Colunistas

Ciro Sanches Zibordi

Ciro Sanches Zibordi

Por que o Juízo Final não é o Tribunal de Cristo?

Qua, 20/01/2016 por Ciro Sanches Zibordi

Alguns teólogos, especialmente os amileraristas, veem o capítulo que menciona o Juízo Final — Apocalipse 20 — como uma recapitulação, e não como uma continuação do que já vinha sendo apresentado no livro. E, nesse caso, defendem a ideia de um único julgamento escatológico, afirmando que Trono Branco e Tribunal de Cristo (mencionado pelo apóstolo Paulo em suas epístolas) são designações do mesmo julgamento. Essa tese não se sustenta, à luz da analogia geral da Bíblia, considerando que há uma distinção clara entre os julgamentos, a qual se dá em razão de cinco aspectos: os participantes, o local, o momento, os critérios e o resultado. Aliás, se examinarmos com cuidado as Escrituras, descobriremos que há sete tipos de julgamento, e que é reducionista a ideia de que haverá apenas um julgamento escatológico, “naquele Dia”.

1. O julgamento do pecado. Quais foram os participantes desse julgamento? Toda a humanidade (Rm 3.23; 11.32). Onde ele ocorreu? No Gólgota (Is 53; Jo 1.29; Hb 2.9). Em que momento? Quando Cristo veio ao mundo (Hb 9.28). Que critério foi usado para julgar toda a humanidade? O pecado original, visto que por um homem entrou o pecado no mundo (Rm 5.12; 2 Co 5.17-21). E qual foi o resultado? Salvação para todo o que crê e condenação para quem desprezar a obra vicária realizada pelo Senhor Jesus (Jo 3.16-36). O leitor que desejar saber mais sobre esse julgamento deve estudar as seguintes passagens, dentre muitas outras: João 5.25; 12.31; 19.17,18, 1 Pedro 2.24; 3.18, Gálatas 3.13, Colossenses 2.13-15, 2 Coríntios 5.21, Hebreus 9.26, Romanos 8.1 etc.

2. O julgamento dos pecados atuais do crente. Quem está participando deste? Os salvos em Cristo (cf. 1 Co 11.31,32). Onde? Na Igreja (não confunda com o templo). Em que momento ocorre esse julgamento? Hoje, é claro, enquanto estivermos neste mundo. E quais são os seus critérios? Na passagem citada, vemos que devemos fazer um autojulgamento ao participar da Ceia do Senhor, mas outros textos bíblicos mostram que esse julgamento é amplo (1 Ts 5.21; 1 Jo 4.1) e deve considerar dois conselhos do Senhor Jesus: julgar tudo segundo a reta justiça (Jo 7.24); e não julgar de modo calunioso ou difamatório (Mt 7.1,2). Qual é o resultado? Manutenção da salvação em Cristo. O crente pode, então, perder a salvação? Se não permanecer em Cristo, sim (cf. Ap 3.8; 2 Pe 2; Hb 3.12-14; 1 Co 15.1,2 etc.). Outras passagens que tratam do julgamento do crente feito pelo próprio crente são: 1 João 2.1,2, Hebreus 3.12,13; 12.7, 1 Pedro 4.17, 1 Coríntios 5, 1 Timóteo 1.20, Tiago 5.16, 1 Coríntios 4.3,4 etc.

3. O Tribunal de Cristo. Este é o primeiro julgamento futuro, dentro do plano escatológico. E não deve ser confundido com o Juízo Final, novamente por causa de cinco aspectos distintivos: participantes, local, momento, critérios e resultado. Antes de continuar esta leitura, abra sua Bíblia em 2 Coríntios 5.9,10, Romanos 14.10-12 e 1 João 4.17. Observe que os participantes desse julgamento serão julgados quanto às suas obras, boas ou más. Isso nada tem que ver com o Juízo Final, que condenará os pecadores segundo as suas más obras. Quanto aos salvos, não comparecerão ao Trono Branco na qualidade de réus, uma vez que “nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” (Rm 8.1). Quem são os participantes do Tribunal de Cristo? Os salvos arrebatados (1 Ts 4.16,17; 2 Tm 4.7,8). Onde e quando ocorrerá esse julgamento? Jesus disse: “E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo para dar a cada um segundo a sua obra” (Ap 22.12).

