Colunistas

Pr. Douglas Baptista

Pr. Douglas Baptista

O retorno de Cristo e o reino milenar

Ter, 22/08/2017 por

1. O retorno de Cristo está sobejamente registrado nas Escrituras. No entanto, os intérpretes discordam entre si acerca das doutrinas do “quiliasmo” – uma expressão grega que designa “mil” e que se refere ao Milênio. A discussão gira em torno do tempo da vinda de Cristo para instalar o reino milenar. Atualmente existem quatro escolas diferentes para abordagem da segunda vinda de Cristo em relação ao milênio.

1.1. Posição não-literal. Esta escola nega que haverá um retorno literal. Para eles, Cristo não retornará corporalmente ou visível. Ensinam que o segundo advento aconteceu com a destruição de Jerusalém, ou no dia do Pentecostes, ou ainda, na morte ou conversão do crente.

1.2. Posição Pós-milenarista. Para esta escola, o retorno de Cristo será literal, mas acontecerá somente após o milênio na terra. Seus adeptos ensinam que o mundo todo será alcançado e se converterá pela pregação do Evangelho antes da segunda vinda de Cristo a terra.

1.3. Posição amilenarista. Esta escola nega que haverá um reino milenar literal na terra. Para eles, Satanás já foi aprisionado na primeira vez que Cristo veio. Ensinam que na presente era, entre a primeira e a segunda vinda de Cristo, as profecias acerca do milênio já estão espiritualmente sendo cumpridas.

1.4. Posição Pré-milenarista. Para esta escola, o retorno de Cristo será literal e corporalmente, e, acontecerá antes do início do milênio na terra. Os que professam esta posição acreditam que após o retorno de Cristo, será instituído a era milenar e Cristo literalmente reinará na terra por mil anos.

         2. Acerca destas posições convém esclarecer que a posição não-literal coloca em descrédito as inúmeras profecias que anunciam uma segunda vinda de Cristo. A posição pré-milenarista está presente nos escritos apostólicos do Novo Testamento. Dos chamados pais da Igreja, Clemente de Roma (40-100 d.C), Inácio, bispo de Antioquia (50-115 d.C), Policarpo, bispo de Esmirna (70 e 167 d.C); Justino Mártir (100-165 d.C), Ireneu (130-202 d.C) e Tertuliano (160-220 d.C) dentre outros eram pré-milenaristas. Porém a escola pré-milenarista passou a ser contestada a partir do III século, tendo Orígenes (185 – 254 d.C) como seu principal expoente, pois o sentido literal das Escrituras passou a ser substituído pela alegorização em busca de um suposto sentido secreto. Em seguida Agostinho de Hipona (354-430 d.C) começou a ensinar o amilenarismo, defendendo que o milênio ocorreria no período entre os dois adventos. Esta posição perdurour até a Reforma Protestante. No período pós-reforma ressurgiu a posição pré-amilenarista, sendo contestada com o surgimento do pós-milenarismo que exerceu grande influência até fins da 2ª Guerra Mundial (1945), e que praticamente tem desaparecido dos atuais debates teológicos. Em nossa época temos visto o ressurgimento do amilenarismo, mas, também e ainda em maior escala o ressurgimento do pré-milenarismo da Igreja primitiva:

Desse modo, a pesquisa histórica revela que a interpretação pré-milenarista, unanimemente defendida pela Igreja primitiva, foi suplantada mediante a influência do método de alegorização de Orígenes e pelo amilenarismo agostiniano, que se tornou o ponto de vista da igreja romana e continuou a dominar até a Reforma Protestante, por ocasião da qual o retorno ao método literal de interpretação restaurou a interpretação pré-milenarista. Essa interpretação foi desafiada pelo surgimento do pós-milenarismo, que começou a tomar forma... e, continuou até seu declínio após a Segunda Guerra Mundial. Esse declínio promoveu a ascensão do amilenarismo, que agora compete com o pré-milenarismo como método de interpretação da questão quiliástica. (Pentecost, 1998, p. 403).

