Colunistas

Ciro Sanches Zibordi

Ciro Sanches Zibordi

Por que mulheres não podem ser pastoras?

Ter, 24/03/2015 por Ciro Sanches Zibordi

Há algum tempo, certo pastor publicou, em seu blog, um artigo “antipático”, contrário ao ministério pastoral feminino. Ao acompanhar as discussões ali e nas redes sociais, verifiquei que algumas irmãs ficaram furiosas com o seu texto. E uma delas afirmou: “As doutrinas são dos homens. Os dons vêm de Deus”. Creio que muitos irmãos (mulheres e homens) ainda não aprenderam que Deus adotou o princípio da prioridade, quando deu ao homem a incumbência de liderar a família e o ministério.

Mulheres podem pregar o Evangelho, orar pelos enfermos e desempenhar todas as tarefas de um seguidor de Jesus? Sim. E devem fazê-lo, pois a Grande Comissão é para todos os salvos, sem nenhuma distinção. Mas, se elas são cooperadoras de Deus, por que não poderiam ser pastoras? Como sou homem, talvez a minha resposta a essa pergunta soe como machista. Por outro lado, quando mulheres defendem pontos de vista contrários ao machismo, alguns homens ficam com a impressão de que elas são feministas. Como resolver esse difícil impasse?

Homens e mulheres precisam entender que, independentemente das circunstâncias, a Bíblia sempre será a inerrante e infalível Palavra de Deus. Mulheres e homens não devem “legislar” em causa própria, e sim respeitar o que a Palavra do Senhor assevera acerca da priorização e da hierarquização estabelecidas pelo Senhor na família e no ministério. Alguém dirá: “Deus não faz acepção de pessoas. Somos todos iguais. A Igreja não é como as forças armadas. Não existe hierarquia no meio do povo de Deus. Homens e mulheres podem ser pastores”. Quem diz que Deus não hierarquiza e prioriza deveria estudar passagens como Gênesis 1; Números 2; Atos 15.6,22; 1 Coríntios 12.28,29; 15.23; 1 Tessalonicenses 4.16,17; 5.23, etc. Observe especialmente os termos “primeiramente”, “em segundo lugar”, “em terceiro lugar”, “depois”, etc.

Em Isaías 43.7 está escrito: “a todos os que são chamados pelo meu nome, e os que criei para minha glória; eu os formei, sim, eu os fiz”. O ser humano não foi apenas criado por Deus. Ele foi criado, formado e feito para a glória do Senhor. Um edifício, antes de ser formado e feito, é criado pelo arquiteto, que faz, antes da construção, o croquis, o projeto, etc. Formar é dar forma ao que foi previamente criado, concebido, projetado. A feitura, mencionada no texto bíblico, diz respeito ao acabamento da obra (cf. Gn 2.3). Quem foi criado primeiro, o homem ou a mulher? Nenhum dos dois, pois ambos fizeram parte do projeto original de Deus. Na criação não houve priorização: “macho e fêmea os criou” (Gn 1.26). Quem foi formado primeiro? O homem. Segue-se que a priorização divina ocorreu na formação, e não na criação: “Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva” (1 Tm 2.13).

Por que o Senhor não formou primeiro a mulher e, depois, tomou uma das costelas dela para formar o homem? Porque Ele é soberano e decidiu priorizar o homem (Gn 2.7,22). No cristianismo genuíno não há espaço para machismo e feminismo, movimentos extremados que ignoram o princípio divino da prioridade. O primeiro adota o princípio da superioridade e considera a mulher inferior ao homem, enquanto o outro, adotando o mesmo princípio, demoniza o homem. No Corpo de Cristo, há lugar para ambos os sexos, desde que reconheçam, à luz das Escrituras, a sua posição.

Reconheço que muitos homens cristãos precisam reconsiderar a sua opinião acerca das mulheres, que, ao longo dos séculos, vêm sendo discriminadas, principalmente no meio religioso. Por que muitas irmãs em Cristo não aceitam a doutrina de Deus (e não de homens) quanto à submissão ao marido? Porque muitos esposos, autoritários, se consideram superiores às suas esposas e as desprezam. Segundo a Bíblia, a relação entre homem e mulher deve ser, antes de tudo, de respeito mútuo (1 Co 7.3-5). Deus formou Eva a partir de uma das costelas de Adão (Gn 2.18-22) para demonstrar que a mulher não deve estar nem à frente nem atrás do homem, mas ao seu lado e de frente para ele, como adjutora e ajudadora, o que não denota inferioridade. Observe que Deus, infinitamente superior ao ser humano, é o nosso Ajudador (Hb 13.5,6).

Paulo compara a submissão da mulher à sujeição de Jesus (1 Co 11.3). Deus Filho e Deus Pai fazem parte da Trindade e são iguais em poder (Mt 28.19; Jo 10.30). Todavia, Cristo, por amor, e não por imposição do Pai, submete-se voluntariamente a Ele, recebendo dEle toda a honra (Fp 2.6-11). A Palavra do Senhor também afirma: “assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos” (Ef 5.24). E Cristo não obriga ninguém a obedecê-lo.

A Bíblia não abona o igualitarismo feminista, mas também não avaliza o machismo. O termo “vaso mais fraco” (1 Pe 3.7) não foi empregado como sinônimo de inferioridade. Ele denota que a mulher é mais frágil, mais sensível e, por isso, deve ser amada e honrada pelo marido (Ef 5.25-29). Repito: o princípio que Deus adotou foi o da prioridade, e não o da superioridade, visto que Ele não faz acepção de pessoas (At 10.34). E o princípio da prioridade também vale para o exercício do ministério. Quem não aceita o princípio bíblico da prioridade abraçará, inevitavelmente, “doutrinas de homens”, como o igualitarismo feminista. Alguns teólogos, ao não encontrarem nas Escrituras passagens claras em defesa do ministério feminino, têm afirmado que Paulo era contrário às mulheres, em razão de sua formação farisaica. Isso não resiste a uma exegese, pois nenhum machista aconselharia os homens a amarem a sua própria mulher (Ef 5.25), tampouco teria tantas mulheres como cooperadoras (Rm 16). Ademais, esse apóstolo se declarou imitador de Cristo (1 Co 11.1).

Se Paulo era machista, o que dizer de Jesus, que escolheu doze homens para compor o ministério da igreja nascente? Ele teria se enganado? Ou o Mestre tinha algum vínculo com fariseus, saduceus ou quaisquer grupos machistas de sua época? A Bíblia diz claramente que o Senhor “chamou para si os que ele quis” (Mc 3.13). Por que Ele não quis chamar algumas mulheres para figurar entre os seus apóstolos? Por que não chamou seis casais, por exemplo? Na escolha dos primeiros diáconos, que poderiam vir a ser presbíteros ou apóstolos, caso tivessem chamada de Deus para tal e servissem bem ao ministério (Hb 5.4; 1 Tm 3.13), os apóstolos disseram: “Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete varões” (At 6.3). No primeiro concílio, em 52 d.C., os rumos da igreja foram traçados por homens (At 15).

Em Apocalipse 2 e 3, são mencionados os pastores (homens) das igrejas da Ásia. Alguns teólogos dizem que Júnias (ou Júnia) era uma apóstola. Mas, pelo que tudo indica, ele (e não ela) era apenas um cooperador de Paulo. Mesmo que Júnias fosse uma mulher, o texto bíblico não confirma o seu apostolado, pois não era comum uma mulher ficar presa com homens: “Saudai a Andrônico e a Júnia, meus parentes e meus companheiros na prisão, os quais se distinguiram entre os apóstolos e que foram antes de mim em Cristo” (Rm 16.7). Distinguir-se entre os apóstolos não significa, necessariamente, exercer o apostolado. Marcos e Lucas, por exemplo, não eram apóstolos e se distinguiram, se notabilizaram, entre eles. Nos tempos da igreja primitiva, as mulheres se ocupavam da oração (At 1.14) e do serviço assistencial (At 9.36-42; Rm 16.1,2). E algumas se notabilizaram como fiéis cooperadoras do apóstolo Paulo, como Febe, Priscila, Trifena, Trifosa, etc. (Rm 16), além de Lídia, a vendedora de púrpura (At 16.14). Não há nenhuma referência a mulheres exercendo atividades pastorais.

