Colunistas

Ciro Sanches Zibordi

Ciro Sanches Zibordi

Qual é o verdadeiro sentido do Natal? Como o cristão deve celebrá-lo?

Sex, 27/11/2015 por Ciro Sanches Zibordi

Dezembro está chegando, e todo cristão que tem bom senso deve se conduzir com sabedoria nesse mês de muitas festas, confraternizações, almoços, jantares e, especialmente, a celebração do Natal, no dia 25. Sabemos que Jesus não nasceu neste dia. Aliás, ninguém sabe ao certo em que dia Ele nasceu. Nesse caso, penso que, com muito equilíbrio, devemos, sim, participar dessa grande celebração, com alegria e gratidão a Deus, mostrando ao mundo que o Senhor Jesus é o verdadeiro protagonista do Natal. E as perguntas que prentedo responder, neste texto, são: Qual é o verdadeiro sentido do Natal? E: Como celebrá-lo? As respostas a essas e outras perguntas estão na Bíblia, na seguinte passagem: Mateus 2.1-12. Leiamo-la.

Quem foram os magos do Oriente? Foram sábios (estudiosos dos astros), originários, possivelmente, da Pérsia. O romanismo diz que eles eram três reis e os chama de Melquior, Baltasar e Gaspar. A Palavra de Deus se limita a identificá-los como “uns magos” (Mt 2.1). Deduz-se que eram três por causa do número de presentes oferecidos ao Menino: ouro, incenso e mirra. Mas quem pode garantir o que e em qual quantidade cada um dos magos ofertou?

Quando os magos visitaram o Menino? Eles não o visitaram quando Ele estava em uma manjedoura, como vemos nos presépios romanistas. Quando aqueles sábios estiveram com o Senhor Jesus, viram-no em uma casa (Mt 2.11). E Ele já tinha pelo menos dois anos de idade, visto que Herodes Magno, depois de chamar os magos e inquirir “exatamente deles acerca do tempo em que a estrela lhes aparecera” (v.7), “mandou matar todos os meninos que havia em Belém e em todos os seus contornos, de dois anos para baixo, segundo o tempo que diligentemente inquirira dos magos” (v.16).

Qual era o objetivo dos magos? A eles interessava encontrar o Menino. Eles “perguntaram: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus?” (Mt 2.2a). Nessa época do ano, poucos se lembram do Aniversariante! Mas o Senhor Jesus não pode ser ignorado. Em nenhum outro há salvação (At 4.12; Jo 10.9). Ele é único Mediador entre Deus e os homens (1 Tm 2.5; Hb 7.25). Somente Ele nasceu sem pecado. Somente Ele viveu sem pecado. Somente Ele morreu por nossos pecados. E somente Ele ressuscitou para a nossa justificação!

Que desejo estava no coração dos magos? Eles desejavam adorá-lo. “Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos a adorá-lo”, disseram (Mt 2.2b). Eles não queriam adorar a estrela. Eles não queriam adorar a mãe do Menino. Eles queriam adorar o Rei dos reis e Senhor dos senhores! Os magos se alegraram ao achar o local onde estava o Menino. Eles seguiram a estrela que viram no Oriente. E, quando ela se deteve, souberam onde estava o Senhor Jesus e “alegraram-se muito com grande júbilo” (Mt 2.10).

O que os magos sentiram ao encontrar o Menino? Eles se alegraram antes de vê-lo! Muitos precisam ver para crer, mas o verdadeiro adorador adora a Jesus mesmo sem vê-lo. Lembre-se do que o Senhor disse ao incrédulo Tomé: “Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram!” (Jo 20.29).

O que os magos fizeram ao ver o Menino? Os magos abriram os tesouros. Eles tinham algo para oferecer ao Menino (Mt 2.11). Muita gente, nessa época de festas, só quer receber. Elas pensam que Deus é como o Papai Noel... Mas nós devemos oferecer algo ao nosso Senhor e Salvador: “Que darei eu ao SENHOR por todos os benefícios que me tem feito? Tomarei o cálice da salvação e invocarei o nome do SENHOR” (Sl 116.12,13).

