Colunistas

Ciro Sanches Zibordi

Ciro Sanches Zibordi

O apóstolo Paulo e a ostentação

Qua, 29/04/2015 por Ciro Sanches Zibordi

Paulo era um pregador persuasivo, que tinha uma mensagem eficaz. E sua pregação tinha três características: compromisso com a Palavra de Deus, unção do Espírito e conduta ética. Veja o que ele disse aos crentes de Tessalônica: “o nosso evangelho não chegou até vós tão-somente em palavra [gr. logos], mas, sobretudo, em poder, no Espírito Santo e em plena convicção [gr. pathos], assim como sabeis ter sido o nosso procedimento [gr. ethos] entre vós e por amor de vós” (1 Ts 1.5, ARA).

As três palavras originais destacadas acima — logos, pathos e ethos — representam, de acordo com a retórica clássica, o conteúdo verbal da mensagem (logos); o fervor, a paixão, o sentimento e a eloquência do orador (pathos); e o caráter percebido deste, o que tem a ver com a ética (ethos). Paulo tinha conhecimento para expor a Palavra de Deus e também graça de Deus, unção do Espírito, para fazer isso. Mas ele tinha, também, uma conduta e uma postura que confirmavam as suas palavras.

Pressione a tecla [Ironia], antes de ler o último parágrafo, por favor...

Não sei por que muitos criticam tanto os pregadores e cantores que gostam de ostentar marcas! Você sabia que o apóstolo Paulo foi um dos maiores ostentadores de marcas que já andou na terra? Ele não teve o privilégio de calçar um sapato Louis Vuitton ou da casa de Testoni. E jamais vestiu um terno Stuart Hughes, uma camisa Ralph Lauren ou Diesel. Mesmo assim, ninguém jamais o superou em termos de ostentação! Há quase dois mil anos, ele já exibia marcas valiosíssimas e incomparáveis: "trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus" (Gl 6.17).

Ciro Sanches Zibordi

28 comentários

Fausto Batisti

Tenho dois de seus livros, e gosto de ler suas publicações são bem claras, objetivas, e auxiliam bastante para a compreensão das verdades bíblicas. Que o Senhor continue contigo, sendo glorificado em sua vida.

Paulo Silva

Gostei da Tecla da "Ironia" pastor. Louvo a Deus, pois tenho lido seus comentários e são tremendos e pautados na Palavra de Deus. Que Deus possa te usar sempre. Acredito da mesma forma que o senhor, deveríamos ostentar para o mundo que somos servos de Deus, e não as coisas material que o Senhor nos concede por graça. Quando descobrirmos o real significado do Evangelho, seremos verdadeiros servos do Senhor Jesus Cristo.

Darcy Aguiar Angelim

Paz de Cristo pr.Ciro! Gosto muito da forma como o senhor escreve e gostei muito do enfoque dado neste artigo.Muito bom, não vi nenhum desrespeito para com Cristo ou para com a Sua Palavra. Encontramos na Bíblia, a utilização de figuras de linguagem, como: metáfora, ironia, prosopopéia etc. Por ex.Amós 4.1-Deus estaria falando às vacas?? Certamente não! Entretanto, ela está lá. Fique na paz de Cristo e vamos continuar estudando, é muito bom! Um abraço.

Alan

Texto maravilhoso e preciso. Aos "leitores", parem e leiam antes de comentarem - Sejam prudentes! É dileto Pr Ciro, por isso que o povo perece: Falta-lhe conhecimento!

josias luiz

Ironia, pois ate Deus já usou na pessoa de Jesus Cristo, em muitas passagens , quando da resposta do dar ou não tributo a César ou da resposta aqueles que disseram que Ele expulsava os espíritos por Belzebu, fica a dica .

Adaias Marcos Ramos Da Silva

Parte 6 - Parabéns (Pr. Ciro) pela capacidade e sensibilidade para tão bela exposição crítica positiva.

Ciro Sanches Zibordi

Mais uma vez agradeço a todos os irmãos e amigos por sua valiosa colaboração, aqui. A paz do Senhor.

Ciro Sanches Zibordi

Prezado irmão Adaias Marcos Ramos Da Silva, agradeço-lhe por sua valiosa contribuição. Que Deus o abençoe!

Adaias Marcos Ramos Da Silva

Parte 5 - O escritor não tem o objetivo de comparar as “Marcas de Cristo” com a “ostentação” exagerada de alguns pregadores da atualidade, ou seja, ele não as põe em iguais pesos com sentido e direções opostas, não enxergo balança no texto, o que vejo é a apresentação de três importantes características na pregação de Paulo, que não é tão visto em nossos dias, enquanto que, o que mais enxergamos é a ostentação.

Adaias Marcos Ramos Da Silva

Parte 4 - É perceptível uma busca pela ostentação horizontal e deixamos escapar o vertical, não é a miséria que provará a piedade própria para um cristão e muito menos a vaidade extravagante que comprovará uma prosperidade espiritual, mas sua busca pela intimidade com Deus. Em alguns momentos torna-se ridículo o visual de alguns Ministros da Palavra (Pregadores), diz que gosto não se discute, modéstia (equilíbrio) sim, bem diferente de algo esdrúxulo.

