Colunistas

Ciro Sanches Zibordi

Ciro Sanches Zibordi

Por que a grande mídia aplaude quem escarnece da cruz de Cristo?

Qua, 10/06/2015 por Ciro Sanches Zibordi

Querido leitor, antes de tudo, peço-lhe que não publique nas redes sociais imagens do ativismo LGBTUVWXYZ pelas quais se escarnece do sacrifício vicário e expiatório do Senhor Jesus. O que mais querem os inimigos da cruz de Cristo é que seus atos profanos sejam propagados por meio das redes sociais. Não colaboremos com isso! Sejamos sábios.

Mas veja que ironia: a grande mídia elogia uma imagem blasfema da crucificação do Senhor Jesus e, ao mesmo tempo, considera a faixa "100% Jesus" na cabeça do jogador Neymar um enorme desrespeito à laicidade do esporte ou uma grande ofensa às religiões! Quem conhece a Palavra de Deus sabe que isso acontece porque “o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus” (2 Co 4.4).

A grande mídia, de modo geral, é escrava do sistema filosófico pós-moderno (e anticristão) de Foucault e Nietzsche, cuja cosmovisão predominante é o naturalismo materialista, evolucionista, ateísta, antropocêntrico e, sobretudo, anticristão. Na pós-modernidade prevalece o relativismo. Para os filósofos mencionados, a verdade é uma fabricação ou ficção, não existe verdade ou moral absolutas nem lugar para os conceitos absolutos de verdade, dignidade, moral, ética e fé em Deus.

Do relativismo anticristão de Foucault e Nietzsche decorrem outras influências filosóficas, como: o multiculturalismo (diversidade cultural); o pluralismo (cada grupo tem a sua verdade); o sincretismo (uma mistura elementos de sistemas de crenças tradicionalmente considerados incompatíveis); e o pragmatismo, que valida uma doutrina ou um pensamento pelo seu resultado; isto é, o que, aparentemente, funcionar melhor é o certo.

O leitor entendeu por que a grande mídia considera “politicamente incorreta” a faixa “100% Jesus” e elogia ativistas do movimento LGBTUVWXYZ que escarnecem da cruz de Cristo? O mundo jaz no Maligno (1 Jo 5.19). E, por isso mesmo, a Palavra de Deus nos aconselha: “não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12.2).

Ciro Sanches Zibordi

19 comentários

Ciro Sanches Zibordi

Agradeço a todos os irmãos e amigos pelos comentários. Que Deus os abençoe!

Fabiano

Sabias Palavras Pastor Ciro. Publicar conteúdo dessa especie serve tão somente para alegrar o nosso inimigo, pois é tudo o que ele quer, divulgar sua obra. Devemos orar e nos abster dessas coisas.

Eliel Feitosa da Silva

A Igreja foi chamada para ser voz profética de confrontação contra o pecado Eles precisam entregar suas vidas para Jesus . Eliel Feitosa Músico,compositor

DAVISON DA SILVA ALVES

A mais pura verdade Pastor Ciro o que disseste o mundo jaz no Maligno só que eles se esquecem de que a sentença daqueles que se levantam contra o filho de Deus não dormita e se em breve muito em breve não se arrepender ou seja enquanto é tempo certamente eles colherão o que plantaram Sl 2.

Gustavo

Ciro, vi no meu facebook as imagens horriveis que vi e publiquei pois nao sabia disso, pois tinha alguns dep. evangelicos sera que tem algum problema, me esclareça por favor.

HERIVELTON MARCULINO DA SILVA

Que Deus nos guarde!

Ciro Sanches Zibordi

Eduardo, cada um adota a conduta que considera mais adequada. Quanto a mim, não publicarei jamais imagens BLASFEMAS, ERÓTICAS ou PORNOGRÁFICAS, pois não penso que isso contribua para a defesa do Evangelho. Precisamos ser sábios e usar de uma apologia que esteja em conformidade com a vida cristã autêntica (1 Pe 3.15).

Elidicresia Sinese

Ódio não tenho dessas pessoas porque sei que são escravos do pecado !Porém cabe a mim defender minha fé! É como uma produção de texto argumentativo , onde cada um fará sua defesa sobre tal tema ...