O que os magos ofereceram ao Menino? Eles lhe ofereceram dádivas, pois levavam consigo ouro, incenso e mirra (Mt 2.11). O número três fala de uma oferta completa (Sl 103.1,2; 1 Ts 5.23). O ouro, metal nobilíssimo, representa a nossa adoração em espírito e em verdade (Jo 4.23,24). O incenso — que, no Tabernáculo e no Templo, era formado por quatro especiarias (estoraque, onicha, gálbano e incenso puro) — alude aos nossos louvor, ações de graça, intercessões e súplicas pessoais, que sobem perante a face do Senhor como cheiro suave (Sl 141.2; Ap 5.8). E a mirra, um perfume extraído de plantas especiais, fala do nosso “bom cheiro” (2 Co 2.15).

O que fizeram os magos depois de adorar o Menino? Eles partiram, sendo guiados por Deus. Eles foram “por divina revelação avisados em sonhos para que não voltassem para junto de Herodes” (Mt 2.12). O crente que conhece o verdadeiro sentido do Natal não é guiado por horóscopo nem por conselhos de ímpios. Ele é guiado pela Palavra de Deus (Sl 119.105) e pelo Espírito Santo (At 8.29). Os magos partiram por outro caminho. Quem adora a Jesus de verdade encontra uma saída. Assim como o povo de Israel, nos dias do profeta Ezequiel, entrava por uma porta e saía por outra (Ez 46.9), os verdadeiros adoradores entram pela “porta do problema” e saem pela “porta da solução”; entram pela “porta da enfermidade” e saem pela “porta da cura”. E assim por diante. Lembre-se das palavras do protagonista do Natal: “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens” (Jo 10.9).

Portanto, desejo a todos os leitores desta coluna um Feliz Natal! Adoremos sempre a Jesus Cristo e aproveitemos o mês de dezembro para pregar a sua gloriosa mensagem de salvação.

Ciro Sanches Zibordi

17 comentários

Wilton R. Silva

Pastor Ciro, a paz do Senhor! Onde está na Bíblia que é correto os cristãos celebrarem o natal? A igreja primitiva celebrava o nascimento de Jesus, ou até mesmo a do I e II séculos celebrava?O Senhor nos ordenou que não é de sua morte, conforme descrito nos no NT (Mt 26; Mc 14; Lc 22; 1 Co 11) que devemos lembrar? Sendo a Bíblia o único manual de fé e prática do cristão porque não encontramos nela nenhuma referencia a esta prática? Com muito equilíbrio bíblico, não devemos celebrar o Natal!

Pastor Rabih Nemer

Não importa a exatidão da data do nascimento do Nosso Senhor Jesus Cristo, mas, o que representa. Afinal Deus Pai ocultou a data da encarnação do Verbo, de outra maneira o Rei Herodes ia descobrir a Jesus para matá-lo, e como José e Maria levaram a Jesus para o Egito e quando já estava com mais de dois anos voltaram para a Nazaré, e nesse período o Rei Herdodes matou as crianças até dois de idade do seu reino. Essas crianças são primeiros mártires que perderam a vida por Jesus.

valcinei marcio correia da silva

Pr. Excelente comentario , mais eu acho que não devemos deixar de celebrar o nascimento de Jesus, logico a biblia nao sita datas, mais ser é uma maneira do povo ser chegar um pouco de tempo a Deus que mau tem .O profeta Isaias ja deixou em seu livro a necessidade de reconhecer o nascimento do Messias IS 9.6.

Ciro Sanches Zibordi

Irmão PAULO JOSE DE SOUZA, quem conhece o verdadeiro sentido do Natal deve ter bom senso e equilíbrio e aproveitar o mês de dezembro para glorificar o Cristo do Natal. Isso, nos dias de hoje, é muito importante, pois muitos, no afã de combater o Natal secular, estão se opondo ao Natal de Cristo também. Sejamos sábios! Afinal, conhecemos o verdadeiro sentido do Natal e não devemos perder a oportunidade de em 25 de dezembro glorificar a Cristo e pregar sua mensagem.

PAULO JOSE DE SOUZA

A BÍBLIA FALA SIM DO NATAL DE JESUS.MATEUS 2.1-14. LUCAS 2.1-34. MAS ESSE NATAL QUE SE COMEMORA A E NO MUNDO NÃO É O DE JESUS.E SIM DA IGREJA CATÓLICA .100% PAGÃO.100% COMERCIAL SEM FALA DO PAPAI NOEL QUE TOMA O LUGA DE JESUS CRISTO NO CORAÇÃO DAS CRIANÇAS.