Alguns defensores do pastorado feminino afirmam que Priscila era uma apóstola, mas, a despeito de ela ter sido citada com destaque (At 18.26), não há nenhuma referência que confirme seu apostolado. “E as mulheres que estão no campo missionário dando a sua vida pela obra de Deus? Não podem elas exercer o pastorado?”, alguém perguntará. É claro que as regras têm as suas exceções. Mas não devemos nos valer destas para adotar condutas generalizantes, sem compromisso com as Escrituras, como o pensamento infundado de que todas as esposas ou filhos de pastores são automaticamente pastores.

Conquanto as mulheres sejam mencionadas com grande destaque nas páginas do Novo Testamento, aparecendo na linhagem e no ministério de Cristo (Mt 1.3,5,6,16; Lc 8.1-3), Deus priorizou os homens, em regra geral, no que tange ao pastorado e aos ministérios afins (Ef 4.8-11). Mas isso não significa que as mulheres não podem trabalhar para Deus. Todos os salvos, sem distinção, são cooperadores de Deus (1 Co 3.9). E precisamos aceitar a chamada soberana do Senhor para a nossa vida. Não devemos amoldar a Bíblia ao nosso modo de pensar nem às influências filosóficas prevalecentes no mundo. Por mais que nos sintamos contrariados, devemos renunciar o nosso eu (Lc 9.23), a fim de obedecermos à vontade de Deus, que é boa, agradável e perfeita (Rm 12.1,2).

Ciro Sanches Zibordi

141 comentários

Aline

A bíblia não foi escrita por Deus e sim por homens e machistas! Se Deus fosse uma representação humana seria mulher certeza!

Isac do nascimento

Infelismente tem muitos ensinadores que sao como os doutores da lei eles na verdade querem matar a jesus e a sua obra usando a biblia vmos orar e pedir a Deus que levante homens santos que ensinem a verdade da sua palavra.

Isac do nascimento

Infelismente tem muitos ensinadores que sao como os doutores da lei eles na verdade querem matar a jesus e a sua obra usando a biblia vmos orar e pedir a Deus que levante homens santos que ensinem a verdade da sua palavra.

Ramonth

Não concordo com a consagração de mulheres ao pastorado. Não tem base Bíblica. Infelizmente tem muita gente que só quer fazer a obra do SENHOR se tiver posição de destaque na igreja, seja homem ou mulher, se a mulher que fazer a obra de DEUS que faça, mais que faça para o SENHOR sem querer posição de destaque, isso serve para homens também. Muitos estão fazendo a obra do SENHOR almejando um cargo de "Pastor (a)" a vontade do nosso SENHOR é que almas sejam alcançadas independente do "ROTULO".

Nirce Ferreira

O texto é relevante. Na atual situação que vive a Igreja de Cristo no Brasil é necessário esclarecer o povo. Faço doutorado em Educação e penso que,falta ensino sério neste sentido. Não concordo com a separação de mulheres ao pastoreio. Meu esposo é Pastor de formação superior em Teologia e Direito. E preside Igreja. Eu não sou pastora. Somos nascidos na fé na Assembleia de Deus, há 33 anos. Estou convicta. Não concordo com a consagração de mulheres ao pastorado. Não tem base Bíblica.

emanuel egido de oliveira filho

Graça e paz a todos. Obedecer a Deus ou toma nossas propiás decisões. Medite nisso.

JESSICA SANTANA MOTA

Ola pastor sou grata a Deus por esse artigo mais gostaria de fazer uma pergunta o q a bíblia diz refere-se só ao pastorado (mulheres dirigindo ministério como pastora)ou também sobre ser pregadora e missionárias?

Moisés

Maria mãe de Jesus seria a luz humana.a melhor escolha pra substituir Judas..mas não foi assim..a escolha de Deus..caiu sobre homens.. mulheres sempre serão bençãos na igreja..o problema é que todo mundo quer ser Paulo.. quer ser Pedro.quer ser João.. ninguém quer ser Tito. Timóteo.judas do livro de Judas......

Moisés

Interessante que todos que apóiam a ordenação de mulheres.nao citam as Escrituras.so eu acho..eu creio..e qdo citam e texto fora do contexto..sem a mulher não dá pra fazer a obra de DEUS.. é importantíssimo e fundamental as Mulheres na igreja.mas pra exercer a função de pastor..a bíblia não aprova.a questão é de prioridade é não de superioridade.isso não diminuí a mulher em nada.qdo Judas morreu e abriu uma vaga no apostolado...tinham várias mulheres valorosas Maria mãe de Jesus haveria a

claudenir Ribeiro

Muito Bom Pastor, Mulher Tem capacidade para fazer o que elas quiser, são inteligentes E servas de Deus ótimas Cooperadoras da Obra....Só a uma Obs Temos que cuidar da Sá Doutrina, Vejo que muitos passa por cima da palavra para defender seus interece Próprios, EU TIVE UMA PASTORA SENPRE IMAGINEI SE O MARIDO DELA QUE ERA NOVO CONVESTIRDO TERIA MENOS ALTORIDADE QUE ELA... CONTRA DIZ A PALAVRA TOTALMENTE. Minha esposa se achava no direito de mandar na minha casa e fazer o que bem quizece...T2:12

Jônatas

Shalom pastor Ciro, concordo com a bíblia e você falou e demonstrou bíblia, apenas fico a pensar nos que amontoam pseudos criadores de doutrinas estranhas para satisfazer seu pensamentos anti-bíblicos, não fazem exegese e nem usam a hermenêutica. Mulher pastora, Filha legítima do triângulo amoroso entre Liberalismo teológico, feminismo e filosofia unissex.

Wendell Nery

Na Biblia não vamos encontrar depois do nosso Senhor Jesus entregar a sua vida em favor da humanidade os termos presbitera,pastora e nem apostola

Antonio D Romualdo

Elucidativo, biblico e teologico.

Janaina Silva

A minha opinião é baseada nas escrituras sagradas A mulher não pode ser pastora nas escrituras sagradas está tudo bem claro eu concordo com a explicação do pastor Ciro Sanches mulher não pode ser pastora, mais podem trabalhar na obra de Deus, mais não no pastorado A mulher não possui autoridade sobre o marido. 1 Timóteo 2:12 ora, se ela é pastora e o seu marido não, ela fere o princípio de autoridade da Bíblia, tornando-se lider do marido Está escrito a mulher aprenda em silencio com

Juarez

A paz da parte de Deus há Todos, olha os dias são maus á porta si encontra-se estreita e si estreitando cada vez mais; O salmista Davi em 133 de Salmo Disse assim quão bão e quão suave que os irmão vivam em união, GENTE GENTE GENTE OLHA CADA UM PRA NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO NÃO OLHE PRA DIREITA NEM ESQUERDA NEM ---> A NEM ---> B OLHA QUE NOSSO VERDADEIRO PASTOR ESTÁ NA NOSSA FRENTE. VAMOS SER APAZIGUADORES E TER EM NOSSOS CORAÇÕES O MAIOR DOM O DA CARIDADE

Ciro Sanches Zibordi

Irmã Dalva Lopes, a paz do Senhor. Primeiro, uma serva do Senhor que se preza diz "NOSSO", e não "Nossa"! Afinal, prezamos o NOSSO Senhor Jesus Cristo, e não a outra. Segundo, se a irmã me chama de machista por ter dito que Deus priorizou o homem, receio que a irmã esteja chamando o próprio Deus de machista, pois A BÍBLIA DIZ CLARAMENTE QUE DEUS PRIORIZOU O HOMEM. Portanto, leia o texto de novo, devagar, com calma... E que Deus a ilumine.

Dalva Lopes

Nossa, quanto machismo: "Deus priorizou os homens", que eu saiba Deus é amor, e não da prioridade a ninguém devido a sexo, quer dizer que o maníaco do parque só por ser homem tem mais prioridade diante do Senhor do que uma irmã piedosa e santa. Meu Deus, irmã, ore muito o orgulho masculino e a arrogância por ser do sexo masculino está te deixando confuso, outra coisa, pode ser que você venha a ter filhas ou netas, desprezar o sexo feminino é pecado.

