Colunistas

Pr. Douglas Baptista

Pr. Douglas Baptista

A técnica nazista de incitação do ódio na sociedade brasileira

Dom, 21/06/2015 por

O discurso de incitação ao ódio e da intolerância são eficazes elementos utilizados para a propagação de uma ideologia. Adolf Hitler usou e abusou deste método para disseminar o racismo, o anti-semitismo e o anti bolchevismo no governo nazista. Em 1926, em seu livro “Mein Kampf” (Minha Luta), Hitler registrou a eficácia desta estratégia:

 

A propaganda para o público em geral funciona a partir do ponto de vista de uma idéia,

e o prepara para quando da vitória daquela opinião".

 

A propaganda nazista era transmitida com sucesso por meio da cultura. Os nazistas difundiam o ideal socialista usando a arte, a música, o teatro, o cinema, a literatura, programas de rádio, materiais escolares e imprensa. A propaganda incitava o povo alemão contra os judeus. As notícias forjadas e falsificadas falavam de uma pretensa subversão judaica. Nesta atmosfera alimentava-se o ódio e a intolerância na sociedade alemã contra os descendentes de Abraão.

 

A divulgação de uma perseguição, real ou imaginária, contra as populações étnicas alemãs desenvolveram uma “consciência coletiva” que culminou em passividade do povo alemão quando violentas medidas foram tomadas pelo governo nazista contra os judeus. O final desta história macabra vitimou seis milhões de judeus.

 

Esta técnica nazista ressurge das cinzas na sociedade brasileira. A mídia parcial e secularista presta um desserviço a sociedade quando incita o ódio religioso entre os brasileiros. Jornalistas, comentaristas, “pseudos” intelectuais e apresentadores de programas de auditório insinuam e acusam os cristãos de intolerância. A mídia brasileira divulga ações supostamente “homofóbicas” e insinua que a culpa é dos cristãos. Invasões, depredações e pichações de lugares de cultos afros são identificados como ações de pessoas com o “livro preto” na mão.

 

O que pretende a mídia brasileira? Pretende impor uma ideologia secularista por meio da incitação do ódio contra a religião cristã. A mídia insiste em divulgar e falsificar informações com o propósito de desconstruir o cristianismo. A ideia é colocar a opinião pública contra a fé cristã. A pretensão é conduzir a sociedade ao abandono dos valores da cultura judaico-cristã. Neste objetivo, não medem esforços para intimidar e massacrar os opositores (cristãos) que não concordam com a inversão de valores disseminados na sociedade.

 

Diante desta realidade, precisamos recordar as advertências das Escrituras. Cristo alertou "lançarão mão de vós, e vos perseguirão"(Lc 21.12). "Sereis entregues até por vossos pais, vossos irmãos, vossos parente e vossos amigos, e matarão a muitos de vós" (Lc 21.16). O apóstolo Paulo também asseverou: "Pois, todos os que quiserem viver, piedosamente, em Jesus Cristo, terão de sofrer a perseguição" (2Tm 3.12). No entanto em lugar de esmorecer é imprescendível perseverar:

E, por causa do meu Nome, sereis odiados de todos.

Contudo, aquele que permanecer firme até o fim será salvo” (Mt 10.22)

 

Reflita nisto!

Douglas Roberto de Almeida Baptista

19 comentários

Eliel Feitosa da Silva

Saudações fraternais A Bíblia diz salvai-vos desta geração perversa ElielFeitosa Músico e compositor

Carlos Matheus

Parabéns por mais um excelente texto Pr. Douglas. É lamentável a realidade brasileira, pois há uma orquestração maligna contra os cristãos protestantes. “Tudo de ruim” que acontece é “culpa dos crentes”. A técnica nazista é usada constantemente na mídia brasileira. Oremos ao Deus Todo-Poderoso, pois tudo que está acontecendo está escrito nas Sagradas Escrituras, todavia, enquanto existir um remanescente fiel, Deus continuará com sua eterna misericórdia sobre nós.