José Mauro Torres

Pastor Ciro, A PAZ DO SENHOR JESUS. Gostaria que o senhor comentasse um pouco sobre o IMPERADOR CONSTANTINO, acredito que ele era também convertido ao cristianismo, não ao CRISTIANISMO que tenho em meu coração, obrigado pela oportunidade. José Mauro Tôrres.

Alice Silva

Pr. Ciro, amo quase tudo que escreve. O que ouço na minha cidade no meio evangélico é que o natal é festa pagã, as ovelhas pensam assim porque assim pensa o pastor e só falam na ceia, oração e culto dia 31 mas louvores, cantatas, testemunhos no natal, nem pensar. Graças a Deus que ainda tem pastores que não pensam assim.

Pr . Vivaldo Mendes Guimarães

gostei muito deste artigo sobre o dia de natal, é muito esclarecedor, principalmente em mt.2.11- "E, entrando na casa- , acharam o menino . Parabéns Pr, Ciro - que Deus continue usando para nos trazer mensagens com essa. Um feliz Natal.

Ciro Sanches Zibordi

Caro VALDESON RODRIGUES DE OLIVEIRA, na Bíblia não está escrito que devemos celebrar a Ceia do Senhor de mês em mês, de ano em ano, aos sábados, aos domingos, no primeiro sábado etc. Não existe na Bíblia um dia ou uma data determinado para celebrarmos a morte do Senhor. Mesmo assim, a celebramos. Quanto ao Natal, não há problema nenhum em celebrarmo-lo em 25 de dezembro, pois NÓS CONHECEMOS A VERDADE.

dsf

muito bom pastor ,muitos pastores acha que o natal é pagã esse nao sao cristaos

Leandro Bravo

Jesus é digno de todo o louvor e toda a adoração, aproveitemos esta época de natal em que as pessoas estão mais abertas a ouvirem sobre Jesus e vamos pregar Aquele que é Autêntico, Amoroso, Santo, Misericordioso e Salvador!

VALDESON RODRIGUES DE OLIVEIRA

A biblia diz que toda a escritura foi inspirada por Deus. Por que Deus não inspirou os 4 evangelistas para escrever na biblia a data do nascimento de Jesus? E todos os anos muitos cristãos comemoram uma mentira como se fosse uma verdade. Já que não temos uma verdade vamos comemorar uma mentira?

VALDESON RODRIGUES DE OLIVEIRA

A biblia diz que toda a escritura foi inspirada por Deus. Por que Deus não inspirou os 4 evangelistas para escrever na biblia a data do nascimento de Jesus? E todos os anos muitos cristãos comemoram uma mentira como se fosse uma verdade. Já que não temos uma verdade vamos comemorar uma mentira?

Levy Baros Rodrigues

Aí é que tá Mestre Ciro,estas questões deviria ser mais expostas, na mídia no meio evangélico pois há tantas confusões em nosso meio evangélico,há até líder cristãos confusos nestas questões. Então por que não se falar mais sobre o assunto da festividade do natal com visão cristã.

Ladstone nascimento

Pastor excelente explanação sobre o Natal Parabéns

EDMILZA BALBINO DE FRANÇA

CDO SENHOR OM CERTEZA Pr. CIRO É MUITO IMPORTANTE ESTE ASSUNTO QUANDO MUITOS JÁ SE ESQUECERAM A PAZ

Sérgio Luís

Pr.Ciro,a paz do Senhor. Nestes dias que se seguem, uma mensagem como esta nos faz lembrar o verdadeiro sentido do Natal; a celebração do nascimento de JESUS, o Cristo, o salvador,o filho de Deus. Feliz natal!! Deus o abençoe. Amém.

Deixe seu comentário







Perfil

Ciro Sanches Zibordi é pastor, escritor, membro da Casa de Letras Emílio Conde e da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Autor do best-seller “Erros que os pregadores devem evitar” e das obras “Mais erros que os pregadores devem evitar”, “Erros que os adoradores devem evitar”, “Evangelhos que Paulo jamais pregaria”, “Adolescentes S/A” e “Perguntas intrigantes que os jovens costumam fazer”, todos títulos da CPAD. É ainda co-autor da obra “Teologia Sistemática Pentecostal”, também da CPAD.

COLUNISTAS