        3. O posicionamento da teologia pentecostal adotada pelas Assembleias de Deus no Brasil segue o método de interpretação literal conforme a fé praticada na Igreja primitiva. Nossa Declaração de Fé ratifica a posição pré-milenarista:

O Milênio é o Reino de Cristo com duração de mil anos que terá início por ocasião da vinda de Cristo em glória com os seus santos. Todos os que estiverem vivos na terra após esses acontecimentos serão submetidos ao governo de Jesus Cristo. Nesse período, Satanás estará aprisionado no abismo. Isso significa que a sua ação destruidora na terra será neutralizada e, assim, será iniciada uma nova ordem. (SOARES, 2017, p. 189).

             4. Esta postura da teologia pentecostal professa que o retorno de Cristo se dará em duas fazes distintas e está em consonância como artigo de fé número 13 do credo menor assembleiano, que afirma: “Cremos na segunda vinda de Cristo, em duas fases distintas: a primeira — invisível ao mundo, para arrebatar a sua Igreja antes da Grande Tribulação; a segunda — visível e corporal, com a sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos (1 Ts 4.16, 17; 1 Co 15.51-54; Ap 20.4; Zc 14.5; Jd 1.14)”.

 

Pense nisso!

Douglas Roberto de Almeida Baptista

 

 

Referências Bibliográficas

SOARES, Esequias (Org). Declaração de Fé a das Assembleias de Deus. Rio: CPAD, 2017.

PENTECOST, J. Dwight. Manual de Escatologia. São Paul: Editora Vida. 1964.

31 comentários

Alan Neander

Ensino biblico genuíno dasescrituras sagradas trará uma significativa mudança no quadro da eclesia Brasileira.Das quatro escolas apresentadas, a mais coerente é a pré milenarista, pois a escola amilenarista nega que haverá um reino milenar literal na terra, ja os pós-milenarista crem que o retorno de Cristo será literal e que todos serão alcançados pela pregação da palavra, que não condiz c às escrituras. O não-literal acredita q Cristo não virá visivelmente e q o segundo adven

Jessica Silva

O assunto do presente artigo é de muitíssima importância para os dias que estamos vivendo, aborda sobre a segunda vinda de Cristo e o reino milenar nos trás informações para esclarecer as dúvidas existentes de uma forma fácil e lúcida sobre tal abordagem. Parabenizo o senhor Pr. Douglas pelo artigo elucidativo que nos escreveu.

Audrey Anne Costa Manino

CONTINUAÇÃO. Enquanto estivermos recebendo o nosso galardão no céu e desfrutando das Bodas do Cordeiro, o mundo passará pela grande tribulação. Que a igreja não passará. Após esse período, dos 7 anos, Cristo voltará com sua igreja (aqui todo olho humano verá), e reinará na Terra pelo período de mil anos (literalmente). Diz a Bíblia Sagrada que os salvos reinarão com Cristo em Jerusalém. Após esse evento escatológico, viveremos eternamente na Nova Jerusalém.

Audrey Anne Costa Manino

Parabéns Pr Douglas. A segunda vinda de Cristo é evidente e esperada. Assim como explicado pelo senhor, a interpretação a respeito da segunda vinda, da tribulação e do milênio é tema de bastante controvérsia na história eclesiástica. Porém, uma hermenêutica sadia e honesta nos leva a crer (e assim cremos) que a segunda vinda de Cristo será em dois aspectos, o primeiro visível somente aos crentes salvos e após 7 anos visíveis a todo olho humano.

Ana Claudia Silva dos San

Excelente abordagem Pastor Douglas, confesso que até alguns dias eu desconhecia alguns dos posicionamentos citados, sendo que sempre fui ensinada com base nas Sagradas Escrituras a respeito do Arrebatamento da igreja e do Reino Milenar de Cristo instituído na terra, ou seja a segunda vinda de Jesus acontecerá em duas fases distintas:Invisível e Visível. Me alegro muito com o posicionamento da Assembléia de Deus, pois, se formos fies no pouco sobre o muito o Senhor nos colocará. Deus abe

Ana Claudia Souza Santos

Artigo esclarecedor, Pr. Douglas! É um caminho perigoso, compreender as escrituras a partir de um olhar voltado para a alegoria. Creio, assim como a igreja primitiva e conforme o credo das Assembleias de Deus, num método de interpretação literal. A 2ª vinda de Cristo se dará em 2 fases, sendo a primeira invisível ao mundo onde buscará sua igreja e a segunda quando virá corporalmente e estabelecerá seu reinado na terra durante mil anos. Estando de acordo, portanto, com a posição Pré-