Se vamos encontrar com Ele nos ares, o seu Tribunal se dará exatamente por ocasião desse encontro, uma vez que a Igreja entrará no Céu, para participar das Bodas do Cordeiro, já galardoada, como se vê em Apocalipse, especialmente nos capítulos 6 e 19. E quais serão os critérios para esse julgamento? As passagens mencionadas no parágrafo anterior mostrar que o Senhor levará em consideração tudo o que tivermos feito por meio do corpo. E o resultado? Galardões de vários tipos ou perda de galardão. Escatologia é uma disciplina muito difícil. Não é por acaso que ela é estudada por último em Teologia Sistemática. Nesse caso, o meu conselho ao leitor é que examine as Escrituras com todo o cuidado, sem pressa. Por exemplo, quanto aos participantes do julgamento dos servos de Deus em apreço, examine Efésios 2.8-10; Mateus 25.14-30; Lucas 16.2 etc. Quanto ao tempo e ao local desse julgamento, medite em Mateus 16.27; 1 Pedro 5.4 e Apocalipse 19.7-9. E, quanto ao resultado, examine especialmente, com todo o cuidado, em oração, 1 Coríntios 3.10-15.

4. O julgamento de Israel. Quem serão os participantes desse julgamento? Os remanescentes de Israel. Onde ele se dará? Em Jerusalém. Em que momento? No fim da Grande Tribulação. Que critérios serão usados? Leia Daniel 12.1. E o resultado desse julgamento? Livramento para Israel, mas note: o remanescente. Quem deseja entender melhor esse julgamento, além de ler obras de autores piedosos, que têm compromisso com a Palavra de Deus e com o Deus da Palavra, deve examinar sem pressa, com toda a diligência, as seguintes passagens: Ezequiel 20.33-38; Zacarias 13.8,9; Amós 9.8,10; Romanos 9.27; 11.25,36; Mateus 23.39; Zacarias 12.10-14; 13.1; Apocalipse 12 etc.

5. O julgamento das nações. Este também tem sido confundido com o Juízo Final, mas novamente os mencionados cinco aspectos diferenciadores mostram que esses julgamentos são distintos. Quem serão os participantes do julgamento das nações? Se examinarmos Apocalipse 20.4 à luz de Joel 3.2,12,14,18 e Zacarias 14.4,16, chegaremos à conclusão de que serão os representantes das nações vivas. Onde se dará esse julgamento? Em Jerusalém (Zc 14). Em que momento? No fim da Grande Tribulação, logo após a manifestação do Senhor Jesus em poder e grande glória (cf. Ap 19-20). Que critérios serão usados nesse julgamento? Aconselho o leitor a ler com todo cuidado Mateus 25.31-46, onde se mencionam nações-bodes, à esquerda, e nações-ovelhas à direita do Justo Juiz. Este as julgará segundo o tratamento dispensado aos “irmãos”, ali, claramente, uma alusão aos israelitas. E qual será o resultado? Os inocentados ingressarão no Milênio, e os condenados irão direto para o fogo eterno. Para entender melhor o resultado desse julgamento, aconselho o leitor a ler as seguintes obras, dentre outras: O Calendário da Profecia, de Antonio Gilberto, O Ensino Bíblico das Últimas Coisas, de Stanley M. Horton, e Erros Escatológicos que os Pregadores Devem Evitar, de minha modesta autoria, todos publicados pela CPAD.

6. O julgamento do Diabo e suas hostes. Este se dará logo após a última revolta do Diabo, e a Palavra de Deus o menciona especialmente em Apocalipse 20.7-10, Judas v. 6, 2 Pedro 2.4 e 1 Coríntios 6.3. Os participantes desse julgamento, obviamente, são o Diabo e suas hostes. O local? Diante de Deus. O momento? Após o Milênio (cf. Ap 20). Os critérios? Segundo João 16.8-11, o Diabo já foi julgado e condenado por antecipação. Nesse caso, o julgamento em apreço seria uma espécie de “última instância”, não porque o Diabo recorreu e ainda pode escapar da condenação, e sim porque o Senhor permitirá que ele, mesmo condenado, engane as nações, antes e depois do Milênio, prestando, assim, um serviço para Deus. E o resultado? Condenação eterna do Diabo. Ele será, finalmente, esmagado (Rm 16.20).