Dalva Lopes

Nossa, quanto machismo: "Deus priorizou os homens", que eu saiba Deus é amor, e não da prioridade a ninguém devido a sexo, quer dizer que o maníaco do parque só por ser homem tem mais prioridade diante do Senhor do que uma irmã piedosa e santa. Meu Deus, irmã, ore muito o orgulho masculino e a arrogância por ser do sexo masculino está te deixando confuso, outra coisa, pode ser que você venha a ter filhas ou netas, desprezar o sexo feminino é pecado.

Fabiano Sales

Infelizmente essa pratica de ordenar mulher ao pastorado é algo comum hoje em muitas igrejas, muitos líderes estão desprezando a ordem bíblica (1 Timóteo 2.12) que proíbe que a mulher exerça autoridade eclesiástica sobre o homem, esses mesmos lideres fazem interpretação ao seu bel prazer dos textos bíblicos que proíbem e essa pratica.

Ciro Sanches Zibordi

Respeito sua opinião, pastor Neurivane Cardoso, mas Efésios 4.11 não é a única passagem bíblica que considerei em minha abordagem. O Senhor Jesus, nosso modelo, por exemplo, que jamais temeu o maxismo da "sociedade patriarcal" daquele tempo, não escolheu 12 mulheres nem 6 casais. Ele escolheu 12 homens. Minha escolha é difícil e antipática, mas fico com a Palavra. Abraços.

Pastor Neurivane Cardoso

Em Efésios 4.11, não fala de gênero (feminino ou masculino) mas, das função ministeriais que podem ser exercida tanto por homens como por mulheres.

Fábia Araujo

Muitos critica falando que a mulher tem que se colocar no seu lugar. O evangelho vai além de costumes de uma época em que hoje muita coisa mudou mais a essência do evangelho ainda permanece a mesma. Muitos ficas aborrecidos porque percebem que Deus usa mulheres pra liderar igreja com sabedoria e honra . Saiba que não há mais tempo pra saber quem deve pregar, ser consagrada ou não a muitas almas perecendo a muitas famílias precisando ser alcançadas, e acredito e a mulher pode fazer parte do IDE.

Fábia Araujo

Muitos critica falando que a mulher tem que se colocar no seu lugar. O evangelho vai além de costumes de uma época em que hoje muita coisa mudou mais a essência do evangelho ainda permanece a mesma. Muitos ficas aborrecidos porque percebem que Deus usa mulheres pra liderar igreja com sabedoria e honra . Saiba que não há mais tempo pra saber quem deve pregar, ser consagrada ou não a muitas almas perecendo a muitas famílias precisando ser alcançadas, e acredito e a mulher pode fazer parte do IDE.

Fábia Araujo

Vejo que essa questão sobre a mulher exercer um papel de líder é muito relativo, acredito que Deus escolhe quem ele quer da forma como ele deseja. No nosso coração existe o preconceito de achar que uma mulher não tem capacidades e que Deus não possa chama-la pra exercer o mistério do presbiterio ou pastoreio na igreja. Onde congrego tenho pastora e presbitera e vejo a dedicação em oração, em estudo da palavras, em exortação aconselhamento e a submissão a Deus. São verdadeiras mulheres de Deus.

Douglas Pablo Machado

Se Cristo é o cabeça da igreja e o homem o cabeça da mulher e o líder espiritual da sua casa, como pode então dentro da igreja a mulher assumir o papel de líder espiritual ao subir num púlpito e pregar a palavra e fazer aconselhamentos! Cada um no seu lugar! Todos os líderes de Deus eram homens e não porque eram melhores do que as mulheres e sim porque Deus na sua soberania escolheu assim! O papel de liderança espiritual dentro de casa e na igreja é dever do homem!

Cley

Caro Pr.Ciro Somente Deus sabe da alegria contida em meu coração ao deparar-me com o presente artigo. Nasci em um lar cristão, mas, da Água e do Espírito, há pouco tempo. Busco insaciavelmente a Palavra de Deus e Sua divina interpretação, uma vez que vivenciamos tamanhas aberrações doutrinárias referentes à consagração de pastoras, bispas e apóstolas. O artigo veio confirmar o que o Espirito Santo me ensinou. Sou advogada criminalista, mãe e protestante procuro seguir a Bíblia.

Ciro Sanches Zibordi

Reginaldo Silva, claro que o podem! No meu título, inclusive, para chamar a atenção dos leitores, empreguei o verbo poder. Entretanto, lembremo-nos de que a Palavra de Deus afirma que há coisas lícitas que não convêm, não edificam, são embaraçadoras, etc. Segue-se, diante do que escrevi, à luz da Bíblia, que a pergunta que precisamos responder não é: "Podem?", e sim "Devem?"

REGINALDO SILVA

MULHER PODE ENSINAR, PREGAR E SER MISSIONARIA (APOSTOLA) http://averacidadedafecrista.blogspot.com.br/2014/05/mulher-pode-ser-pastora-ou-exercer.html

Ciro Sanches Zibordi

Caro pastor Antonio Dias, em Marcos 3.13, Jesus chamou OS QUE ELE QUIS. Mas hoje muitos consagram a quem querem e ainda dizem que foi Deus quem chamou... Prefiro a verdade cristalina das Escrituras ao pragmatismo. Que Deus o abençoe, amado pastor.

PR. ANTONIO DIAS

Sinceramente, continuam fazendo chover no molhado. Quando Deus chama está chamado; não depende se homem ou mulher. O interessante é que algumas mulheres fazem um trabalho melhor, e muito melhor que os homens; aí eles ficam com medo de perder espaço. Cumpram o ministério que você recebeu e deixa cada um cumprir o seu chamado como seja.

Marcelino

É difícil, fazer um comentário no caso deste artigo, levando em conta que quando tudo isso foi escrito, era uma época diferente, língua diferente e costumes diferente, será que falta de homem para o ministério Deus não levantaria uma mulher?

João Batista Pereira de Oliveira

Parabéns Pr. Ciro Sanches Zibordi pela sua excelente matéria, que Deus possa continuar abençoando seu ministério mais e mais. Deus tem um uma especialidade para as mulheres santas no ministério, mas não é o pastorado. O que se pode ver é que desde quando Deus preparou um povo adorador no Antigo Testamento através de Abraão até a formação do NT não se encontra nem uma mulher no sacerdócio ou pastorado, mas no entanto as mulheres são muito bem aproveitadas no ministério.

SANDRO ROBERTO

Pergunto, a mulher usar véu sobre a cabeça foi um costume!!!, costume este que acabou completamente no Ocidente, e ninguém se sentiu transgredindo nada, pois, de fato, não existia ali uma moda cristã, mas um aplicativo circunstancial e um simbolo de um outro Principio: o da submissão da mulher ao marido!!!!, e a consciência que ela mulher tinha quanto à proteção espiritual que aquele vinculo, sendo saudável, promoveria pra sua vida. Assim, a palavra véu, é, de fato “autoridade”!!!!.

Jaime

william sousa vilanova e outros (as) opositores; A partir do momento que alguem afirma que estas palavras do texto é ser machista, está automaticamente chamando Deus de machista. Tenho visto tantas EX-PASTORA vivendo de boa/na maior felicidade e tudo dando certo. Quando o Homem que é chamado e depois deixa, ahh, como sofre as consequencias! Quer mesmo ser pastora? Seja! Porém tenha plena certeza: O Senhor Deus nunca cobrará isso. Mulheres, continue trabalhando pra DEUS! É lindo o q voces fazem.

Jaime

william sousa vilanova e outros (as) opositores; Eh incrível é maravilhoso demais ver Deus chamando um Homem para o ministério pastoral. Quando tal Homem está sendo chamado, e este desobedece, tudo na vida começa dá errado! Tudo mesmo. Com as MULHERES, voce nunca verá Deus fazendo elas passar por isso. E nao é porque elas sao mais obedientes nao; é simplesmente porque Deus nunca cobrou delas para elas serem pastoras. Quer ser pastora? Seja! Porém Deus te deixa livre para escolher isso.