Dionísio Vargas de Quadr

Reflexão 2Ts2-4 “que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra,..., como se o Dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém,..., vos engane, porque não será assim sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus". Interceder a Deus contra

PASTOR LUCIO ARAUJO

Provérbios 19:9 A falsa testemunha não ficará impune; e o que profere mentiras perecerá. 1 Coríntios 1:18 Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Malaquias 3:18 Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve. Parabéns Pastor Douglas pelo artigo, e despertamento a igreja do Senho. OREMOS IGREJA.

karoline pinheiro

Excelente texto Pastor que a sociedade não critique e julgue nós cristãos que seguimos e vivemos a palavra do Senhor Jesus Cristo. Amém

stephanie

Excelente texto Pr: Douglas,enfrentamos dias difíceis, que nossa geração tenha muita sabedoria com os ataques contra a igreja.

Rubilar

Pr Douglas. Vivemos tempos difíceis, mas Deus tem usado os remanescentes fiéis para alertar sua igreja dos ardis de Satanás. Temos que clamar ao Senhor para que não fiquemos desapercebidos como as virgens néscias. Que Deus continue a lhe usar para alertar sua igreja. Quem tem ouvidos ouça. .

Douglas Baptista

PREZADO JONATHAS. Obrigado pela observação. Correção efetuada. A paz do Senhor Jesus!

Jonathas

Espero que a Assembleia de Deus esteja conscientizando os seus membros sobre essa nova fase em que vivemos no Brasil. Para agirmos como cordeiros, mas tendo conhecimento sobre os bastidores desse movimento anticristão. Obs.: acho que o correto no quarto parágrafo é "mídia parcial".

Alan

Excelente texto Pr Douglas. Que Deus te dê mais e mais da Sua graça!

Ronaldo Alves da Silva

Para fazer com que se aceite uma medida inaceitável, basta aplicá-la gradativamente, a conta-gotas, por anos consecutivos. Infelizmente esta ideologia secularista já vem sendo imposta por meio da incitação do ódio contra a religião cristã, isso ocorre diariamente, basta ligar a televisão naquele canalzinho enganador “plim plim.”

Carlos Junior

O horizonte é tenebroso para Brasil. A nação virou as costas para Deus e persegue aqueles que o invocam. O fim dela está previsto no Salmo 9.17 : "Os ímpios serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus."

Felipe de Souza.

Excelente texto. Parabéns!

Paulo h.

Amém,palavra abençoada para a nossa reflexão, temos que permanecer firmes na palavra do Senhor acima de tudo e todas as coisas.

DEbora

Por outro lado, qto mais perseguem os cristao evangelicos , mais eles crescem.Satanas sempre perde qdo ele pensa que venceu.

Sérgio Luís

PR Douglas, a paz do Senhor. Faraó, Balaão, Hamã,Roma, a inquisição, Hitler e outros se levantaram contra povo de Deus (Israel). Hoje, agentes similares se levantam contra a igreja do Deus vivo,assim como os anteriormente citados cairam,estes,também cairão. Amém.

maria alice campos hernan

A inversão de valores na nossa sociedade é bem clara. Ninguém é obrigado a ser cristão, mas não podemos coadunar com idéias secularistas e fermentar a igreja. Devemos permanecer firme aos preceitos de Cristo, e para isto andamos contramão do mundo. Amamos a todos e estaremos de braços abertos para ajudar o próximo, e sermos acima de tudo fiéis ao nosso Criador Jesus Cristo.

ANTONIO DIAS

Muito bom Pr Douglas por mais este artigo, o Brasil precisa rever o conceito de uma sociedade de bons princípios, que estão sendo deixados de lado e nos tornando uma sociedade puramente secularista e alienada, é necessário estarmos atentos....

ccdos

Amem falou e disse ficar firme e nao negar a cristo custe o que custar.

Deixe seu comentário







Perfil

Douglas Baptista é pastor, líder da Assembleia de Deus de Missão do Distrito Federal, doutor em Teologia Sistemática, mestre em Teologia do Novo Testamento, pós-graduado em Docência do Ensino Superior e Bibliologia, e licenciado em Educação Religiosa e Filosofia; presidente da Sociedade Brasileira de Teologia Cristã Evangélica, do Conselho de Educação e Cultura da CGADB e da Ordem dos Capelães Evangélicos do Brasil; e segundo-vice-presidente da Convenção dos Ministros Evangélicos das ADs de Brasília e Goiás, além de diretor geral do Instituto Brasileiro de Teologia e Ciências Humanas.

COLUNISTAS