Claudia Maria de Souza

Parabéns pelo artigo, Pr. Douglas Baptista! Apesar de não haver consenso entre os teólogos acerca do retorno de Cristo, creio que não há como considerarmos as posições que desacreditam de uma literalidade, uma vez que, assim como já mencionado no artigo, estariam colocando em descredito as diversas profecias que anunciam a segunda vinda de Cristo. Fico então, com a corrente Pré-milenista, que também é tida como posicionamento da igreja primitiva e é adotada pelas Assembleias de Deus

Claudia Maria de Souza

Parabéns pelo artigo, Pr. Douglas Baptista! Apesar de não haver consenso entre os teólogos acerca do retorno de Cristo, creio que não há como considerarmos as posições que desacreditam de uma literalidade, uma vez que, assim como já mencionado no artigo, estariam colocando em descredito as diversas profecias que anunciam a segunda vinda de Cristo. Fico então, com a corrente Pré-milenista, que também é tida como posicionamento da igreja primitiva e é adotada pelas Assembleias de Deus

CARLA LETICIA WILGES BOEN

Acredito que a posição pré-milenarista é a correta, pois as Escrituras descrevem os acontecimentos de forma a não deixar dúvidas de que Cristo virá inaugurar o Milênio futurista e literal. Essa visão foi compartilhada nos livros de Pedro, Paulo, Tiago e João no Novo Testamento e foi defendida pelos Pais da Igreja Clemente de Roma, Inácio, Justino Mártir, Policarpo (discípulo de João), Irineu e Tertuliano. Esse pensamento só perdeu forças com Orígenes(185-254) e voltou com a Refo

Simone viana

Parabéns pastor Douglas pelo exexcelente artigo. A bíblia é a verdadade sobre a palavra de Deus e devemos crer plenamente no que está escrito sobre a volta do Senhor Jesus Cristo. A posição do pré milenarismo e da literalidade ao milênio e realmente aquela que está em concordância com a palavra de Deus O Crente fiel e que crê nas escrituras sagradas deve estar preparado para a volta do Senhor.

joao carlos costa

Muito bem explicado , o qual é um assunto de suma importância para todos os que esperam esse grande evento da igreja que é o arrebatamento.

Orlando Lima Santos

Parabéns Pr. Douglas! Assim como cremos no arrebatamento da igreja de Cristo (1 Ts 4.17), a sua vinda em glória depois da Grande tribulação e visível aos olhos humanos (Ap 1.7). É de grande importância o entendimento quanto a posição pré-milenarista, seguindo o método de interpretação literal segundo a Declaração de fé ratifica esse entendimento conforme a fé praticada na igreja primitiva.

Ailton Silva Junior

Muito bom o artigo Pr Douglas Baptista, acredito que a volta de Cristo será literal, corporalmente e antes do milênio. e aqueles que perseveram na fé e na doutrina de cristo reinaram com cristo.

robson nobrega medeiros

Na realidade o Pastor Douglas foi muito Feliz em Relação a Volta de JESUS CRISTO , sabemos que o MESTRE vem arrebatar sua igreja que será antes da tribulação e após voltará para reinar mil anos

MARCO AURELIO MARTINS NEV

Excelente texto que trás esclarecimentos de uma forma concisa e simples de entender sobre um assunto tão complexo. É difícil entender doutrinas que, ao invés de aceitar a literalidade da palavra, busca sentido oculto arriscando-se a cometer heresias, como temos visto em tantas outras discussões teologicas. Obrigado pelos esclarecimentos pastor Douglas. Esse assunto era de difícil entendimento pra mim. O artigo abriu as portas para me aprofundar e entender mais o assunto.

Priscila Chagas Verçosa

Continuação 2. Louvo a Deus pelo posicionamento das Assembleias de Deus - a posição Pré-milenista (ou pré-mineralista), que está de acordo coma interpretação dos apóstolos Pedro, Paulo Tiago e João, como também dos pais da Igreja: Clemente de Roma, Justino de Martir, Policarpo (discípulo de João), Irineu, Tertuliano: Cristo virá uma segunda vez, de duas formas distintas (uma invisível e outra visível) e inaugurará o Reino Milenial na Terra.

