escrituras, a fim de que o nome do Senhor não seja blasfemado! Observemos mais 1 Corín

LUCIMEIRE LOPES G. RODRIG

ARTIGO MUITO ESCLARECEDOR, POIS É COMUM PRESENCIARMOS NA IGREJA VÁRIOS TIPOS DE PROFECIAS, QUE SÓ TRAZEM CONFUSÃO. ALÉM DISSO MUITOS NÃO SABEM DISCERNIR OS DONS ESPIRITUAIS DOS MINISTERIAIS, ACHANDO QUE OS DONS ESPIRITUAIS CAPACITAM AS PESSOAS A SEREM CONSAGRADAS A OBREIROS E LÍDERES. POR ISSO, PRECISAMOS TER O DISCERNIMENTO, BUSCAR CONSTANTEMENTE A VONTADE DIVINA, INCLUSIVE ACERCA DOS DONS ESPIRITUAIS, CONTRIBUINDO PARA A EDIFICAÇÃO DA IGREJA E PARA A GLÓRIA DE DEUS.

Emanuel Oliveira

Parabéns Pr Douglas pela postagem!Nos dias atuais podemos ver cada vez mais a banalização dos dons espirituais.Observamos exageros, criancices, profecias entregues por dinheiro e outros heresias. Paulo a respeito dos dons espirituais ensina que não são para elitizar o crente, mas para Edificação da Igreja(1Co 14.12),para que possa ser abençoada, exortada e consolada.Que o Senhor nos conceda discernimento e amor para buscar e usar os dons espirituais como despenseiros da Graça Divina.(1P

robson nóbrega medeiros

parabéns pela bela colocação pastor Douglas na realidade o culto falso não esta aliado ao programa de DEUS...seja bonito seu fruto como caín dando inicio a religião para a sociedade. Porque o batismo com o ESPÍRITO SANTO e sem sensação mais uma Fé genuína aliada com a escritura da PALAVRA DE DEUS...

robson nóbrega medeiros

parabéns pastor Douglas foi bem feliz em sua colocação , porque o culto Falso ou irracional não está ALIADO AO PROGRAMA DE DEUS " mesmo que seja bonito adornado como o fruto "caimita" que deu inicio a religião e o "anjo belo" onde uma insuflação de demonios escondido com influencia religiosas de fruto do pecado a "incredulidade". Porque o Selo de DEUS somos nós em ter o ESPIRITO SANTO morando em nossos corações resplandecendo a LUZ do mundo que e seu filho JESUS o SALVADOR .

robson nóbrega medeiros

parabéns pastor Douglas foi bem feliz em sua colocação , porque o culto Falso ou irracional não está ALIADO AO PROGRAMA DE DEUS " mesmo que seja bonito adornado como o fruto "caimita" que deu inicio a religião e o "anjo belo" onde uma insuflação de demonios escondido com influencia religiosas de fruto do pecado a "incredulidade". Porque o Selo de DEUS somos nós em ter o ESPIRITO SANTO morando em nossos corações resplandecendo a LUZ do mundo que e seu filho JESUS o SALVADOR .

Simone Viana

Excelente artigo. Os dons espirituais são recursos concedidos por Deus para Igreja. Sempre devemos estar atentos para que não sejamos enganados por falsas profecias. Devemos ter a convicção que os propósitos dos dons são para edificação, união e fortalecimento da Igreja de Cristo.

Josafá Maia

A cerca do assunto, estou convicto de que os dons espirituais estão disponíveis, são atuais na igreja e somos exortados a buscá-los “procurai com zelo os melhores dons” (1 Co 12:31), cuja manifestação e dada a cada um pelo que for útil (1Co 12.7), mas com o objetivo de edificação da igreja” (1 Co 14:12). Paulo também faz um alerta sobre a ordem no culto, como bem ressalta o Pr Douglas no texto acima. Parabéns Pr Douglas por mais um excelso texto.