Adaias Marcos Ramos Da Silva

Parte 3 - Um padrão, observar-se em nossos dias uma extravagância em exibicionismos, que de nada é útil para o crescimento do Reino, com outras palavras temos muita prata e muito ouro, mas não temos a mesma autoridade para dizer levanta-te e anda. Utiliza-se de uma fatuidade para destacar o status pessoal, não é possível enxergar em alguns “desses” as Marcas de Cristo.

Adaias Marcos Ramos Da Silva

Parte 2 - Em momento algum os tais “exemplos” do texto são acusados por “isso” ou por “aquilo”, até por que não se conhece “desses” a real motivação para inúteis modismos, mas o escritor traz uma reflexão sobre algo muito mais importante, podemos viver “isso” sem esquecer “aquilo”.

Adaias Marcos Ramos Da Silva

Parte 1 - Amigos é necessário entender o objetivo do texto postado. Dentro da minha míope visão o foco é trazer a observância de algo que se destacou (Marcas de Cristo) em alguém que é tido como modelo cristão (Apóstolo Paulo) e comparar (ironicamente) a modelos contemporâneos (manequins de púlpito) que fazem questão de ostentar algo extravagante aparentando um padrão de um ministério.

Betania Maria de Morais

Muito bom!

DEBORA

Muito bom o texto.Hoje a maioria nao quer levar as marcas de Cristo pq nao e facil e preciso renuncia santidade e hoje sao poucos que seguem essa pratica de renuncia e santidade e mais facil viver de hipocrisia.

Sérgio Luis

PR.Ciro, a paz do Senhor.Não se incomode, nem todos compreendem o que lêem. Alguns evitam ler,outros não querem entender. Continue fiel ao chamado. Deus o abençoe.

Ciro Sanches Zibordi

Agradeço a todos os irmãos e amigos pelos comentários. Que Deus os abençoe.

Ciro Sanches Zibordi

Re, grato por seu "amável" comentário... Outrossim, a palavra "esdrúxula" é uma proparoxítona. E, como tal, leva acento na sílaba tônica.

Ciro Sanches Zibordi

Caro Sidnei, ser democrático não significa concordar com a discordância de quem comenta aqui. Por isso, reitero que DISCORDO DO SEU COMENTÁRIO. A paz do Senhor.

Marcos José

A Paz do Senhor! GLORIA A DEUS! PV 1.19 Tais são as veredas de todo aquele que se entrega a cobiça; ela prenderá a alma (vida) dos que a possuem. Considero as cartas de Paulo a Timóteo uma verdadeira exposição do seu ministéiro. Pastor Ciro leia se puder 2TM 1.8,9 está passagem é para o sr.Que o Senhor Jesus te fortaleça ainda mais na Fé.

Newton Carpintero

Creio ser modesto em minhas avaliações ao ler a maioria das matérias na internet, mesmo assim, consegui valorizar a extensão destas palavras com poucas letras e extraordinário conteúdo. Maravilhosa explação. Simples e objetiva!

re

Comparação esdruxula, a marca de Cristo é incomparável!

Sidnei

A paz do Senhor Jesus Cristo. Pr. Ciro entendo bem que o senhor usou de ironia quando publicou seu artigo, só achei de mal gosto a utilização de IRONIA no contexto em que ela foi utilizada. Aliás, este espaço (penso eu) se tratar justamente de um espaço "democrático" onde temos a oportunidade de fazer comentários a respeito dos artigos publicados, ou seja: não preciso concordar com tudo que o senhor pública, o que por sua vez não quer dizer que eu não o respeite como uma autoridade espiritual.

Wallace

Não consigo entender, o povo bem instruído, não conseguir fazer uma interpretação de texto simples, e perceber o marco escancarado da ironia nele. Serão leitores preguiçosos ?? Texto muito bom, mostrando as marcas que o imitador de Cristo da igreja primitiva levava e ostentava perante a sociedade e a igreja.

Ciro Sanches Zibordi

Caro José de Oliveira, grato pela explicação. Mas usei de ironia...

Ciro Sanches Zibordi

Prezado Sidnei, o irmão já ouviu falar de IRONIA? Procure se informar sobre isso. A paz do Senhor.

Sidnei

Nossa... Péssima comparação !

Jose Oliveira

A paz do Senhor meu amado pastor. Bom eu lendo este comentário não consigo entender desta forma, já que sendo o apostolo Paulo, um homem que por amor a Cristos muito sofreu, ele foi chicoteado e muitas outras marcas lhes ficarem no corpo; tudo por amor a Cristo! No grego, a palavra... " marcas" ... é "stigmata, que indica qualquer sinal, manchas, picadas instrumento fino, marcas etc.", como aquelas que eram impressas nos escravos e nos animais. Bom mas eu só sou um aluno curioso. Paz amado..

Deixe seu comentário







Perfil

Ciro Sanches Zibordi é pastor, escritor, membro da Casa de Letras Emílio Conde e da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Autor do best-seller “Erros que os pregadores devem evitar” e das obras “Mais erros que os pregadores devem evitar”, “Erros que os adoradores devem evitar”, “Evangelhos que Paulo jamais pregaria”, “Adolescentes S/A” e “Perguntas intrigantes que os jovens costumam fazer”, todos títulos da CPAD. É ainda co-autor da obra “Teologia Sistemática Pentecostal”, também da CPAD.

COLUNISTAS