Colunistas

Ciro Sanches Zibordi

Ciro Sanches Zibordi

Por que o Natal é uma celebração cristã e bíblica

Seg, 14/12/2015 por Ciro Sanches Zibordi

Muitos cristãos — talvez por falta de conhecimento — têm dito que o Natal é uma festa pagã, em razão de o catolicismo romano ter oficializado o dia 25 de dezembro como data de celebração do nascimento do Senhor, a fim de agradar grupos pagãos, no século IV. Ademais, eles afirmam que não há registro nas Escrituras de que o aniversário de Jesus tenha sido celebrado após o seu nascimento. E que, por isso, devemos celebrar apenas a morte do Senhor, obedecendo ao que está escrito em 1 Coríntios 11.23-34.

Em primeiro lugar, em 1 Timóteo 3.16 está escrito: “E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Aquele que se manifestou em carne foi justificado em espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo e recebido acima, na glória”. Neste versículo se exalta a obra redentora do Senhor Jesus como um todo, mostrando que devemos glorificá-lo por seu glorioso nascimento (ou encarnação), por sua morte expiatória e por sua ressurreição para a nossa justificação.

Não há dúvida nenhuma, à luz da Bíblia, de que o Natal é uma celebração genuinamente cristã, que transcende o paganismo. Ela não foi inventada pela Igreja Católica Apostólica Romana, como muitos têm dito, erroneamente. Essa grande festa de louvor a Jesus Cristo, com ênfase ao seu glorioso nascimento, tem, sim, o abono das Escrituras. E estas nos apresentam pelo menos duas celebrações do Natal de Cristo, em momentos distintos.

Em Lucas 2.8-20 vemos a primeira celebração do Natal de Cristo, que ocorreu na noite do seu nascimento. Anjos glorificaram a Deus pela encarnação do Verbo (Jo 1.1-14), e pastores que estavam no campo, ao receberem dos anjos “novas de grande alegria”, celebraram o Natal juntamente com o Menino Jesus, que ainda estava numa manjedoura.

Quando Jesus possivelmente completou dois anos de idade — ou seja, em um momento diferente do seu nascimento —, o Natal de Cristo também foi celebrado, desta vez com a presença dos magos do Oriente. Estes, diferentemente dos pastores, não visitaram o Menino quando Ele era um recém-nascido, como vemos nos presépios feitos pelo catolicismo romano, e sim quando Ele estava em uma casa.

Em Mateus 2.11 está escrito: “E, entrando na casa, acharam o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, lhe ofertaram dádivas: ouro, incenso e mirra”. Ao visitarem o Menino, aqueles estudiosos dos astros sabiam que Ele já tinha em torno de dois anos de idade, pois Herodes Magno, depois de chamá-los e inquirir “exatamente deles acerca do tempo em que a estrela lhes aparecera” (v. 7), “mandou matar todos os meninos que havia em Belém e em todos os seus contornos, de dois anos para baixo, segundo o tempo que diligentemente inquirira dos magos” (v. 16).

Diante do exposto, que não nos esqueçamos de que a obra redentora realizada pelo Senhor Jesus Cristo não se restringe à sua morte. Ela, na verdade, está em um tripé: encarnação, crucificação e ressurreição. Se Cristo não tivesse nascido para revelar a glória do Pai (Jo 1.14), não teria morrido para nos resgatar de nossa vã maneira de viver (1 Pe 1.18,19). E, se não tivesse morrido, não teria ressuscitado para a nossa justificação (Rm 4.25). Preguemos o Evangelho de Cristo, celebremo-lo por seu Natal, glorfiquemos o seu nome, independemente da data! Aproveitemos, pois, esse período do ano para apresentar ao mundo o verdadeiro sentido do Natal! Lembremos de que o apóstolo Paulo, em Atenas, aproveitou-se do altar erigido ao “DEUS DESCONHECIDO” para falar do verdadeiro Deus (At 17.22-31).

Ciro Sanches Zibordi

35 comentários

Ciro Sanches Zibordi

Irmão José Benedito está equivocado. Todos os comentários passar por moderação, e somente os GROSSEIROS não são publicados. Feliz Natal a todos!

Jose Benedito

ia comentar, mas como sempre os comentários contra alem de não serem aceitos, são excluídos.