7. O Juízo Final. À luz de 2 Timóteo 4.1, Apocalipse 20.11-15 e Mateus 7.21-23, façamos as cinco perguntas já usadas em relação aos outros julgamentos. Quem são os participantes do Juízo Final? Grosso modo, todos os ímpios. Esse julgamento é para efeito de condenação, e a Igreja — na sua totalidade, nessa ocasião — participará desse julgamento, mas não na qualidade de ré. Onde se dará o Trono Branco? Diante de Deus. Em que momento? Logo após o julgamento do Diabo e suas hostes, de acordo com a sequência claramente cronológica de Apocalipse 20. Quais serão os critérios para o Juízo Final? Livros serão abertos, principalmente o Livro da Vida, e os ímpios serão julgados segundo as suas obras (cf. Ap 20.12-15; Sl 139.16; Ml 3.16; Sl 56.8; Mc 4.22). E o resultado? Condenação dos ímpios, cujos nomes não estarão escritos no Livro da Vida do Cordeiro. Para saber mais sobre esse livro, examine as seguintes passagens: Daniel 12.1, Apocalipse 13.8; 21.27; 17.8, Êxodo 32.32,33, Apocalipse 3.3-5; 21.27, Lucas 10.20, Filipense 4.3 etc.

Diante do exposto, de modo nenhum o grande Juízo Final do Trono Branco deve ser confundido com o Tribunal de Cristo ou com qualquer outro julgamento. Observe que no Tribunal de Cristo não haverá condenação, visto que se trata do julgamento dos servos do Senhor para efeito de galardão. Serão consideradas as obras que resistem e as que não resistem ao fogo da presença de Deus, mas mesmo os servos de Deus não galardoados serão salvos, a despeito de suas obras feitas com desleixo, sem humildade etc. (1 Co 3.10-15). Já no grande Trono Branco os condenados o serão por causa de outros tipos de obras, dignas de condenação eterna, descritas claramente em Apocalipse 21.8 e 22.15.

Ciro Sanches Zibordi

27 comentários

Martadasivafilhadedeus@gmail.com

Muito esclarecedor Obrigada !

Jose martyns

Muito bom esse estudo esclarecedor infelizmento ha muitos que aindo estao com a sua visao turva com relaçao a palavra era assim nos tempos de jesus cristo enquanto ele pregava outros quriam debater. Que Deus continue abençoando o pr ciro amem

Silvia

Gostei muito desse estudo, muito edificante. Parabéns, que o Senhor continue o iluminando Pastor Ciro.

Pr. Mizael Carlos

Pr. Curo Sanches Parabéns pelo explicação gostei muito, muito bom que o Senhor Deus continue lhe abençoando.

RICARDO SANTOS

A IGREJA PASSARÀ PELO JUIZ FINAL?

RICARDO SANTOS

A IGREJA PASSARÀ PELO JUIZ FINAL?

RICARDO SANTOS

A IGREJA PASSARÀ PELO JUIZ FINAL?

RICARDO SANTOS

A IGREJA PASSARÀ PELO JUIZ FINAL?

marcio

Pastores,na revista da ebd lição do juízo final na página 80 da revista do professor nos fala das classes de pessoas que passarão na juízo final e uma delas serão os salvos? Que salvos são estes?

Pr Itaniel

- Os apóstolos acreditavam estarem nos"últimos dias do mundo" devido perseguição de Roma contra a igreja já no tempo da GRAÇA; A diferença de palavras usada por Paulo em 1ºTs.4:15-17 não inválida ensino de Jesus: 2ª VINDA. Não existe 3ª vinda. - Tribunal Cristo: Não existia o Apocalipse que foi revelado cerca 30 anos após, portanto é o mesmo Trono do Juízo escrito por João. - Ira futura: O contexto escrito por Paulo fala de salvação X inferno. - Apocalipse foi escrito preparar igreja p/ G.T.

Ciro Sanches Zibordi

Caio, o irmão está, com certeza, fazendo confusão entre os juízos. Em Apocalipse 19.11-21, está implícito o Julgamento das Nações vivas, cujos condenados irão direto para o Lago de Fogo (o Inferno final), de acordo com Mateus 25.31-46 (note: "todas as NAÇÕES serão reunidas diante dele", v.32). Os mortos que não reviverão, após o julgamento mencionado e a prisão de Satanás, são todos os mortos ímpios, inclusive os mortos na batalha do Armagedom. A Bíblia explica a própria Bíblia...

Ciro Sanches Zibordi

Caro Alexandre Nery, fique á vontade para examinar meus textos aqui publicados. E encontrará sua resposta. Por outro lado, espero que o irmão esteja querendo me censurar ou me pautar, pois não escrevo para agradar nem para agredir pessoas. Escrevo o que penso; e escrevo, sobretudo, o que Deus me tem dado. Mas minha abordagem é sempre a partir da Bíblia, pois ela está acima de qualquer sistema humano. Gosto de filosofia, mas minha fonte PRECÍPUA e AUTORITATIVA é a Bíblia. #FicaADica.