Jaime

william sousa vilanova e outros (as) opositores dessa palavra mais que verdadeira; Eu tenho a plena convicção que voces não tem nenhuma prova justa (fora da bíblia mesmo), que uma mulher tenha sido chamada/sacudida/castigada por Deus para ela ser PASTORA! Jamais voces terão provas disso! Porque Deus é o mesmo ontem, hoje e eternamente! Ela não mudou e nunca mudará. Em 40 anos de Assembleia de Deus, vi tantos e tantos Homens sendo chamado assim por Deus para o ministério de PASTOR.

Ricardo

Pr.Ciro Sanches Zibordi - A Paz do SENHOR. Ao Meu comentário onde escrevi. que uma Mulher não pode ser Presbítera ou Pastoras. Pois Sim Diaconisa, pois o que eu sei, Não é para Mandar e Sim Ajudar. Amém. Pois O Homem Fica do Lado Direito da Mulher, e a Mulher fica do Lado Esquerdo do Homem.

Ciro Sanches Zibordi

Irmã Fabiana França, outro problema é que homens e mulheres não querem obedecer à Palavra de Deus e desejam que as suas opiniões, anseios e caprichos sejam priorizados. Nós todos devemos obedecer à Palavra de Deus e à sua vontade, em vez de fazer valer o pragmatismo e o relativismo. A Bíblia é a Palavra de Deus e, por isso, abordei o assunto à luz da Palavra de Deus e gostaria muito que os que discordam de minha posição apresentassem argumentos bíblicos. Que Deus a abençoe, prezada irmã.

Fabiana França

A paz do Senhor! O problema é que nós mulheres demoramos muitos anos para despertar sobre o assunto e é lógico que quem está nos "grandes cargos" vai fazer de tudo para continuar neles, se por acaso começa-se a nomear mulheres a concorrência para certas "cadeiras cativas" no nosso meio aumentaria, pois já tem muitos homens na concorrência de tais.( ISSO FOI O QUE OBSERVEI COM TRISTEZA NOS POUCOS ANOS DE CRISTÃ)!

Vanderson

Porque a maioria das pessoas estão fazendo argumentações sobre "eu acho, era assim, agora é assado, etc, etc". Pessoal, não concorda com o artigo? Combata com textos bíblicos. Mas para isso é preciso ter respeito e amor pelas pessoas e não insultar o Ciro apenas por um texto escrito. Estou me deparando com um bando de radicais. Meu povo foi destruído por falta de conhecimento. Oséias 4:6 Vejo que ele continua a ser destruído.

Vanderson

Ciro gostei muito de sua argumentação, na verdade ainda tenho dúvida sobre o assunto, portanto, prefiro não me posicionar ainda. Sou de uma igreja que tem uma pastora. Mas vejo que muitos que comentam aqui estão mais interessados em impor sua visão, a fazer uma argumentação saudável dentro de um contexto bíblico. Além, é claro do linguajar chulo proferido por alguns "irmãos". Mudando de assunto, estou lendo seu livro (Erros que os pregadores devem evitar) e está sendo muito edificante!!!!

Ciro Sanches Zibordi

Agradeço a todos os irmãos pelos comentários e informo que deixei de publicar, hoje, dois comentários em razão de ter detectado que foram comentários infrutíferos, carnais, que não contribuem em nada para a nossa edificação e crescimento em conhecimento. Que Deus abençoe a todos os irmãos e amigos.

Ciro Sanches Zibordi

Caro William Sousa Vilanova, o irmão diz que a sociedade hebraica era machista e patriarcalista, dando a entender que, por isso, não havia sacerdotisas. Penso que o irmão está redondamente equivocado, pois quem deu a Lei a Moisés foi o próprio Deus! Teria advindo o machismo da própria deidade? Outrossim, quando Jesus andou na terra, não se amoldou ao mundo, mas disse: "A minha doutrina não é minha, mas do Pai que me enviou". Ele é o nosso modelo (Jo 13.15; 1 Jo 2.6). Portanto, discordo do irmão.

william sousa vilanova

O machismo que ainda reina no seio assemblieano tem uma herança histórica que vem da convenção de 1930 o qual o pastor Samuel Nystrom sempre se posicionou contra o pastorado feminino. A partir de 1930 a Assembleia de Deus ganhou um caráter institucionalmente machista e infelizmente ainda vemos pessoas diminuir o papel das mulheres. Infelizmente na Assembleia de Deus as mulheres podem até ter o dons dos espiritos, mas não podem ter o tittulo. As mulheres se limita a oração os homens a ação.

william sousa vilanova

Os intelectuais da CPDA deveriam entender que não tem como justificar histórico, sociológico e até teologicamente justificar o a oposição ao ministério pastorar feminino tendo como base o velho e o novo testamento, pois a realidade social que as mulheres viviam na época dos hebreus é totalmente diferente da realidade social ocidental, sobretudo brasileira. Na verdade muito pastores defendem que as mulheres não devem ser pastoras simplesmente pelo fato de não querem ser dirigidos por uma mulher.

william sousa vilanova

Como a mulher era tratada como um bem econômico naquela época. Eu lhe pergunto como ela poderia ser pastora ? Meu caro pastor eu não posso querer reproduzir na sociedade atual um modelo antigo, isto é, eu não posso querer justificar o fato de não existir mulheres pastorara na época do velho e do novo testamento sem entender como funcionava aquela sociedade naquela época. Isso se chama anacronismo.

william sousa vilanova

Discordo da visão do pastor Ciro. Eu pertenço a Assembléia de Deus de Teresina-PI, mas concordo com sua visão que pra mim endossa mais ainda a visão machista que ainda está enraizada na Assembléia de Deus. O que deve ser levar em conta é que a sociedade hebraica tinha uma formação machista e patriarcalista. Você como pastor sabe perfeitamente que a mulher na sociedade hebraica era vista como uma propriedade do homem. Elas nem poderiam ter direito de herança. Ela era vista como um bem econômico.

Cézar Fontes

Gostei do artigo e gostaria de dizer que, esta questão de pastorado para mulheres esta sendo uma questão de influência de fora para dentro da igreja, a igreja não pode ser igualada ao comércio etc. E o PRINCIPIO da criação é "far-lhe-ei uma ADJUNTORA" e não uma "CONCORRENTE", o Senhor criou a mulher com adjunta, o mundo no pecado tem a tornado uma concorrente, as mulheres tem uma papel importantíssimo no rei de Deus, sendo servas se precisara de "Títulos".

Alan

Prezado pr Ciro, excelente seu comentário, simplesmente bíblico. O que posso perceber pelos comentários de muitos é que além do analfabetismo funcional (leram e não entenderam seu comentário - muito claro por sinal), preferem evidenciar seus desejos e demonstram o quanto repudiam a Palavra de Deus. ...O Meu povo perece por falta de conhecimento... Infelizmente!

Jaime

Texto muito bem explicado! E vale lembrar também que no Novo Testamento, a Bíblia faz consideração clara aos pastores, chamando-os de Anjo/Anjo da Igreja. E não existe anja, não existe anjo fêmea. Portanto, aquiete o seu coração e aceite essa palavra verdadeira.

Ciro Sanches Zibordi

Caro mestre e amigo Elinaldo Renovato de Lima, agradeço-lhe por sua honrosa visita e por seu importante comentário. Que Deus abençoe mais e mais seu ministério.

Ciro Sanches Zibordi

Mauricio Firmino Paz, as criticas são publicadas QUANDO ELAS EXISTEM. Há textos que recebem poucas ou nenhuma críticas. Outrossim, há críticas que são impublicáveis... Grato por seu comentário.

Ciro Sanches Zibordi

Anderson Oliveira, o irmão tem razão. Pensei certo e escrevi errado, na pressa. Foi Elizeu mesmo quem orou para Deus abrir os olhos do moço. Mas que bom que o irmão entendeu. Que Deus o abençoe.