Raliel

Olá amados..gosto muito dessas discussões sobre a vida cristã tendo como ponto de partida a Bíblia...mostra q estamos como os crentes bereanos...tenho certa afinidade com o posicionamento do Pr Ciro...apesar de ter plena consciência de que não é a palavra final sobre o assunto...algo que todos os irmãos tem q ter em mente.....por exemplo: ainda não me sinto confortável para usar árvore de natal...mas ainda estou estudando o tema...valeu pastor pela abordagem do assunto....abraços...graça e paz..

Bartolomeu Maciel de Oliveira

Meu nobre Pr. Ciro Zibordi, fico muuito feliz em poder expressar a minha parcela de participação em comentar algo, que tenho plena convicção ser verdadeiro e sair da boca de um exemplo de homem de Deus, que a glória do Senhor seja convosco, abençoando-o ainda mai pelos escalrecimentos que conduz a cada um de nós a observarmos ainda mais as sagradas Escrituras. Fica na Paz combatente de Cristo. Feliz Natal e um ano novo repleto de realizações e saúde.

Bartolomeu Maciel de Oliveira

Meu nobre Pr. Ciro Zibordi, fico muuito feliz em poder expressar a minha parcela de participação em comentar algo, que tenho plena convicção ser verdadeiro e sair da boca de um exemplo de homem de Deus, que a glória do Senhor seja convosco, abençoando-o ainda mai pelos escalrecimentos que conduz a cada um de nós a observarmos ainda mais as sagradas Escrituras. Fica na Paz combatente de Cristo. Feliz Natal e um ano novo repleto de realizações e saúde.

daniel

caro pastor ,voçe tenha mostrando que o natal é cristão te agradeço muito ,eu sempre comemorei o natal que não é pecado ,porque o natal esta consagrando a cristo ,valorisando a jesus deus te abençoa e um felis natal e o ano novo tambem, esta comprovado que o natal não é paga

Francisco Faustino de Oliveira

Li alguns comentários, concordo com uns discordo com outros, por exemplo: não concordo com a celebração do natal em 25 de dezembro porque esta data foi instituída pela igreja Romana, acredito que Jesus não nasceu no dia 25 de dezembro, é só verificar o calendário Judeu; além do natal muitos crentes ainda observa erroneamente vários rituais da igreja romana, tem crente que segue as tradições da semana santa e outras coisas mais

Ciro Sanches Zibordi

Caros irmãos Josinelio, Allan e Sergio, conheço a relação de Noel e da árvore com o paganismo, mas discordo do posicionamento dos irmãos, haja vista eles estarem baseados num conceito errôneo de idolatria e estarem em sintonia com o legalismo. Mas, como preciso explicar melhor o meu posicionamento, leiam meu próximo artigo, aqui mesmo no CPAD News. Feliz Natal a todos!

Josinelio muniz

A árvore de natal cultua um deus pagão, ninrod. Estude o caso pastor. Veja o senhor mesmo. Não faz sentido afirmar que esse símbolo serve apenas como enfeite, é um altar que invoca ninrod transando com a mãe, isso não é normal. Papai noel é odim, demônio das tempestades, guirlanda é um portal que dá acesso do mundo dos mortos aos vivos, presépio é um símbolo antissemit;Mitra, horus; nasceram dia 25, dia do deus sol; o deus sol é ninrod. Em Nome do Deus de Israel, meu amado pastor, estude o tema.

Josinelio Muniz

Querido pastor respeito seu posicionamento. No entanto, é preciso sim, fazer uma avaliação mais conexa do nascimento do Mestre com o paganismo. Há uma mistura clara entre deuses pagãos e o nosso Natal e como estudioso, formador de opinião, precisa conhecer esse envolvimento. Claro, devemos comemorar o Natal mas, pq não ser na data orientada pela bíblia?? Na festa de Tabernáculos. Ao invés de misturar as coisas, Natal de odim, mitra, horus... O senhor, visivilmente, ñ conhece, a árvore de Natal

Sergio Barros

Cada vez mais as coisas estão tomando o rumo do liberalismo aquilo que eu aprendi como algo pagão nos dias de hoje tomou outra direção, desculpa mas minhas filhas não tiram foto com "bom velhinho" que entra a noite de madrugada nas casas, também no meu lar não tem espaço para árvore de natal, aproveitar a data para evangelizar usar deste momento em que muitos ficam mais aquebrantados tudo bem, agora usar duas passagens bíblicas que em nada configuram festas natalinas achei um exagero.

