Colunistas

Pr. Claudionor

Pr. Claudionor

UMA ECLESIOLOGIA ECLESIÁSTICA E MISSIONÁRIA

Qua, 10/04/2019 por Claudionor de Andrade

Em minha jornada ministerial, aprendi que nenhuma teologia genuinamente bíblica é viável fora da Igreja. Logo, a cristologia, que é a parte mais sensível e nobre do labor teológico, tem de ser desenvolvida, obrigatoriamente, no âmbito eclesiástico. A cristologia, quando autêntica, é doxológica; exalta Jesus Cristo como Rei dos reis e Senhor dos senhores.

Se a assembleia dos redimidos manifesta-se cristologicamente, cada santo há de professar, em palavras e atos, ser Jesus Cristo o seu Rei e Senhor. Não podemos aceitar uma cristologia que desconheça quer a divindade quer a humanidade do Filho de Deus. Desse posicionamento, está a depender a nossa salvação eterna. E, a menos que recebamos Jesus Cristo como o Deus encarnado, jamais desfrutaremos a vida eterna.

A Igreja, pois, tem a obrigação de apresentar uma cristologia bíblica, divina e eclesiástica. Somente assim, terá condições de erguer-se como proclamadora e administradora dos bens divinos.

Se perguntarmos o que levou os apóstolos de Jesus a proclamar o Evangelho a todo o mundo até então conhecido, em menos de uma geração, acharemos apenas uma resposta: sua cristologia. Ao invés de se baterem nas cristologias, hoje discutidas, e amanhã desconstruídas, por academias soberbas e irresponsáveis, proclamavam eles a mensagem da cruz em pouquíssimas, mas certeiras palavras: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa (At 16,31).

Pode haver cristologia mais eficiente? Paulo não se agastava, buscando diferençar as diversas cristologias, que, a rigor, nem cristologias são; na prática, mostrava o que pode fazer uma cristologia lidimamente bíblica. E, dessa forma, ele e seu companheiro, Silas, implantaram o Evangelho numa áspera região da Europa. Que a nossa pregação tenha a mesma eficácia. Se a cristologia não for missionária, ainda que ortodoxa, para nada serve; é mais um címbalo que está a retinir sem qualquer efeito.

A nossa eclesiologia tem de ser evangelística e missiologicamente eficaz. Cristo tem de ser o centro de nossas mensagens e sermões.

7 comentários

Cláudio Sales

Pr Claudionor sirúrgico nas análises Parabéns irmão 👍😁👏

Agnaldo do Espírito Santos Diniz

Boa Noite! Pr. Claudionor... Muito Agradecido pelo ensinamento, devemos sim render toda Glórias á Deus Pai Criador dos Céus e Terra. Digno de Honra e Glória , seja louvado e adorado! Senhor Jesus Cristo! Salvador!, Deus é Fiel! Deus te Abençoe hoje e sempre com saúde.

joanmoraesdossantos moraes

TEXTO AUREO JOÃO 3.16

LUCAS MENDES SANTIAGO

Gostei muito do texto, uma mensagem de fácil compreensão e de profunda reflexão. Parabéns Pr. Claudionor de Andrade, a paz do Senhor Jesus Cristo.

Arlen

Texto com acurácia doutrinária e teológica. Que o Pai de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo siga presenvando e usando o Pastor Claudionor nessa incumbência que lhe foi outorgada. Deus seja louvado!!!

Rick Reis

Prezado Pr. Claudionor, agradeço-lhe pelos ensinamentos. Pergunta: como o senhor descreveria, em poucas palavras, a essência do cristianismo?

REGINALDO CONCEICAO DO NASCIMENTO

belissimo texto que Deus continue abencoando o senhor Pastor Claudionor de Andrade

Deixe seu comentário







Perfil

Claudionor de Andrade Claudionor de Andrade é Consultor Teológico da CPAD, membro da Casa de Letras Emílio Conde, teólogo, conferencista, Comentarista das Revistas Lições Bíblicas da CPAD e autor dos livros “As Verdades Centrais da Fé Cristã”, “Manual do Conselheiro Cristão”, “Teologia da Educação Cristã”, “Manual do Superintendente da Escola Dominical”, “Dicionário Teológico”, “As Disciplinas da Vida Cristã”, “Jeremias – O Profeta da Esperança”, “Geografia Bíblica”, “História de Jerusalém”, “Fundamentos Bíblicos de um Autêntico Avivamento”, “Merecem Confiança as Profecias?”, “Comentário Bíblico de Judas”, “Dicionário Bíblico das Profecias” e “Comentário Bíblico de Jó”, dentre outros títulos da CPAD.

COLUNISTAS