Colunistas

Pr. Douglas Baptista

Pr. Douglas Baptista

A falsa espiritualidade na adoração

Qua, 03/08/2016 por

1. Infelizmente, tornaram-se comum em muitos pseudos cultos de adoração as manifestações de falsa espiritualidade. Cristo asseverou que profetizar, expulsar demônios, operar curas e milagres, realizar sinais, prodígios e maravilhas não são garantias de espiritualidade e nem mesmo autenticam a santidade de alguém (Mt 7.22-23).

2. Jesus também ensinou que o exercício dos dons espirituais não assegura a salvação de ninguém. Ao contrário, os dons contaminados pela iniquidade impedem o acesso ao Reino dos céus (Mt 7.21). A iniquidade deve ser conceituada como considerar normal o que é pecado, acostumar-se com o pecado, tolerar a prática do pecado e ter a consciência cauterizada pelo pecado (1Tm 4.2).

3. Quanto aos dons espirituais, o apóstolo Paulo exorta a igreja em Corinto para que não os usem de forma egoísta, e sim com o propósito de edificar o corpo de Cristo (1Co 14.12). Desse modo os dons não são concedidos para a soberba ou vaidade de ordem pessoal, nem para demonstração de suposta superioridade espiritual.

4. Apesar das advertências bíblicas, frequentemente nos deparamos com falsas manifestações em nosso meio. Por vezes, os dons são usados de modo equivocado para autopromoção espiritual de quem os exercita. Outras vezes os dons são usados para encobertar pecados, amordaçar e impedir o desejo de justiça no seio da Igreja. Não raras vezes os dons são utilizados como barganha e fonte de lucro tal qual fizera Balaão (2 Pe 2.15).

5. Os dons espirituais quando usados sem temor e humildade afrontam a santidade de Deus. Imprimem falsa espiritualidade nos cultos e produz uma geração de crentes doentes, capengas, carnais e suscetíveis ao pecado. Paulo lembra que o exercício dos dons espirituais sem o exercício do amor não possui valor algum diante de Deus (1Co 13.1-3).

6. O apóstolo Paulo ensina, ainda, que na adoração cristã pública é indispensável a presença de salmos (louvores), doutrina (ensino e pregação bíblica), revelação, língua e interpretação (manifestação dos dons espirituais). No entanto, enfatiza: “Faça-se tudo para a edificação” (1Co 14.26).

7. Porém, em alguns lugares, os cultos de adoração ao Senhor estão sendo profanados. Profanação significa desrespeito, irreverência ou violação daquilo que é santo ou sagrado. Os louvores não servem para a edificação da Igreja. Diversos louvores são triunfalistas e sequer mencionam o nome de Cristo e servem apenas para autopromoção de quem canta e de euforia e até histerismo coletivo para quem escuta.

8. É notório também que as mensagens deixaram de ser bíblicas e viraram palestras de auto-ajuda. Tais mensagens abandonaram os temas mais caros do cristianismo, tais como, arrependimento, confissão de pecados, santidade, salvação, libertação, arrebatamento da Igreja e a volta de Jesus. Tais temas foram substituídos por ideologias da cultura pós-moderna, entre eles, prosperidade (amor ao dinheiro), hedonismo (prazer como bem supremo), narcisismo (amor por si próprio), relativismo (a verdade mutável), jactância (exaltação da vaidade) e tantos outros.

9. Assim, o culto e a adoração são profanados. Os ouvintes são iludidos e enganados por falsas mensagens que não promovem edificação. Assim, a falsa espiritualidade condena as pessoas a viverem presas ao pecado sem nunca experimentarem a libertação por meio da verdade.

Pense nisso!

 Douglas Roberto de Almeida Baptista

26 comentários

altamiro mendes de freita

Prezado Pr. Douglas gostei muito do artigo meus parabéns que Deus te usando em prol do ensino do povo de Deus que tanto carece de ensinamento sadio. Sou crente da década de 60 posso testemunhar muita coisa que vi de todos os lados tato positivo como negativo. Gostaria de dar sugestão para que houvesse alguma coisa escrita por parte dos amados colunistas.Sobre os famosos grupos de teatro vestindo roupas de demonios em várias igrejas tomam o tempo que seria destinado a pregação.