Allan Alves

Pastor Ciro, o natal que você apresenta neste artigo, com certeza não é o natal que é comemorado hoje em dia. O que se vê atualmente é o resultado do sincretismo religioso e de tradições pagãs. Jesus é substituído por Papai Noel, a adoração e o agradecimento são substituídos pelo consumismo.

Ciro Sanches Zibordi

Caro irmão Darci, grato por seu comentário. Devemos distinguir duas coisas: ser pagão e estar em um mundo pagão. Cristo nos libertou do paganismo. O pagão o é conscientemente, pois pratica, de fato, o paganismo. O cristão, ainda que esteja em um mundo recheado de coisas oriundas do paganismo, não toma parte do paganismo só porque tem em sua casa uma árvore com bolas coloridas. A idolatria é OBJETIVA, e não subjetiva. O cristão não deve ver a árvore como idolátrica, e sim como um símbolo festivo.

Darci Ferreira de souza cordeiro

Paz do Senhor irmão ciro , parabéns pelo comentário à respeito da da comemoração do nascimento de Jesus Cristo, o que eu aprendi é que, comemorar o nascimento de Jesus é biblico, mas arrumar o de papai Noel é paganismo.

Sérgio Luís

Pr.Ciro, a paz do Senhor. Existem extremos em todas as coisas,em toda a nossa vida.o segredo é : moderação,bom senso. Quanto ao natal. Comemoramos em nossa denominação datas especiais como: inauguração do templo, aniversários de departamentos, de fundação, dos pastores,etc.porque não o nascimento de Cristo? Quanto à data, muitos de nossos nasceram em uma data e foram registrados em outra, qual data comemorar? Deus nos abençoe. Amém

Ciro Sanches Zibordi

Jovarez g de Moraes, Deus não é Deus de confusão. Fique com a Bíblia. E eu penso que, por graça de Deus, fiz uma abordagem a partir da Bíblia, com a intenção de enfatizar que o Natal de Cristo transcende o paganismo e questiúnculas que a nada levam. Feliz Natal!

Jovarez g de Moraes

Agora fiquei confuso, li um artigo hoje de um.pastor e por sinal assembleiano dizendo que o metal é uma festa pagã e que a figura do papai noel e a união de um tal Odin com o tal são Nicolau. A união de um demônio com um homem que roubavam criancas.aí fica difícil.

Ciro Sanches Zibordi

Querido irmão José Nunes, Sb, a paz do Senhor! Sinto-me honrado em saber que meus modestos argumentos serão usados perante sua congregação, no continente africano. Que Deus o abençoe mais e mais em tudo. Abraços fraternais, em Cristo.

Ciro Sanches Zibordi

Irmão Blaydson, a paz do Senhor! Lamento muito por sua decepção, mas seu comentário também me decepcionou. Bem, como o irmão está decepcionado comigo, sugiro que procure saber a opinião dos principais mestres da Assembleia de Deus sobre a celebração do Natal. Aliás, no Mensageiro da Paz de dezembro deste ano, há um excelente artigo do erudito e pastor Esequias Soares, intitulado "Realidade e mitos sobre o Natal" (página 21). Espero que o irmão não se decepcione...

JOSE RIBEIRO DOS SANTOS

Parabéns, Pastor Ciro! a maioria dos nossos irmãos ainda é muito pobre de esclarecimentos como este! Abraços!

José Nunes, Sb

Sou Cooperador numa congregação no centro sul de Angola (ÁFRICA), da Assembleia de Deus Pentecostal, com vossa permissão vou fazer uso de muitos materiais vosso sobre o natal, para ajudar a esclarecer alguns sobre a celebração desta festa. Não esquecerei de citar a fonte, para não violar os direitos autorais. Paz do Senhor!

José Nunes, Sb

Sou Cooperador numa congregação no centro sul de Angola (ÁFRICA), da Assembleia de Deus Pentecostal, com vossa permissão vou fazer uso de muitos materiais vosso sobre o natal, para ajudar a esclarecer alguns sobre a celebração desta festa. Não esquecerei de citar a fonte, para não violar os direitos autorais. Paz do Senhor!

Blaydson

Até um certo tempo eu o adimirava-o,mas agora me decepcionei. Inbutir uma festa pagã com um respaldo fraco sem qualquer ótica da importância da história humana. Deus queira que essa defesa a essa festa pagã não seja pra enriquecer os bolsos da cpad ou de muito crentes, com falta de conhecimento.