ORLANDO LIMA SANTOS

Os dons espirituais estão em vigor hoje também na Igreja, para serem usados com sabedoria e decência, principalmente aqueles que são notadamente verbais. Tudo deve ser feito para a edificação no Senhor (1 Co 14.1-25). Os dons espirituais são dádivas dadas por Deus a sua Igreja e devem ser praticado de forma controlada, apropriada e ordenada. Com relação à profecia, não devemos aceitar as palavras de qualquer pessoa sem um cuidadoso discernimento e o conhecimento pessoal da Palavra de

Audrey Anne

Com este artigo podemos perceber que nós somos falhos na casa do Senhor, pois apenas falando em línguas não edificaríamos ninguém se não a nós mesmos e como o dom de línguas é dado para a edificação e exortação da igreja, como citado, estaríamos usando este dom de forma vã se não ouvesse quem interpretasse para a igreja. Entretanto, o batismo no Espírito Santo e a renovação espiritual não requer interpretação alguma. Além de tudo precisamos de dirscenimento espiritual para

LUCAS MENDES SANTIAGO

É uma reflexão muito importante para os pentecostais, que devem ter o devido cuida e reverência à Palavra de Deus ao fazer uso dos dons espirituais, para que verdadeiramente a Igreja do Senhor seja edificada. Parabéns Pr. Douglas por mais este excelente artigo.

Edvaldo Junior

Em Mateus 16:18, a pessoa de nosso Senhor Jesus diz a Pedro, que sobre a rocha edificaria a igreja, e as portas do Hades não prevalecerão contra ela. Essa é a primeira vez que a palavra igreja aparece no Novo Testamento, onde há uma nova aliança, uma nova dispensação. Devemos ser zelosos pelos melhores dons, deleita-mos nos melhores dons. A forma mais excelente de se ter os melhores dons é o amor. A vida é o elemento de Deus e o amor é Sua expressão como vida. Por isso, Deus é amor

Ailton Silva Junior

Muito bom esse artigo Pr Douglas Baptista ! Estamos vivendo dias difíceis, que em nosso meio vive-se de forma que não damos a devida importância as coisas de Deus. Vive-se de uma forma banalizada dentro de nossas igrejas, esse artigo serve para nos alertar que as coisas de Deus é feita com ordem e decência. Acreditamos sim que ainda haja batismo no Espírito Santo ainda há renovação do Espírito Santo e dons de línguas, mas tudo tem seu tempo e ordem.

Emanuel Oliveira

Parabéns Pr Douglas pela postagem!Nos dias atuais podemos ver cada vez mais a banalização dos dons espirituais.Observamos exageros, criancices, profecias entregues por dinheiro e outros coisas. Paulo a respeito dos dons espirituais ensina que não são para elitizar o crente, mas para Edificação da Igreja (1Co 14.12), para que seja abençoada, exortada e consolada. Que o Senhor nos conceda discernimento e amor para buscar e usar os dons espirituais como despenseiros da Graça Divina.(1Pe4.1

RUBENS

Em tempos de meninices e emocionalismo exagerado dentro dos templos, faz-se necessário a leitura e consequentemente reflexão da coluna escrita pelo Pastor Douglas. Vivemos tempos difíceis, pessoas falando em línguas ao bel prazer sem nenhum revestimento e direção espiritual. Parabéns Dr, Douglas, pela orientação a respeito do assunto.

CARLOS JUNIOR

Cremos na atualidade da manifestação dos dons espirituais. A busca do equilíbrio na manifestação deles, notadamente os dons de elocução ou verbais, é realçada nas Escrituras, em especial nas Cartas Paulinas. Se por um lado, não se deve extinguir o Espírito (1 Ts 5.19), por outro, recomenda-se fazer tudo para edificação (1 Co 14.26). Além disso, a manifestação do dom de profecia, no novo pacto, não tem conotação diretiva, tal como ocorria na Antiga Aliança.

Rodolfo Céspedes

Percebe-se que os dons Espirituais continuam sendo disponíveis para todos os verdadeiros cristão que buscam com zelo conforme a Bíblia, assim também, ela nos monstra os cuidados que devemos observar no uso de cada dom. O artigo aqui trazido pelo Pr Douglas Baptista sintetiza muito bem o que as Sagradas Escrituras nos ensina e nos adverte a cerca principalmente dos dons de variedades de línguas e de profecias.