Daniele Amorim Fernandes

Parabéns pelo texto! Realmente a única coisa que autentifica a santidade e espiritualidade são as atitudes! Que eu possa refletir se tem alguma coisa que já considero normal e não é! Jesus só levará ao céu os verdadeiros salvos e isso vai além dos dons! Deus requer santidade! Os dons sem amor nada vale, se não é para edificar o corpo de cristo e se esconde iniquidades então tudo torna-se vão! Nenhuma dessas teologia pós moderna pode substituir o genuíno evangelho! Que Deus conti

Fátima Alves

Verdades raras que não são mais ensinadas nos nossos cultos de doutrinas. Deus abençoe homem de Deus... continue propagando a verdade contra as falsas doutrinas e a favor do verdadeiro evangelho.

Dc. Orlando

Prezado pastor Douglas é com muito orgulho e estima que venho parabeniza-lo por estes artigos que tanto nos ensina na nossa caminhada cristã. Que o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo continue lhe proporcionando por meio da sua humildade e perseverança muita inspiração e sabedoria.

Pr. Josué Segat

Em dias de tantas profanações nos cultos, parabenizo ao pastor pela abordagem deste assunto.

Sousa Dias

Parabéns pastor Douglas pelo excelente artigo, realmente ainda existe muita meninice nas igrejas, que se passam por espirituais e as que realmente pregam a genuína palavra de Deus são tidas como igrejas geladas e rígidas, mas continue a anunciar um evangelho autêntico e ortodoxo, parabéns.

Pr. Nilson..

Parabéns pr. Douglas pelo excelente comentário. Que Deus continue lhe usar poderosamente. Abraços!

Galdino

Paz Pr Douglas Fico feliz por ve-lo sempre firme e constante na defesa do Evangelho de Cristo. É verdade que pregações sem conteúdo deformam o viver do cristão superficial. Passam a comparecer aos cultos na busca da melhor oferta de bem estar e bençãos materiais. Mtos pregadores ainda incentivam a idéia quando perguntam: quem veio buscar uma benção? Ajudam a falsificar o culto racional. O crente só tem vida espiritual na congregação, nos cultos passam a frente e nunca se firmam

Gelson Camargo

Parabéns Pastor Douglas pelo excelente texto. Que sirva de base para os líderes orientarem as suas igrejas no caminho da verdadeira adoração a Deus. Chega de presenciarmos pequenos shows de cantores e pregadores querendo chamar atenção mais para si mesmo do que para o Salvador. Voltemos a adoração em espírito e em verdade e a pregação cristocêntrica. Grande abraço!

Eliel

Mto bonito e atual seu ponto de vista. E todos os q comentaram apenas concordaram. Mas o q diz as escrituras em relação a esse baixo nível é a falta de conhecimento. “O meu povo perece por falta de conhecimento.” Oseias 4:6. Porém o mais importante nesse texto é a pergunta q vem a seguir: E porque lhe faltou o conhecimento? Porque vcs (nós) líderes (sacerdotes) recusamos a ensinar(receber de Deus) o ensinamento. Diz Deus: Ambos perecerão! Que Deus nos instrua em seus caminhos!

Matos

Parabéns Pastor Dr Douglas! Excelente análise à luz da Palavra de Deus.

jesiel da silva de jesus

infelizmente muitos pensam que griteiro mensagem roncadas falar grosso e alto pensam que é espiritualidade e se esquecem de se firmarem na palavra, e eu não entendo de como muitos que se dizem igreja se deixam levar por esses ventos errôneos.

Antônio José de Sousa D

Excelente artigo Pastor Douglas, mundo precisa de pessoas assim como o senhor, que como o profeta Habacuque, clama por justiça em tempos difíceis.

Ev Emanuel Oliveira

A Paz do Senhor Pr Douglas! Belissimo texto, infelizmente nos dias atuais podemos constatar que a grande maioria de ministrações da Palavra não aprofundam em temas primordiais para nossa edificação, como arrependimento, confissão de pecados e santificação. Vivemos no tempo do evangelho das facilidades e beneficios. Pregadores se preocupam em falar o que o povo quer e não o que o Senhor quer.Mas que Deus levante homens e mulhetes valorosos. Deus continue lhe usando pastor.

Roberson Cosntâncio

A Paz do Senhor , Amado Pastor Douglas ! Fiquei muito feliz ao ler o seu artigo , pois apesar de estarmos vivendo em uma época, onde muitos membros da Igreja de Cristo perderam a essência e a visão do que é a verdadeira adoração a Deus , ainda existem verdadeiros profetas de Deus na terra , que conservam a sã doutrina da Palavra Divina ,e que não medem esforços para ensiná-la ...E o amado Pr. Douglas , é um desses profetas que Deus tem conservado na terra ! Que Deus o abençoe !