Blaydson

Noé amaldiçoa can,can gera cuxe,cuxe gera Ninrod,Ninrod funda a Babilônia, Ninrod casa com apropria mãe samirames e tem lindo filho chamado tamuz que nasceu dia 25 de dezembro,Ninrod e samirames se auto intitulam deuses. Anos depois aigreja católica e formada pelo concílio de Trento,absorvendo a grande festa da Sá fornalha.Constantina logo obriga as igrejas a adotarem imagens de samirames, só que para os inocentes dos católicos acham que é Maria. Aí a sacra Vulgata,que não tem nada de sacra

Blaydson

Noé amaldiçoa can,can gera cuxe,cuxe gera Ninrod,Ninrod funda a Babilônia, Ninrod casa com apropria mãe samirames e tem lindo filho chamado tamuz que nasceu dia 25 de dezembro,Ninrod e samirames se auto intitulam deuses. Anos depois aigreja católica e formada pelo concílio de Trento,absorvendo a grande festa da Sá fornalha.Constantina logo obriga as igrejas a adotarem imagens de samirames, só que para os inocentes dos católicos acham que é Maria. Aí a sacra Vulgata,que não tem nada de sacra

Ciro Sanches Zibordi

Christian, por que o cristão não pode celebrar o Natal no dia 25 de dezembro? O irmão pode apresentar razões bíblicas para o cristão não celebrar o Natal nessa data?

christian

O natal tem que ser comemorado, mas não para aumentar o consumo! Nem em 25 de Dezembro!

Arão da Silva Maia (Pastor)

Artigo coerente e embasado Pastor Ciro,apesar de eu servir em uma denominação onde não comemoramos o natal,não vejo como algo pecaminoso comemorar a chegada do Salvador,o que me admira muito e me entristece é a falta de análise das escrituras por parte dos crentes nesta comemoração;coisas como imagens de esculturas,árvores,e até um "espírito" que age nesta época,isso dentro dos lares cristãos e dos templos...

Ciro Sanches Zibordi

Caro Pb. Devidson Chagas, o irmão pode usar não somente o presente texto, como também os outros sobre o Natal contidos neste blog. A paz do Senhor!

Ciro Sanches Zibordi

Irmão Otoniel, sinceramente não vejo problema nenhum em tirar foto com o "bom velhinho", árvore enfeitada etc. Leia aqui, por favor: http://www.cpadnews.com.br/blog/cirozibordi/apologetica-crista/110/enfeitar-a-casa-para-o-natal-significa-cometer-o-pecado-da-idolatria.html. A paz do Senhor!

Otoniel Gomes da Silva

Muito bom comentário sobre a encarnação do Verbo! Sobre as comemorações atuais,onde cristãos levam seus filhos para tirar fotos no colo do papai noel,brincar em carrinhos com fadas e duendes,passear em trenos com renas em carroceis etc. O que dizer aos que insistem em dizer que não tem nada a ver, e tem que deixar as crianças viver seu momento de fantasias? A criança não cresce com uma visão distorcida do verdadeiro sentido do Natal? O amado Pastor tem algum comentário a respeito?

Pb. Devidson Chagas

A paz de Cristo querido pastor. Peço permissão para fazer uso desta matéria no estudo que ministrarei em nossa igreja no dia 23/12. Que o Senhor continue te usando e abençoando você e sua família. Desde já agradeço.

Pb. Devidson Chagas

A paz de Cristo querido pastor. Peço permissão para fazer uso desta matéria no estudo que ministrarei em nossa igreja no dia 23/12. Que o Senhor continue te usando e abençoando você e sua família. Desde já agradeço.

Ciro Sanches Zibordi

Caro pastor Edeilson Santos, grato por seu comentário. Pode usar o texto à vontade. Abraços.

Edeilson Santos

Excelente comentário pastor Ciro. Permita-me usar, referenciando-o, na próxima sexta-feira, em que estarei ministrando o ensino sobre o natal de Jesus. São contribuições enriquecedoras. Um grande abraço

Deixe seu comentário







Perfil

Ciro Sanches Zibordi é pastor, escritor, membro da Casa de Letras Emílio Conde e da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Autor do best-seller “Erros que os pregadores devem evitar” e das obras “Mais erros que os pregadores devem evitar”, “Erros que os adoradores devem evitar”, “Evangelhos que Paulo jamais pregaria”, “Adolescentes S/A” e “Perguntas intrigantes que os jovens costumam fazer”, todos títulos da CPAD. É ainda co-autor da obra “Teologia Sistemática Pentecostal”, também da CPAD.

COLUNISTAS