Priscila Chagas Verçosa

1.Excelente artigo, Pr Douglas! Como o senhor mesmo disse, não é uma matéria de concordância entre os teólogos, mas, pelo menos, o segundo advento é aceito até no meio católico. O problema está na interpretação bíblica acerca do tema. Sobre as escolas de interpretação apresentadas a minha preocupação é com aqueles que querem alegorizar e espiritualizar aquilo que é claramente literal ou negar a existência de algo que é claro nas escrituras, como a segunda vinda de Cristo e o

Everaldo Escobar

Excelente abordagem sobre o assunto Pastor Douglas, não podemos esquecer da promessa da sua vinda, quando Jesus era elevado as alturas e dois varões vestidos de branco falaram e lhes disseram: "Varões Galileu, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu viste ir.”(At 1.11). Desta maneira cremos na vinda de Cristo para instalar o governo milênial sobre a terra, o diabo nosso será preso por mil anos e Cristo

Everaldo Escobar

Excelente abordagem sobre o assunto Pastor Douglas, não podemos esquecer da promessa da sua vinda, quando Jesus era elevado as alturas e dois varões vestidos de branco falaram e lhes disseram: "Varões Galileu, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu viste ir.”(At 1.11). Desta maneira cremos na vinda de Cristo para instalar o governo milênial sobre a terra, o diabo nosso será preso por mil anos e Cristo

Luan Pirajá

Muito bom o artigo apresentado pelo Pr Dr Douglas. realmente o amilenarismo e o Pre-milenarismo são as duas correntes mais fortes atualmente, mas devemos pensar modo literal como a Bíblia descreve. Até porque a Bíblia não é um livro alegorizado e sim a verdadeira, infalível, imutável e inerrante Palavra de Deus, portanto, devemos seguir como forme está escrito, literalmente. Há um Livro publicado pela CPAD do autor N. Lawrence Olson que explica exatamente esta corrente descrita pelo P

LUCIMEIRE LOPES G. RODRIG

MUITO BOM O ESCLARECIMENTO DO PR. DOUGLAS ACERCA DO ARREBATAMENTO. QUANDO FAZEMOS A LEITURA DOS TEXTOS BÍBLICOS CORRELATOS AO ASSUNTO E POSSÍVEL INFERIR QUE JESUS VOLTARÁ ANTES DA GRANDE TRIBULAÇÃO E APÓS A MESMA, REINARÁ PESSOALMENTE NA TERRA POR UM PERÍODO DE MIL ANOS. RESTA AO CRENTE ESTAR PREPARADO PARA A VOLTA DO SENHOR, POIS QUANDO “A TROMBETA DE DEUS” SOAR NÃO HAVERÁ MAIS TEMPO PARA ISSO.

BENEDITO ROGÉRIO DA S. R

AO CRER NA LITERALIDADE BÍBLICA, CONCORDO COM A FUNDAMENTAÇÃO DO PR. DOUGLAS. CREIO NO ARREBATAMENTO ANTERIOR A TRIBULAÇÃO E AO MILÊNIO. CITO APENAS DOIS PRESSUPOSTOS: [...] EU TE GUARDAREI DA HORA DA TENTAÇÃO QUE HÁ DE VIR SOBRE TODO O MUNDO, [...]. (Ap 3.10); E [...] E ALI O ENCERROU, E PÔS SELO SOBRE ELE, PARA QUE MAIS NÃO ENGANE AS NAÇÕES, ATÉ QUE OS MIL ANOS SE ACABEM. [...] E NÃO RECEBERAM O SINAL NA TESTA NEM NA MÃO; E VIVERAM E REINARAM COM CRISTO DURANTE MIL ANOS. (AP 2

Pr Marcelo

Parte 1: Muito bom artigo, apresentando sólidos argumentos a favor do pré-milenarismo e da literalidade co Milênio. Cumpre ressaltar ainda que a existência e a literalidade dos milênio são atestadas por inúmeros textos da Bíblia que garantem que Cristo e a sua Igreja reinarão fisicamente aqui na Terra, tais como At 1.6,7; Ef 1.10; 1 Co 6.2; Sl 96.9,10; Ez 37.24,25; Dn 7.13,14,27; Lc 1.31-33; Sl 72.7-11; etc. (continua...)

Pr Marcelo

Parte 2: Em relação ao início do milênio, o bom leitor da Bíblia também não fica sem resposta. O relato presente em Ap 19.11-21; 20.1-6, descreve uma sequência de eventos que traz o milênio após o Armagedom. Além disso, Dn 9.24 deixa claro que o auge espiritual e geopolítico de Israel terá início no final da septuagésima semana, que coincide com o final da Grande Tribulação.