Sérgio Luís

Prezado pr. Douglas, a paz do Senhor! Um evangelho pragmático, ao invés de prático; simplório ao invés de simples; vazio ao invés de puro. Shows em lugar de culto, música em lugar de louvor; artistas em lugar de adoradores; animadores em lugar de pregadores. Histeria contra contrição; heresia contra doutrina; modismo contra ortodoxia. A lista seria imensa. “...e a igreja segue caminhando..." (prá onde?) Que Deus nos guarde. Amém

Pastor Lucio araijo

Cristo em Mateus 24:11 nos fala dos falsos profetas, Paulo em 1 Timóteo 4:1 nos alerta dos tempos posteriores a qual alguns apostatarao da fé, tudo isso é comprimento das profecias, porém cabe a cada um de nos defedermos a nossa fé e peserverarmos até o fim. (Mateus 24:13) Parabéns Pr. Douglas pela exposição em defesa do Evangelho de Cristo.

Eduardo Dipp

Parabéns pastor Douglas. Precisamos resgatar as pregações genuínas da Palavra de Deus.

Pr ildomar Corrêa;

Meus parabéns meu nobre e honrado pastor Douglas ,pela boa fala ,esclarecedora,e exposição descrita neste artigo,parabens excelente meu pastor Douglas,Deus pode abolir esses malabarismo gospel,e a barganha com a precisa palavra de Deus,que andam enchendo as pessoas de si,e saindo cheias de nada em nossos templos de Adoração à Jesus... através da mensagem da verdade cristocentrica.Deus abençoe ! .

Gléssia Ferreira

A Paz Pr. Dogulas. Parabéns por esta postagem. Que Deus continui falando através da tua vida. É com tristesa que presenciamos a forma superficial e materialista que muitos, não só dizem viver o evangelho, mas pior que isto, propagam tais doutrinas ao vento, sendo acolhidas por muitos aflitos como verdade. Levando-os a um muitas vezes irirreversível naufrágio espiritual.

Heitor Folgierini

A Paz do Senhor ! Pr. Douglas Batista, Glórias a DEUS pela postagem acima. Realmente há em nosso meio uma exposição midiática " muito mais" da Obra, da Denominação e dos Eventos da Denominação do que do Nome de CRISTO ! Moramos ai no DF e percebo que este espírito religioso tá muito forte, inclusive na nossa Denominação, as AD's ! Oremos para que jamais entremos nesta onda afinal é muito fácil entrar nesta onda.

Luis Eduardo Batista Dayo

Triste cenário, infelizmente é a realidade de muitos lugares.. Cristo está Voltando!

melo

Glórias a Deus pelo comentário ,servo de Deus. Vemos de fato, muitos falsos apostolos com soberba em declarar milagres e prodigios para sua própria promoção pessoal

Maria Alice Campos hernan

infeluzmente o que comanda muitas igrejas são as musicas, o louvor e a histeria gospel, e a falta de humildade. Mas ainda temos pastores de ovelhas e não de hienas, pois para muitos a desordem e a falta de humildade e o bater de palmas como um verdadeiro circo parecem ter tomado conta das igrejas pentecostais. Eu sou pentecostal e para mim a palavra e o hino da harpa bastam para sentir a presença do Deus todo poderoso. Grande meditação Pastor Douglas , Deus não mudou e não se adapta ao mu

ANTÔNIO Barbosa ramos

Belicima postagem.parabéns pastor Douglas por esta postagem.

Jonas R Santin R

A paz do Senhor, prezado pastor Douglas. Artigo muito bem escrito e condizente com a realidade de muitos lugares,infelizmente! Parece-me que há um desinteresse de muitos pela mensagem genuína do Evangelho, a qual é simples, mas poderosa.

Deixe seu comentário







Perfil

Douglas Baptista é pastor, líder da Assembleia de Deus de Missão do Distrito Federal, doutor em Teologia Sistemática, mestre em Teologia do Novo Testamento, pós-graduado em Docência do Ensino Superior e Bibliologia, e licenciado em Educação Religiosa e Filosofia; presidente da Sociedade Brasileira de Teologia Cristã Evangélica, do Conselho de Educação e Cultura da CGADB e da Ordem dos Capelães Evangélicos do Brasil; e segundo-vice-presidente da Convenção dos Ministros Evangélicos das ADs de Brasília e Goiás, além de diretor geral do Instituto Brasileiro de Teologia e Ciências Humanas.

COLUNISTAS