Sérgio Luís

Pr.Ciro, a paz do Senhor.Parabéns, texto muito claro e com extensas referências. Um célebre filósofo teria dito: "da discussão nasce a luz". Porém, somos advertidos pela bíblia à sermos prontos para ouvir e tardios ao falar. Alguns de nossos irmãos não admitem sequer que suas "verdades" sejam questionadas. É fato que existem mulheres que fazem a obra do Senhor de maneira igual ou melhor que muitos homens. Porém fiquemos com a palavra de Deus.

Mauricio Firmino Paz

Prezado Pr. Ciro. Em primeiro lugar quero dizer que fico feliz por ver que as opiniões contrárias também estão sendo publicadas pois antes eram só os elogios que apareciam. E a gente sabe que "quem pensa igual não pensa". Como professor de EBD aprendo muito com os seus excelentes artigos e de outros escritores e com certeza este é mais um que vai me auxiliar em sala da aula. Não somente o texto é excelente mas as respostas para alguns comentários que aqui aparecem. Muito grato.

Raitler

Gostei do artigo, não como forma de defesa dos homens quanto a errância sobre o pastoreio feminino e sim como meio esclarecedor sobre tal questão. Ao Pr. Ciro, as sinceras disposições comungantes.

Anderson Oliveira

Ciro, foi o profeta Elizeu quem orou dizendo: "Senhor, abre os olhos desse moço". Conto com suas orações. Fica na paz e um forte abraço.

Ciro Sanches Zibordi

Agradeço a todos os irmãos e amigos pelos comentários. A paz do Senhor.

EDINALDO

parabéns pela forma como o pastor explanou o assunto.

Arlete Fernandes Bazana

Eu concordo com o texto do Pastor Ciro Sanches Zibordi. Não há base Bíblica para a mulher ser pastora.

Ciro Sanches Zibordi

Anderson Oliveira, seus comentários me deixaram convictos de que a Bíblia para o irmão não é a Palavra de Deus. Só lamento... Aliás, lamento e vou orar pelo irmão. E a minha oração é a mesma do profeta Elias: "Senhor, abre os olhos desse moço".

Anderson Oliveira

Elinaldo Renovato de Lima e Ciro Sanches, Jesus não separou nenhuma apóstola ? Mas Jesus também não usava celular! Mas vocês usam, né ? Jesus não deu nenhuma ordem, dizendo: ide e construam templos ? Mas, seus lideres constroem megas templos, né ? A realidade é que há muita seletividade com os textos bíblicos, né ? O mesmo texto de Gn 1-2 que diz que Deus criou macho e fêmea, diz também que o homem deve cuidar do meio ambiente, mas vocês não tratam dessa questão e nem querem saber também, né ?

Jorge

Não importa se é um homem ou uma mulher que escreveu este artigo. O ministério pastoral Deus delegou ao homem e pronto.

anderson Oliveira

Ciro, muito obrigado pela recomendação, mas não vou perder meu tempo lendo o artigo do ultrafundamentalista Augustus Nicodemus (já conheço sua linha de pensamento). Tenho alergia a tais teólogos (rs). Já li alguns livros dele (Nicodemus). Mas, hoje, Prefiro ler: Ricardo Quadros Gouvêa, Júlio Zabatiero, Paulo Brabo, Ricardo Gondim, Claudio de Oliveira, Oscar Cullmann, Mircea Eliade, Andrés torres queiruga, Pau Tillich e outros. Abraços. Fica na paz do Senhor Cristo !

Wellington Oliveira

Amados, oque fazemos senão utilizarmos os textos (Biblia) e o contexto usado, e isso vai nos levar ao erro ao acerto ou ao juízo, e as decisões errôneas, e segundo o contexto, e oque foi explicado, sim eu concordo, com, tudo oque o PrºCiro Sanches Zibordi, explanou, pastor, agradeço o esclarecimento do assunto, e também estarei a orar para os críticos, que não usam as ferramentas necessárias, para a interpretação das escrituras sagradas,desde já agradeço.

Pr Jair Ferreira Guarda

Gostei muito de seu comentário,uma mulher seja ela esposa ou não de pastor,tem lugar na obra do Senhor sem ser pastora,eu servi na obra por muitos anos,e minha esposa sempre me ajudou demais; mas o ministério pastorais não pode ser permitido a mulher porque está fora da bíblia e assim estaremos contra a vontade de Deus.e por muitos abrir exerção tem trazido vários problemas para a igreja,e até escândalo,porque tem gerado liberdades permissivas para o pecado.

Ciro Sanches Zibordi

Anderson Oliveira, o irmão está equivocado. Minha abordagem foi feita a partir da Bíblia. Ademais, se o irmão pensa que a minha argumentação é "papo de assembleiano", confira o que diz o erudito Augustus Nicodemus Lopes, aqui: http://solascriptura-tt.org/EclesiologiaEBatistas/OrdenacaoFeminina-Nicodemus.htm, por favor. A paz do Senhor.

anderson Oliveira

Ciro, você reproduz a visão de sua instituição sem considerar o contexto da época em que os textos foram escritos. A cultura era patriarcal, tudo girava em torno do homem, a mulher não tinha "quase" nenhum valor. Foi Jesus que veio com uma nova ideologia valorizando as mulheres, que até então era desprezada pela cultura judaica. Já com relação ao texto bíblico, leia o que "Paulo" diz em Gálatas 3.28. Que Deus te liberte das amarras institucionais, e que você viva a liberdade de Cristo ! Abçs

Ana Cristina Aquino

Amei o texto! O problema é que a maioria das pessoas não conhecem a Bíblia! Ela não é machista, o pastor Ciro também não, Deus criou o homem e a mulher de uma forma linda, cada um com aspectos diferentes que refletem a imagem e a semelhança de Deus para governar e cultivar a terra, o homem como cabeça e a mulher como auxiliadora, isso não nos diminui em nada, apenas nos relata a verdade a cerca das escrituras! Posso até pilotar um avião, mas isso não interfere na minha feminilidade bíblica!

Rose mara Braz

fantástico! fui separada prara o diaconato, faco a obra do Senhor com amor e tremor. tenho 23 anos de evangelho , ja ouvi dr meu pastor que é bem ancião: se a irmã fosse mulher lhe consagraria como meu segundo na igreja. fico honrada mas , jamais aceitaria tal posição, faço partr de um grande ministério da assembléia de Deus e concordo plenamente com todo o artigo do pastor.

Moises

A base da nossa crença: No primeiro século foram os ensinos de Jesus, em seguida foram os ensinos de Jesus e os ensinos dos apóstolos, nos demais séculos até aos nossos dias a Igreja sempre teve como base de ensino a Bíblia. Então devemos continuar crendo na Bíblia como regra de fé e prática, sem acrescentarmos inscritos em suas linhas, ou indo pouco a pouco afrouxando o que foi estabelecido?

Joval

A pergunta é interessante!!! Se mulher pudesse ser guia e cabeça,indiscutivelmente Maria seria uma mulher escolhida por Jesus pra ser apostola.

Heitor Folgierini

A Paz do Senhor : Pr.Ciro Zibordi, a matéria foi MUITO ESCLARECEDORA ! 100% baseada na Bíblia Sagrada e sempre tratando as abençoadas Mulheres com respeito e estima. Há cerca de 4 anos atrás, li outra matéria deste assunto escrita pelo Pr.Antonio Gilberto, que também foi bem clara. Depois de ambas escritas, só não aprende acerca disso quem não quer. P.S: E quanto as identificadas "Márcia" e "Samara" que opinaram aqui: É melhor ler o que elas escreveram do que ser cego.

Pr. Ednei Santos

Parabéns pelo artigo Pr. Ciro Sanches.

PR DILSON MARTINS DA GAMA

É alarmante essa busca de poder eclesiástico através de funções em Igrejas ( cristãs)!! Deus é e sempre foi sábio no que deixou para nós.Importa fazer a obra de Deus( Jo 6 28/29)...sem isto tudo é obra do homem e da mulher....quer ter o nome de PASTORA? Compre uma carteirinha de Pastora e que o SENHOR DEUS TODO PODEROSO SEJA TEU JUIZ, não nós homens...Que adianta esta discussão...não leva a nada....Parece até Aécio Neves versus Dilma rsrs...Amemo-nos uns aos outros .....SHALLON

Dalila

Paz do Senhor a todos, Sou contra mulheres que pastoreiam em igrejas, pois esse chamado Deus destinou aos homens a qual ele escolheu, mas deixo claro tem muitos pastores que não foram chamados por Deus, eles se fizeram pastores, a bíblia também é contra esse ato, porque pastoreado é algo muito importante que deve ser uma escolha de Deus para o homem.

jefferson ferreira

Parabéns pelo estudo em pauta.Tudo dentro do contexto bíblico! Agora se alguém discorda, só tem duas alternativas: Ou prove dentro do contexto bíblico que o Pr está equivocado, ou então tenha humildade para reconhecer que tudo está de acordo com os ditames da imutável e soberana Palavra de Deus.