Valmar Queiroz

Aprendi bastante com este texto. Ele retrata em uma linha do tempo as formas de exposição a respeito do retorno do Senhor Jesus Cristo. Sobre este assunto, para não fugirmos da ortodoxia bíblica, é importante entendermos que o reino milenar não virá através de esforços humanos. Basta lembrarmos da interpretação do sonho de Nabucodonosor feita por Daniel (Dn 2. 34). Além disso, o retorno de Cristo também está relacionado com o livramento da destruição da nação de Israel (Zc 14.

Rodolfo Céspedes

Parabéns Pr Douglas por mais esse artigo que venho a corroborar com tudo aquilo que temos aprendido nas aulas de teologia dentro da matéria Escatologia, assim, posso reafirmar que a Posição Pré-milenarista realmente é aquela que está em acordo com a palavra de Deus, pois entende que a segunda vinda de cristo acontecerá literalmente, bem como os mil anos de reinado de Cristo aqui na terra conforme está escrito na Bíblia. J

ROGERIO EXPEDITO DA SILVA

Concordo com a posição pré-milenarista, aliás é a que tem mais coesão na Bíblia. Em Mt 24, Mc 13 e Lc 21 inicia-se o Sermão Profético de Jesus, onde Ele narra tudo o que irá acontecer no futuro com a igreja, que vai passar pelo princípio das dores, até ser arrebatada por Cristo para glória. A partir daí inicia-se a Grande Tribulação aqui na terra e, ao mesmo tempo, a igreja remida estará celebrando as Bodas do Cordeiro. 7 anos depois Cristo vem mais uma vez, prende satanás

EMANUEL OLIVEIRA JUNIOR

Colocação perfeita Pr Douglas! Quando falamos em 2ª Vinda de Cristo, onde gira a discussão sobre o Arrebatamento, Grande Tribulação e Milênio, temos as mais variadas interpretações como Preteristas,Amilenista e etc... Mas não podemos nos basear em revelações figurativas, pois as escrituras amparam e corroboram para uma visão futurista e literal conforme 1Ts 5.6, Ap 3.10 e Dn 9.25. Dentro deste contexto o Advento e Milênio são literais. Visão esta defendida pelos pais da Igreja (I

LUCAS MENDES SANTIAGO

Parabéns Pr. Douglas por esse artigo tão esclarecedor. Partindo do pressuposto que a interpretação bíblica é literal, fica evidenciado que a posição Pré-milenarista é a mais coerente acerca das doutrinas do “quiliasmo”. De acordo com a exegese bíblica, diferente das parábolas, as profecias são textos literais. Sendo o retorno de Cristo uma profecia, não cabe nenhum tipo de interpretação do texto diferente da literal. Por isso, Cristo reinará na terra corporal e literalmente

CARLOS ARAUJO SILVA JUNIO

Muito elucidativo o posto, pastor Douglas. A corrente não-literal desprestigia a promessa encartada nos evangelhos, a qual constitui a esperança da igreja de Cristo. A pós-milenista fica enfraquecida com a derrocada moral do mundo e a apatia do avanço evangelístico hodierno. O amilenismo fomenta a espiritualização das passagens, em contraponto à hermenêutica bíblica que, de regra, requer interpretação literal do texto. A corrente pré-milenarista remonta aos anseios dos cristão pri

Antônio Barbosa Ramos

Maravilha muito boa essa explicação. Que Deus abençoe a sua vida grandemente pastor Douglas.

Deixe seu comentário







Perfil

Douglas Baptista é pastor, líder da Assembleia de Deus de Missão do Distrito Federal, doutor em Teologia Sistemática, mestre em Teologia do Novo Testamento, pós-graduado em Docência do Ensino Superior e Bibliologia, e licenciado em Educação Religiosa e Filosofia; presidente da Sociedade Brasileira de Teologia Cristã Evangélica, do Conselho de Educação e Cultura da CGADB e da Ordem dos Capelães Evangélicos do Brasil; e segundo-vice-presidente da Convenção dos Ministros Evangélicos das ADs de Brasília e Goiás, além de diretor geral do Instituto Brasileiro de Teologia e Ciências Humanas.

COLUNISTAS