Alexandre Nery

Caro Ciro, apenas uma pergunta, se tiver o tempo e a vontade de responder, claro. O que tem escrito nos seus artigos não se enquadram no sistema dispensacionalista?

Caio

Não Pastor Ciro, em Ap 21.19 diz que os impios que estiverem vivos serão mortos e as aves comerão as suas carnes, não que eles serão julgados e lançados no fogo eterno, como está escrito em Mateus 25. Como explicar tal contradição?

Ciro Sanches Zibordi

Caro Alexandre Nery, abordei a doutrina dos juízos à luz da Bíblia, e não segundo o "sistema dispensacionalista". Embora o irmão não seja obrigado a crer na Bíblia nem a concordar com este articulista, o meu conselho ao irmão é que estude e medite mais e mais nas Escrituras, a fim de conhecer melhor a Palavra do Senhor. Caso o irmão tenha alguma pergunta escatológica, poderei ajudá-lo, desde que eu queira lhe responder e tenha tempo para fazê-lo. Que Deus o ilumine! Grato por seu comentário.

Alexandre Nery

Pastor Ciro, graça e paz em Cristo. Me parece que não há uma interação real com os pontos de vista divergentes do sistema dispensacionalista. Me desculpe, mas pedir aos irmãos estudarem e meditarmos mais e não responder as questões que surgem não me parece produtivo. E pedir aos irmãos lerem autores piedosos e fundamentados na palavra, parece sugerir que um outro autor que não defenda o mesmo ponto de vista que o sr não é nem piedoso e nem bíblico.

Ciro Sanches Zibordi

Irmão Caio, o conselho que dou ao irmão é que estude Apocalipse 19 à luz do seu contexto imediato e principalmente à luz da analogia geral da Bíblia. Isso é fundamental para o irmão iniciar uma exegese dessa passagem. Seria bom o irmão consultar comentários exegéticos (exegéticos, mesmo!) de Apocalipse. Que Deus o abençoe e o ilumine!

Caio

Mas pastor Ciro, está escrito no capítulo 19 de Apocalipse que Jesus matará todos os ímpios da face da terra com a espada que sai de sua boca, e aí?

Ciro Sanches Zibordi

Caio, é possível que o irmão esteja fazendo confusão entre os juízos. Em Apocalipse 19.11-21, está implícito o Julgamento das Nações vivas, cujos condenados irão direto para o Lago de Fogo (o Inferno final), de acordo com Mateus 25.31-46 (note: "todas as NAÇÕES serão reunidas diante dele", v.32). Os mortos que não reviverão, após o julgamento mencionado e a prisão de Satanás, são todos os mortos ímpios, inclusive os mortos na batalha do Armagedom. A Bíblia explica a própria Bíblia...

Caio

Não entendo, se em Apocalipse 19 e 20 diz que por ocasião da vinda de Jesus os ímpios morrerão e só ressuscitarão mil anos após, como em Mateus 26 diz que eles serão neste dia lançados no Lago de fogo?

Enderson da silva

Gloria a Deus!

Silvan ferreira Rangel

Muito bom o estudo DEUS ABENÇOE.

Jessé

Muito bom pastor esse estudo, eu, já ouvi muitos confundirem os dois eventos escatológicos, muitos dizem até -Ai de você crente naquele dia...Referindo-se ao tribunal de Cristo.

Ronaldo Pereira Pimentel

A paz do Senhor Jesus pastor Ciro , Deus abençoe , completo ensino , muito bom.

Dc. Danilo

Muito bom! esclarecedor!

Pompilho Alves

"Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo” (Rm 14.10). Grande dia! E sobre o juízo final vai aqui uma frase célebre de Napoleão Bonaparte: "No dia do juízo final, os médicos terão de responder por mais vidas dos que os generais". Diga não ao aborto, e sim, a vida!!! Gracias, Pastor Ciro.

Pompilho Alves

Boa pastor! Grato, pelos seus artigos edificantes.

Deixe seu comentário







Perfil

Ciro Sanches Zibordi é pastor, escritor, membro da Casa de Letras Emílio Conde e da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Autor do best-seller “Erros que os pregadores devem evitar” e das obras “Mais erros que os pregadores devem evitar”, “Erros que os adoradores devem evitar”, “Evangelhos que Paulo jamais pregaria”, “Adolescentes S/A” e “Perguntas intrigantes que os jovens costumam fazer”, todos títulos da CPAD. É ainda co-autor da obra “Teologia Sistemática Pentecostal”, também da CPAD.

COLUNISTAS