Themis Rondão Barbosa

Na minha visão, a discussão se resume meramente à concessão do título, já que não são poucas as servas do Pai que dedicam suas vidas à obra, cuidando das ovelhas e desempenhando o papel de pastoras. Revestidas de tamanha graça e poder de Deus, que torna seus ministérios e unção incontestáveis. A paz do Senhor a todos!

Pastor Eldomar Oliveira

Muito bom o comentário do pastor Ciro, devo aqui parabeniza-lo. Muito esclarecedor para os querem ter a bíblia como regra de fé. Já para a queles que em defesa própria defendem ao seu bel prazer, para tais nunca vão concordar, pois a bíblia já não lhes servem mais..

Cida Santos

Não sou pastora, nem esposa de pastor, sou simplesmente uma serva de Deus que tenho por bondade de Deus um chamado pra dizer que ele salva. A questão de rótulos e títulos isso pra mim e creio que pra Deus não diz nada, conheço mulheres cheias de Deus que fazem pra o reino de Deus o que muitos com rótulos de pastores não fazem, Acho interessante que a mulher não pode ter titulo de pastora. mas Pastores Homens podem divorciar, ser maçom e etc... Jesus foi o único que reconheceu o valor da Mulher.

Ciro Sanches Zibordi

Anderson, prefiro o "rodeio" bíblico a um comentário que, apesar de direto, expõe apenas um pensamento pessoal, e não o que as Escrituras realmente asseveram. Se o irmão tiver uma abordagem verdadeira bíblica sobre o assunto em pauta, apresente-a, pois o que vi em seu comentário foi apenas uma resposta antipática que não contesta um único ponto do texto de minha modesta autoria. Que Deus o ilumine.

José Ivan Costa Sampaio

Esta explicação é muita esclarecedora, exatamente porque está fundamentada nas sagradas escrituras, é por isso que leio os artigos e livros do Pr. Ciro Sanches Cibordi. Um abraço, Pastor José Ivan

Anderson Oliveira

Fez um "rodeio" enorme, e a argumentação continua sempre a mesma: retrogada e machista. Dizer q mulher não pode ser pastora, se utilizando dos textos bíblicos de forma tendenciosa, é muito feio. Considero essencial entender o contexto histórico-social nos tempos de Jesus e dos apostólos. A bíblia não usa o termo pastora de forma explícita, mas isso não invalida o pastorado feminino. Como também não fala que Jesus andou de carro, mas de jumento; e nem por isso os pastores andam a pé ou de jumento

Elinaldo Renovato de Lima

No AT, não vemos nenhuma SACERDOTISA. O ministério sacerdotal era exclusivamente formado pelos descendentes de Levi. Havia juíza, como Débora (Jz 4.4); profetiza, como Hulda (2 Rs 22,14); Noadias, profetiza perigosa (Ne 6.14). Jesus não separou nenhuma APÓSTOLA, mas mulheres que "serviam a Jesus com suas fazendas" (Mt 27.55); At 1.14); ""E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores" (Ef 4.11; Tt 1.6); não há uma bispa.

Antonio Padre da Silva

A meu ver o texto supra está em consonância com a Bíblia, portanto, a mulher deve entender que o pastorado foi nitidamente incumbido ao homem, isso não impede de a mulher militar na edificação do Reino de Deus. Caso o desejo por cargo seja algo muito forte, temos em cada igreja das Assembleias de Deus e outras coirmãs o Culto Matutino e o Poço de Jacó!

May Rocha

Acho que eu , mulher, posso comentar. Os homens que foram a favor do artigo são meramente suspeitos (risos). Realmente não existe nenhuma base bíblica para a aceitação de mulheres como pastoras , e , fico triste quando vejo que essa busca pelo título tem encarnado no coração das varoas. Aquelas que não concordam com o estudo que o pastor Ciro deu , por favor , usem suas bíblias e mostrem que ele está errado , porque ficar xingando não muda o que está escrito.

Alex Sales

Pelo que entendi o pastor não esta desqualificando as mulheres ele simplesmente está mostrando a luz da palavra de Deus que cada um tem o seu lugar na igreja de Cristo! Simples assim !

wenderson teixeira gomes

Bom fico feliz, que se despõe a nos esclarecer assuntos delicados; sei que o senhor não tem medido esforços para defender a eticacristão! paz meu irão

Evangelista Sidinei

Muito boa a matéria! Gostei muito dos comentários e citações Bíblicas, sempre pensei desta forma também! Acredito que esta matéria veio em hora oportuna, pois hoje vemos as coisas descambando, e as pessoas e(ministérios) fazendo as coisas de qualquer maneira, sem nenhuma base bíblica> Deus abençoe sua vida, Pr Ciro Sanches Zibordi. Fica na Paz do Senhor!!! Em Cristo.... Sidinei

pb.sérgio amaral.

estava com algumas dúvidas,com relação ao tema,mais sabendo que não podemos jamais,remover os princípios estabelecidos por DEUS,que DEUS continue a lhe abençor,querido pr.Ciro,como me troxe esclarescimento a sua matéria,agora posso falar sobrê o assunto sem receios,a paz.

pb.sérgio amaral.

estava com algumas dúvidas,com relação ao tema,mais sabendo que não podemos jamais,remover os princípios estabelecidos por DEUS,que DEUS continue a lhe abençor,querido pr.Ciro,como me troxe esclarescimento a sua matéria,agora posso falar sobrê o assunto sem receios,a paz.

pb.sérgio amaral.

estava com algumas dúvidas,com relação ao tema,mais sabendo que não podemos jamais,remover os princípios estabelecidos por DEUS,que DEUS continue a lhe abençor,querido pr.Ciro,como me troxe esclarescimento a sua matéria,agora posso falar sobrê o assunto sem receios,a paz.

Samuel Oliveira

Muito boa observação Pr. Ciro Sanches.

Edi Carlos

Márcia me desculpe mas acho que VC não leu toda a postagens pois ele frisou muito bem que todos nos somos cooperadores de Cristo devemos trab. e trab. Muito para o reino de Deus. Agora ministério quis Deus em sua soberania dar somente aos Homens.

Elinaldo F Souza

Pr.Ciro Sanches ...muito boa a explanação Realmente Existe um propósito Divino em não apresentar nas escrituras a mulher Nos termos liderança Ministerial em que tange..pastorado. Apesar de muitos não concordarem é só ouvirem e ter visão das escrituras Jesus é realmente não estabeleceu nenhuma mulher no apostolado...porque? Gente mistério da soberania e vontade do nosso Deus! Parem de irem na onda da filosofia mundana em querer questionar Deus.

Ciro Sanches Zibordi

Caro Francisco Miguel Junior, se o irmão, apesar de fazer questão de usar o título de pastor, ainda não aprendeu que existe diferença enorme entre ter um título e ter um ministério, o que posso fazer, além de orar pelo irmão? Aconselho-o a reler o texto acima e observar que nele discorro sobre o MINISTÉRIO de pastor dado por Deus à Igreja (cf. Ef 4.11), e não sobre o mero título de pastor. O simplismo não cabe aqui.

Ciro Sanches Zibordi

Zeu, o autor do artigo acima, por graça de Deus, já pastoreou e copastoreou, mas ele não precisa se preocupar com isso, pois apenas abordou um assunto à luz da Bíblia. Quem gosta mesmo da Bíblia, se sentirá estimulado a estudar as passagens bíblicas sobre o assunto, em vez de querer perscrutar a vida do autor do texto, para saber se ele foi ou é pastor, não é mesmo? Em vez de atacar o autor do texto, apresente uma resposta bíblica, se for capaz. #FicaADica.