Eduardo

Discordo totalmente de não publicar em redes sociais o que esses devassos estão fazendo debochando e escarnecendo da fé cristã. As redes sociais servem como fonte de informação. Quando publicamos tais atos, estamos informando a todos sobre essa coisa nefasta que é o movimento LGBT e o escárnio que tratam a fé cristã . Dessa forma, pessoas que trabalham o dia inteiro ao acessarem as redes sociais e se depararem com as publicações, passarão a conhecer o que são os LGBT. Ignorar é consentir.

Izaldil Tavares de Castro

Claríssimo, pastor Ciro. É bom que entendamos: um é o espirito que governa a impiedade; outro, o que nos guia. Neste mundo há o confronto entre a luz e as trevas. Nós somos da luz, graças à redenção feita por Cristo naquela cruz do Calvário. Essa é a indignação de Satanás. Por isso, somos perseguidos. Glória a Deus!

Stephenson lima

O nosso problema é aceitar passivamente tudo que vem sobre nós,até parece que não temos nenhum esclarecimento sobre determinadas coisas!agora a culpa em parte é das lideranças religiosas,que em época de eleição colocam esses incircuncisos que os opoiam nos pulpitos. Fica aqui meu repúdio.

Ciro Sanches Zibordi

Caro Paulo Cosme, a paz do Senhor. Com todo o respeito, discordo desta afirmação: "Deixa eles viverem as filosofias, enquanto isso vamos vivendo a Palavra". Fomos chamados para influenciar, e não para ser influenciados. E o que vemos hoje é que muitos não influenciam nem defendem a fé com mansidão e temor (1 Pe 3.15). Ademais, muitos evangélicos estão sendo envolvidos pela pós-modernidade e nem se deram conta disso...

Luciano

A nossa luta não e contra a carne e o dengue e sim contra as hostes malignas!

Luciano

Falta a igreja unir em um jejum mundial e oração e expulsar todo espirito do engano em nome de JESUS! atos16:16.

Luciano

Falta a igreja unir em um jejum mundial e oração e expulsar todo espirito do engano em nome de JESUS! atos16:16.

Paulo Cosme da Silva

Perfeito Pastor Cicero que sabedoria o Senhor tem lhe dado. Outra coisa, em João 17 Jesus em sua oração Sacerdotal disse que não somos desse mundo, e por isso seríamos odiados. Deixa eles viverem as filosofias, enquanto isso vamos vivendo a Palavra, pois o céu nos espera. Pois a Palavra que, hoje eles rejeitam será a mesma que os condenará. Que Deus tenha misericórdia e que, possamos orar para Deus tirar as escamas dos olhos e os comichões dos ouvidos deles, enquanto há tempo.

Sérgio Luís

Parabens amado pastor, texto bem claro, e,principalmente SEM ÓDIO. Isto é só o princípio de dores. Penso que nós, igreja neste país temos uma certa parcela de culpa, pois, há mais ou menos 20,30 anos estamos assistindo o progresso da "descristianização" da fé evangélica, ou seja,cresceu o n° de denominações (muitas delas oriundas das A D),a nossa denominação e outras tradicionais estão descaracterizadas,nossos jovens estão sendo crescendo sem biblia, sem culto,sem fé. II CR,7.14.

Leandro Ramos

O problema é que estamos vivendo (e provocando) uma guerra "cristãos X LGBT", e as provocações não vão parar por aí. A liderança evangélica (ao menos os políticos e os pastores que aparecem na TV) escarnece a própria mensagem da cruz de Cristo (embora não escarneçam a imagem da cruz) e, ao longo das décadas, o ódio foi aumentando de ambos os lados (sim, de ambos, pois estamos longe de amar os LGBT). Se quisermos mudar algo, não vai ser na lança e na espada, nem na TV vendo o Malafaia cuspir ódio

Jonas

Verdade mesmo. Quanto mais a mídia está mostrando essas coisas, mas nos afastamos da realidade da Bíblia, esquecendo de que isso tudo acontecerá.

Deixe seu comentário







Perfil

Ciro Sanches Zibordi é pastor, escritor, membro da Casa de Letras Emílio Conde e da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Autor do best-seller “Erros que os pregadores devem evitar” e das obras “Mais erros que os pregadores devem evitar”, “Erros que os adoradores devem evitar”, “Evangelhos que Paulo jamais pregaria”, “Adolescentes S/A” e “Perguntas intrigantes que os jovens costumam fazer”, todos títulos da CPAD. É ainda co-autor da obra “Teologia Sistemática Pentecostal”, também da CPAD.

COLUNISTAS