Carla Wilges

Em tudo que foi visto no artigo uma coisa fica clara, o autocontrole que a Bíblia nos exorta para que seja usado. Os dons não estão disponíveis para exaltar alguns, O Senhor dá os dons conforme a Sua Soberana vontade, e usa cada indivíduo segundo Seus propósitos. Por isso Paulo destaca a importância de que sejam usados para edificação da igreja e não do individuo, a preocupação do apóstolo com a maturidade espiritual, o constante aprendizado e a importância de lideres capacitad

Alan Neander

Os dons espirituais são ocasionais,ou seja devem ser externados através das circunstâncias em que o cristão estiver envolvido e aplica-lo da melhor forma, através do conhecimento, sabedoria e discernimento de espíritos. O dom de línguas é de maior proveito para edificação própria, porém não proibida, no entanto o dom de profetizar é mais relevante, pois muitos serão beneficiados. A fé vem pelo ouvir, e pelo ouvir a palavra de Deus(Rom10.17). A fé é um dom e significa confianç

Jefferson Brito de Souza

Concordo com o pastor Douglas, os dons espirituais estão a disposição dos crentes contemporâneos, Pedro afirmou que estes dons são para todos o que o Senhor nosso Deus chamar, At 2.39 e Jl 2. 28, 29. E devemos zelar para que a Igreja cumpra a vontade de Deus utilizando os dons conforme Paulo exortou.

BENEDITO ROGÉRIO DA S. R

COMO JÁ É DE PRAXE, MAIS UMA EXCELENTE EXPLANAÇÃO TEOLÓGICA. CHAMA A ATENÇÃO A ORIENTAÇÃO DO APÓSTOLO PAULO, DIZENDO QUE OS DONS MAIS APROPRIADOS, SÃO OS QUE EDIFICAM A IGREJA. SEGUNDO O DICIONÁRIO, UM DOS SIGNIFICADOS DE EDIFICAR É: “INDUZIR AO BEM E À VIRTUDE”. VÊ-SE QUE DEUS CONCEDE OS DONS ESPIRITUAIS AOS SEUS SERVOS, PARA BÊNÇÃO E CRESCIMENTO ESPIRITUAL DO CORPO DE CRISTO E QUE, UM VIVER PAUTADO NA PALAVRA DE DEUS É O QUE NOS GARANTE A SALVAÇÃO. “2018: ANO DE VIGI

Antônio José de Sousa D

Excelente reflexão pastor Douglas, porque muitos crentes, não entendem o que é falar em línguas estranhas e alguns que falam não sabe o limite, portanto foi oportuno esse artigo. Parabéns.

Rubilar

Vivemos tempos trabalhosos onde muitas pessoas estão a seu Bel prazer, fazendo suas próprias interpretações e por esse fato ha no meio evangélico muitos confundindo ação do Espírito Santo, com emocionalismo e falsas revelações. Por esse fato somos gratos a Deus por sua vida vida Pr Douglas . Esse texto que o Senhor nos brinda atraves de sua vida é muito necessário e atual, pois temos que estar atentos a anátema. Deus lhe abençoe.

Deixe seu comentário







Perfil

Douglas Baptista é pastor, líder da Assembleia de Deus de Missão do Distrito Federal, doutor em Teologia Sistemática, mestre em Teologia do Novo Testamento, pós-graduado em Docência do Ensino Superior e Bibliologia, e licenciado em Educação Religiosa e Filosofia; presidente da Sociedade Brasileira de Teologia Cristã Evangélica, do Conselho de Educação e Cultura da CGADB e da Ordem dos Capelães Evangélicos do Brasil; e segundo-vice-presidente da Convenção dos Ministros Evangélicos das ADs de Brasília e Goiás, além de diretor geral do Instituto Brasileiro de Teologia e Ciências Humanas.

COLUNISTAS