Ciro Sanches Zibordi

Samara, se a citação da Bíblia para a irmã é blá, blá, blá, então fique com o feminismo. Mas farei pela irmã a mesma oração do profeta Elias: "Oh, Senhor, abre os olhos desta moça".

Ciro Sanches Zibordi

Agradeço a todos os irmãos e amigos pelos comentários. E que Deus os abençoe!

Ciro Sanches Zibordi

Jeff, um versículo da Bíblia jamais contradirá outros versículos bíblicos, pois a Bíblia é análoga. Versículos bíblicos se harmonizam, pois a Bíblia é uma harmonia perfeita. Nesse caso, aconselho o irmão a estudar o versículo que mencionou à luz do contexto, a fim de que não o empregue de modo errôneo, como acabou de fazer. #FicaADica.

Ciro Sanches Zibordi

Cleusa Elisete, "esse senhor Ciro Sanches" agradece-lhe pela menção "honrosa". Que Deus a abençoe.

Ciro Sanches Zibordi

Everton Lambertes, se a presente discussão é irrelevante e uma perda de tempo, como o irmão afirmou, então por que fez questão de inserir um comentário e gastar parte do seu precioso tempo por aqui? Seja coerente, amado irmão.

Ciro Sanches Zibordi

Marcia, suas palavras revelam muito... Mostram como está o seu coração. Não vou responder aos seus insultos, pois percebi que seu interior está cheio de mágoa, rancor e amargura. Orarei por você.

Marcia

Pastor (meramente um título) por que VOCÊ não passa de um MACHISTA.Sua esposa deve ficar em casa, lavando e passando as suas roupas, frustada e triste.RIDÍCULA essa sua tese, puramente assembleiana aonde as mulheres não podem fazer nada. Digo isso porque conheço milhares de esposas de pastores que sofrem caladas, porque os tais são uns homens amargos e estúpidos com elas, mas no "púlpito" parecem a vossa santidade. Desculpe-me pelo desabafo, mas é o meu pensamento. PRONTO FALEI#

Arildo Silva

Muito bem explicado.parabéns,eu já pensava assim.

Helio silva dos santos

concordo em algumas tese caro Ciro,mais em meio a crise Espiritual ,melhor Preserva tudo que que aprendi cada um tem seu valor,chamado na obra de Deus,Pois cristo nos esclarecera naquele grande dia, Mulheres não se magoe com meu comentario,Pastor homem,Mulher Servidora,ajudadora,companheira etc.Seu valor e eminente independente.1Co.11:3

Dionatan

Foi-me perguntado sobre o mesmo assunto na escola onde estudo.E com pouquíssimo conhecimento que tenho no assunto,respondi a mesma que não "achava" o correto(sempre me valendo da bíblia,apesar do pouco conhecimento obtido).E um dos meus pensamentos no momento,foi de fato, a autoridade que é empregada ao homem.Nunca machismo e nunca feminismo,mais tendo como autoridade máxima a palavra de Deus. Obrigado mais uma vez pelo pelo esclarecimento Pr. Ciro.

Evandro Rezende

Muito boa a matéria! É lamentável que os pregadores do evangelho hoje , não tem conhecimento , suficiente nas áreas de história e cultura bíblica . Acredito que é preciso ficar claro, que na Bíblia e na cultura bíblica , não existe ( sacerdotiza ) e sim Sarcedote. Somente nas culturas inimigas e religião politeísta existia sacerdotisas . E Deus chamou para uma causa diferente. Eu defendo um evangelho sem política tendenciosas, as mulheres teve e tem o seu papel principal na Bíblia .

Everton Lambertes

Acho irrelevante esta discussão, e total perda de tempo, pois, para Deus, usar o homem ou a mulher, pra Ele tanto faz, até porque Ele não nos usa porque somos vasos?..... Vasos de honra para a minha casa, diz o Senhor. Posso estar errado, mas não me convenço do contrário!

Heitor de Pauls

Entendo que não há problemas de mulheres exercendo a função de conferêncista, porém a frente de uma igreja tenho dificuldades em aceitar, devido entender a questão da mulher se auxiliadora e sjudadora do homem, e quando vejo elas como lideres entendo que se invertem os propósitos. E entendo que Jesus no texto de Mateus 19, a sua exceção faz referência ao adultério e não ao divórcio, Ele apenas diz que aquele que se separa por adultério não precisa se casar novamente para se casar de novo.

Natanael

Também concordo e entendo a biblia desta maneira, Porém não entendo porque na AD-M.Belem em Sorocaba tem mulher com dirigente de congregação.

Pr.Samuel ulisses do nascimento

conforme 1 Tim. 2.9 a 15 a um palavra que Paulo traz a igreja, facil de resolver a situação de muita gente que ainda não experimentou a revelação biblica com mais exatidão, mais lendo e meditando vai ver que estas coisa são mandamentos do Senhor, vai deixar Paulo livre da má lingua dos que não tem entendimento ou pessoas que querem por na igreja conforme sua vontade os que não foram chamados para esse mister, quando Judas morreu podia-se por uma mulher da s que serviam a Jesus com suas fazendas

Cleusa Elisete

É isso mesmo Pastor Francisco Miguel Junior, faço minhas suas palavras, deveriam rever os pastores também, pois esse senhor Ciro Sanches só critica o que convém.

Simone Tavares

A paz do Senhor, pastor Ciro e todos os leitores. Excelente artigo. Bastante elucidativo! Não há o que questionar, está tudo muito bem explicado e referenciado. É assim que acredito também. As missionárias que têm função pastoral são missionárias, pronto. Todos nós temos uma missão: viver o Evangelho a fim de angariar discípulos a Cristo. Por que fazer tanta questão por títulos? Homens e mulheres tem seu papel relevante no Corpo de Cristo.

eron bitencourt

E sempre uma bençao ler suas publicaçoes.

Eliéber de Castro Lima

A paz do Senhor, Pr. Ciro. Concordo com vossa abordagem. O assunto é polémico, mas a Bíblia deixa muito claro sobre o seu desfecho. Não se trata de superioridade, mas de prioridade ministerial. Grande abraço.

Daladier Lima

Esse princípio da prioridade de fato existe para a família, para o casamento e outra série de coisas, nas quais incluiria a Igreja. Ocorre que nós, os HOMENS, fomos transferindo a prioridade. Entendeu? O princípio se divino é imutável, mas nós, os HOMENS, fomos dando nosso jeito. Exemplos: Círculo de Oração! Ora, qual o homem, de forma generalizada, que deseja orar oito horas por dia? Poucos, quase nenhum. Aí as mulheres são chamadas e não fogem da responsabilidade. Depois...

Elisiário Eloi de Carvalho

Salvo engano, eu li a postagem de alguém se referindo a textos da velha aliança que serve como regra de fé (Antigo Testamento) numa alusão ao que devemos fazer como regra de vida. Minhas vênias cara! A nova aliança é se faz como regra de vida. Salvo engano, eu li também (rsrsrsrs) que Jesus escolheu 12 homens porque, na época, a sociedade era machista. Então, Jesus estava com medo?!?!?!?!?! Paciência, né!!!!!! Àquela época, Jesus guardou o sábado?!?!

naara

Será que o contexto histórico da época do novo e velho testamento não tem nenhuma influência sobre o apostolado de mulheres? Mas, qual é a relevância mesmo dessa discussão? Lamentável...

Samara

Muito blá blá blá... Citou versículos sobre as mulheres, mas nas entrelinhasdo do início ao fim inferiorizando-as. Do que adianta apresentar a palavra de Deus, mas passar uma interpretação romana?! Quem te gerou(tenho pena dela pelo envergonhamento alheio)?! Já que a mulher é tão "desqualificada", porque não casa com outro homem, para que te "mereça"? Para Deus não há homem ou mulher superior, mas a graça de dons. E até onde eu sei, ser pastor não é uma escolha e sim uma vocação.

Jeff

Infelizmente um único text já desmonta esse raciocínio: Galatians 3: 28: "Dessarte, não pode haver judeu nem grego; nem escravo nem liberto; nem homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. 29 E, se sois de Cristo, também sois descendentes de Abraão e herdeiros segundo a promessa." Deus os abençoe.

Rebeca

Exatamente! Lembrando que uma pessoa não necessita de título para fazer a obra de Deus, por que quem nos galardoará será o Senhor. Uma pessoa pode não ter o título pastoral, mas receber galardão de um no céu. Portanto, vamos fazer a obra de Deus e obedecer a Palavra do Senhor, pois Ele não é Deus de confusão!

Zeu

Gostaria de fazer minhas todas as palavras do Pastor FRANCISCO MIGUEL JUNIOR: "Tá muito bom! Então faço assim, tiro o título de pastora ..." e acrescentar: No PERFIL do autor da matéria eu não fui informado, tipo assim: quantas igrejas ele já pastoreou, e se está pastoreando alguma?

Rozania M. Barros

Brilhante, totalmente dentro da Palavra de Deus, concordo com tudo, e o texto não tem nada de machista, está dotado de expessões de amor e respeito a importância da mulher, uma vez que concorda com a Palavra de Deus. Precisamos de mais mensagens como esta, para quem sabe, essa verdade caia no entendimento dos machista e das feminístas... Maravilhosa dissertação...

Ciro Sanches Zibordi

Caro pastor Jesiel Feitosa, o irmão está muito equivocado, pois exceções devem ser consideradas, sim. E elas não anulam a regra geral. O próprio Senhor Jesus, ao mencionar a regra geral sobre o divórcio, apresentou uma exceção. Lembra-se disso? Creio que sim, pois o irmão é um pastor e conhece bem (ou deveria conhecer bem) a Bíblia. A paz do Senhor.

Ciro Sanches Zibordi

Agradeço a todos os irmãos e amigos pelos comentários. A paz do Senhor.

Paz pastor,por que? Jesus em seu ministério só levandor discípulos e não discípulas, eu acho que Deus deveria levantar mulheres também, mais elas revir e tem o papel importante na obra do senhor,nós sabemos que a mulher ela tem o momento de círcu

Duvidar quero mais espricacao. Por favor

Dc Sebastião

Tem pessoas que lê,lê e não entende ou faz que não entende pra defender o seu pensamento e não o que diz na Bíblia.Muito bom este esclarecimento sábio.Na minha opinião o títlo é que pesa,deveriam ser chamadas Missionárias.E continuar fazendo a obra de Deus de conformidade com o que na Bíblia diz.Eu não abro mão do que aprendi,e sei de quem aprendí,alguns apostataram mas eu continuo de conformidade com a Palavra de Deus.

Walter Bernardino Lemos

Matéria esclarecedora que tem o mérito de responder as questões de forma bíblica. Será que a maioria dos defensores do pastorado feminino não se deu conta que eles estão em perfeita sintonia com o idealismo que busca apagar as distinções? Que suas visões estão em justa consonância com uma época que despreza os preceitos bíblicos, e que o feminismo, de modo geral, se fez à custa da estabilidade familiar? Aos tais recomendo a leitura de I Co 11.3. A hierarquia é o que concede ordem ao caos.

Fernando

Pr. Francisco Miguel Junior, Exercer a função AUXILIANDO o marido no ministério pastoral é uma coisa. Ser a responsável pela vida espiritual de um povo é outra. A responsabilidade e liderança espiritual é dada ao homem desde Adão até hj, em toda a história da humanidade, seja na família ou na congregação dos santos.

Eve

A paz meu caro pastor! Nao li nada a respeito de Debora (Profetisa e Juiza) em seu artigo... Penso que pra todo um Exercito se negar a ir diante de uma batalha sem a presenca e a palavra vinda de Deus atraves dessa mulher, ela nao deva ser ignorada como uma lider. A Palavra nos fala claramente sobre o trabalho desenvolvido por ela... Quanto a titulos... isso e' IRRELEVANTE, visto que os que trabalham para o Reino, o fazem independente do que sejam. Fica na paz!

Jessé

Parabéns Pastor Ciro Sanches , pelo texto esclarecedor! Não a duvidas, a luz da Bíblia o homem e priorizado mais isso não impede que as mulheres façam a Obra de Deus! O que importa será o titulo? Acredito que não o que importa e fazer a vontade do Senhor. Quanto ao Marido amai vossas esposas assim com Cristo Amou a igreja. Um amor incondicional!

Pr José Carlos da Silva

Excelente a colocação do Pr Ciro, embora muitos não aceitem por simples conveniência e não por coerência. Pessoalmente gostaria de ordenar pastoras, uma vez que vejo nelas mais zelo e dedicação, assim como sensibilidade no trato das coisas de Deus, porém não há como alterar a Palavra de Deus, nem fazer adequações para acomodar certas situações.

JORGE LUIZ RODRIGUES BARBOSA

Excelente Artigo Pastor Ciro, É tempo de deixar de lado as frases "na minha opinião" e levar a sério o que realmente o texto da Bíblia Sagrada quer dizer. Parabéns Pastor Ciro.

Pr. J. Feitosa

Do momento em que o autor abre execoes, o texto perde o valor, pois para Deus não há execoes, na definição do certo ou errado. É sim sim, não não.

Jesiel Feitosa

O texto está muito bem exposto, mas perde todo o valor quando o autor aceita a pastorado para algumas mulheres missionárias no exercício de suas funções. Se é errado, é para todas. Vejo mulheres que agem e vivem o ministério com uma intencidade tão grande, que nos faz ver a Aprovação de Deus em seus ministerios. Deus tem aprovado e confirmado o ministério de muitas mulheres. E quem somos nós para discutir com ele.

Adélia

Se temos chamado de Deus, o título é o que menos interessa, a bíblia diz que Jesus chamou os que Ele quis, Jesus vivia no meio de uma sociedade machista, apesar dele não ser machista, Ele aceitou muitas mulheres trabalhando com ele, priorizando elas com sua presença até quando ressuscitou. Portanto irmães vamos fazer o que o Mestre nos ordenou com ou sem título, profetizando, Pregando, orando, cantando, pastoreando, que nada mais é do que arrebanhar, trazer para o aprisco do Senhor.

Gustavo

Artigo excepcional! Porém ao ler Gálatas 3:28 "Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus." Fico me interrogando, se a interpretação desse versículo, pode ser usado também como base bíblica para o pastoreio feminino.

Pastor Francisco Miguel Junior

Tá muito bom! Então faço assim, tiro o título de pastora das mulheres que exercem o encargo de tomar conta e cuidar de pessoas e pronto. Tudo religiosamente resolvido. Amém?! Ou vocês vão me dizer que não existe também tais mulheres com estes serviços? Se podem e devem fazer TUDO, menos terem o título, tiramos o título e polêmica resolvida! Agora, quanto pastores temos que tem título de pastor e não são, isso sim deveria ser repensado!. Paz.

Fabiano Cândido

Texto brilhante, parabéns Pr Ciro.

mariah

meu marido é pastor de uma pequena congregação. sinceramente tenho grandes dificuldades de lhe obedecer como diz a bíblia pois ele é extremamente machista e até cita certas passagens da bíblia para justificar seu machismo. simplesmente ele acha que a mulher é inferior ao marido e que ela precisa dele e ele não precisa dela ......eu o respeito. E ENTENDO QUE DEUS PRIORIZOU O PASTORADO E A LIDERANÇA DO LAR AO HOMEM E ISSO ME ALEGRA. O QUE ME ENTRISTECE É VER MACHISMO E FEMINISMO NO MEIO CRISTÃO

Deixe seu comentário







Perfil

Ciro Sanches Zibordi é pastor, escritor, membro da Casa de Letras Emílio Conde e da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Autor do best-seller “Erros que os pregadores devem evitar” e das obras “Mais erros que os pregadores devem evitar”, “Erros que os adoradores devem evitar”, “Evangelhos que Paulo jamais pregaria”, “Adolescentes S/A” e “Perguntas intrigantes que os jovens costumam fazer”, todos títulos da CPAD. É ainda co-autor da obra “Teologia Sistemática Pentecostal”, também da CPAD.

COLUNISTAS